Zona Rural de São Luís reduz homicídios pela metade em 2018

Enquanto em 2017 foram 85 homicídios na região, em 2018 o número caiu para 41

A presença da polícia e o aumento no número de abordagens a pedestres, veículos particulares e ônibus em 2018 já rendeu resultados positivos para os moradores da Zona Rural de São Luís.

Com ações desenvolvidas nos quase 50 bairros da região – como Maracanã, Quebra Pote e Rio Grande –, o trabalho de prevenção do sistema de segurança do Governo do Estado reduziu em 52% o número de homicídios em 2018 em relação a 2017.

“O número de homicídios caiu, assim como o de roubos a coletivos. Também estão circulando menos armas, o que se deve à estratégia adotada. Há uma queda acentuada em São Luís inteira, mas com o incremento no número de ações aqui na Zona Rural e o aumento da presença da Polícia, diminuiu a prática criminal”, explica o comandante do 21º Batalhão de Polícia Militar, tenente-coronel Harlan Silva do Nascimento.

Enquanto em 2017 foram 85 homicídios na região, em 2018 o número caiu para 41. As ocorrências de assaltos a ônibus também tiveram redução significativa. Foi registrada queda de 20% entre os dois anos. Já a quantidade de roubos de veículos teve redução de 49%.

As operações, realizadas o ano todo, recentemente contaram com o acréscimo do efetivo. “Recebemos mais policiais há cerca de dois meses e agora com certeza faremos um trabalho ainda melhor”, afirma o comandante.

Os números na Zona Rural confirmam a tendência observada em São Luís nos últimos quatro anos. A capital e as cidades que formam a Grande Ilha – Ribamar, Paço do Lumiar e Raposa – tiveram as maiores quedas no número de homicídios entre todas as capitais nordestinas e suas regiões metropolitanas nos últimos quatro anos.

Os homicídios caíram 63,60% na Grande Ilha na comparação entre 2014 e 2018. Em 2014, foram 910 assassinatos nas quatro cidades da Ilha. Já em 2018, caiu para 331.

Chico Carvalho teve papel fundamental pró-Edivaldo na zona rural

 

Vereador Francisco Carvalho

Vereador Francisco Carvalho

Vereador mais atuante e com fortes bases na zona rural de São Luís, Chico Carvalho (PSL), teve participação fundamental como coordenador da campanha à reeleição de Edivaldo Holanda Junior (PDT) na região da 89a zona eleitoral. Nessa área, o prefeito reeleito teve mais que o dobro de votos do adversário Eduardo Braide (PMN).

A zona rural é reduto eleitoral do vereador Chico Carvalho, região onde ele teve teve nestas eleições a maior votação entre os candidatos a vereador. E o apoio do parlamentar foi fundamental para garantir uma vitória avassaladora do prefeito Edivaldo na zona 89. Tanto que a maior diferença foi registrada na região, terminando 47% a 22%, com 30.662 votos dados ao prefeito reeleito, ante 14.800 votos recebidos por Eduardo.

Proporcionalmente, a votação recebida por Edivaldo na 89° Zona Eleitoral, que abrange Santa Bárbara, Estiva, Quebra Pote, São Cristóvão, Tibiri, Cidade Operária, Itapera, Taçjaçoaba, Rio Grande, Jardim São Cristóvão, Vila Brasil, São Raimundo, Jardim América, Vila Magril, Cajupe, Vila Janaína, Santa Clara, São Bernardo, Vila Cascavel, Cidade Olímpica e Tajipuru, deu ao prefeito eleito mais do que o dobro dos votos do adversário.

Veja aqui como ajudar os trigêmeos órfãos; vídeo mostra a casa dos bebês e as primeiras doações

Os trigêmeos,  do sexo masculino, que ficaram órfãos,  após falecimento da mãe na última terça-feira (21), no Quebra Pote, zona rural de São Luís, já começaram a receber algumas doações como fraldas e leite Nam. Precisam também de kits de higiene, roupinhas, etc, como pode ser visto no vídeo acima, gravado na casa dos bebês, a que o blog teve acesso.

Familiares alertam para que as pessoas encaminhem os produtos ou depósito bancário para as indicações a seguir, temendo que alguém tente tirar proveito da situação.  O endereço correto para doações é Rua do Jip, 82, bairro Aurora, Anil, próximo ao antigo arraial 500 anos, onde mora um tio dos trigêmeos. Falar com Zean 99975 7132, Jackeline 98833.6333, 99168.5353 . O fone da casa é 3245 1412.

A conta válida é na Caixa Econômica, poupança, AG 1576,  operação 013,  conta 00112245.0 em nome de  Leticia Mendes Carneiro.

Os trigêmeos estão morando em uma casa muito simples, onde vivem 16 pessoas,  na Rua Santa Luzia, no bairro Santa Helena – Quebra Pote. Não há número na casa. É só dizer que quer ir na residência dos trigêmeos órfãos.  Mas a família prefere que as doações sejam encaminhadas para esse endereço da Aurora acima para evitar tumultos e não atrapalhar o sossego dos bebês. 

Além dos três bebês, a mãe deixou órfãs também mais quatro crianças que também precisam de ajuda. A família decidiu criar os bebês,  mesmo com poucas condições financeiras. Não quiseram encaminhá-los para a adoção.