Zé Inácio propõe abertura de CPI para investigar caso “Cyrela”…

Zé Inácio Rodrigues apresentou requerimento de CPI para investigar a Cyrela

Durante a sessão plenária desta segunda-feira (12), o deputado estadual Zé Inácio (PT) apresentou requerimento solicitando a instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para apurar denúncias de irregularidades em empreendimentos da construtora Cyrela, investigada pelo Ministério Público estadual.

A instalação da CPI pretende investigar as falhas nas obras dos condomínios Jardim Toscana e Jardim Provence (Altos do Calhau), Vitória (Forquilha), Pleno Residencial (Jaracati) e Farol da Ilha (Ponta d’Areia), denunciadas pelos moradores ao parlamentar e à promotora de Defesa do Consumidor, Lítia Cavalcante. Apesar do Ministério Público ter firmado, com a Cyrela, Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) para corrigir falhas apontadas, estas ainda não teriam sido sanadas.

Zé Inácio afirmou que a Cyrela precisa ser punida. “Peço o apoio dos parlamentares para instaurar a CPI. A situação é gravíssima e vai além da relação de consumo entre moradores e empresa”, cobrou o parlamentar.

Os empreendimentos imobiliários apresentam falhas e problemas de construção, com defeitos nas estruturas dos prédios, a exemplo de vazamento de gás. Apresentam ainda irregularidades no sistema elétrico, problemas hidráulicos, no revestimento, e infiltrações.

O deputado acompanhou a promotora Lítia Cavalcante durante vistoria técnica nos condomínios, na presença de bombeiros e de representantes da Secretaria Municipal de Urbanismo e Habitação (Semurh). No condomínio Vitória, por exemplo, os moradores mostraram infiltrações, rachaduras na estrutura e nas calçadas, bem como o desmoronamento de parte do muro. Mostraram ainda a inundação provocada pelo transbordamento do rio Paciência, na Estrada de Ribamar. A água invade a área de lazer das piscinas e os apartamentos. Além disso, há um forte odor causado pela estação de tratamento de esgoto, ao lado dos prédios e à margem do rio.

No Pleno Residencial, a situação é de vazamento na tubulação de gás em seis torres e infiltração, que provocou a queda do forro, em várias áreas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *