12 parlamentares maranhenses estão na lista do orçamento secreto enviada ao STF

Doze parlamentares maranhenses estão na lista enviada pelo Congresso Nacional ao Supremo Tribunal Federal (STF), indicando os valores destinados por meio das emendas de relator – o orçamento secreto. Por ele, são indicados recursos públicos que congressistas podem enviar a seus redutos eleitorais de forma não declarada. As distorções provocadas por esse sistema motivaram a corte a determinar que os nomes de todos os beneficiários fossem revelados.

Os parlamentares do Maranhão que indicaram, no orçamento secreto, foram Aluisio Mendes, do PSC, (R$ 70.457.514,00); do Republicanos, Gil Cutrim (R$ 17.989.824,00) e Cleber Verde (R$ 35.201.512,30); Gastão Vieira, do PROS, (R$ 11.500.000,00); do MDB, Hildo Rocha (R$ 26.955.972,00) e João Marcelo Souza (R$ 13.297.500,00); do PL, Junior Lourenço (R$ 21.256.431,78) e Gildenemyr Sousa (R$ 15.757.178,96); Marreca Filho, do Patriotas, (R$ 16.815.246,00); Josivaldo JP, do PSD, (R$ 16.624.900,00); Eliziane Gama, do Cidadania, (R$ 22.923.993,18); e Pedro Lucas Fernandes, do União Brasil, que destinou o maior valor (R$ 95.580.276,43).

A declaração com os valores das emendas do orçamento secreto atende determinação da ministra do STF, Rosa Weber. No ano passado, ela chegou a suspender o pagamento destes valores. Um total de 342 deputados e 64 senadores repassaram informações. Os demais disseram não terem sido contemplados. As indicações somadas chegam a R$ 11 bilhões e representam 30% dos R$ 36,4 bilhões que já foram liberados por meio destas emendas. Porém, 70% do restante do orçamento secreto continua sem identificação.

Os cinco partidos mais beneficiados por este artificio, pela ordem, foram PP com mais de R$ 2 bilhões em emendas; o PL, PSD e União Brasil com R$ 1,6 bilhão, cada; e Republicanos com R$ 1,4 bilhão. Juntas, as legendas destinaram cerca de R$ 8,4 bilhões por meio destas emendas. O orçamento secreto foi criado em 2019.

Postagens relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.