Dutra sugere que CPI da Petrobras se estenda à refinaria de Bacabeira…

Deputado federal, Domingos Dutra, quer que a obra da refinaria de Bacabeira também seja investigada

Deputado federal, Domingos Dutra, quer que a obra da refinaria de Bacabeira também seja investigada

O deputado federal Domingos Dutra (SDD/MA) sugeriu, na Câmara Federal, que as investigações da CPI da Petrobras sejam estendidas à refinaria Premium, no município de Bacabeira, no Maranhão. Segundo o parlamentar, o projeto também pertence à estatal e, mesmo com as obras inacabadas, já foram gastos quase R$ 2 bilhões.

A obra foi anunciada durante a presidência de Luiz Inácio Lula da Silva e chegou a ter cerimônia de lançamento com a presença da governadora do Maranhão, Roseana Sarney, às vésperas da eleição de 2010. A refinaria de Bacabeira foi uma das promessas da peemedebista para se reeleger. Mas, em 2012, a Petrobras colocou o projeto na geladeira para revisão.

“Eu espero que, além das investigações que têm sido ventiladas pela imprensa, esta CPI chegue ao Maranhão. Em 2010, o presidente Lula, o senador José Sarney, o ministro Edison Lobão e a governadora fizeram a maior propaganda da refinaria Premium, no período eleitoral. Dizia que,  em 2014, o empreendimento iria jorrar gasolina e derivados para todo o Brasil e para o mundo, o que não aconteceu”, disse Domingos Dutra.

Custos da refinaria Premium

As obras de terraplanagem da área definida pela Petrobras para instalar a refinaria custaram R$ 789 milhões a mais do que o previsto no contrato inicial – que era de R$ 711 milhões –, assinado em 14 de julho de 2010 entre a estatal e o consórcio GSF (Queiroz Galvão, Serveng e Fidens), vencedor da licitação para tocar os serviços. O valor gasto na terraplanagem foi de R$ 1,5 bilhão – mais do que o dobro do previsto inicialmente.

O custo total previsto para a construção da refinaria no Estado do Maranhão é de R$ 20 bilhões, mas, com os chamados termos contratuais aditivos, a obra deve dobrar de preço, como aconteceu nos serviços de terraplanagem.

Aécio Neves não é de fazer imposições e PSDB ainda não fechou com ninguém, diz filha de Castelo

Ex-prefeito de São Luís reavalia candidatura à Câmara Federal e já fala em disputar vaga no Senado Federal

Castelo desperta interesse em disputar o Senado e já reavalia candidatura à Câmara Federal

Castelo desperta interesse em disputar o Senado e já reavalia candidatura à Câmara Federal

As negociações em torno de uma aliança com o PSDB ainda devem render muita coisa no Maranhão. Provocada pela Imprensa sobre um suposto acerto com o PCdoB do pré-candidato ao governo do Maranhão, Flávio Dino, a deputada tucana Gardenia Castelo disse, nesta quarta-feira (16), que o partido ainda não fechou questão com ninguém e que o presidente nacional da sigla, Aécio Neves, não é e nunca foi de fazer imposições, deixando, portanto, a decisão para a instância estadual.

O assédio ao PSDB no Maranhão se deve a um motivo justo. O partido pode oferecer um maior horário nos programas gratuitos, tem estrutura, bancada forte no Congresso Nacional, lideranças políticas espalhadas em todo o Estado, etc.

Quanto ao encontro entre Flávio Dino e Aécio Neves, na última terça-feira (15), Gardenia Castelo disse que é natural que o presidente do PSDB receba lideranças políticas que se predisponham a garantir-lhe apoio nas eleições de outubro, assim como já fez com a pré-candidata do PPS, Eliziane Gama, que também já teve encontro com o tucano. Mas, segundo ela, isso não quer dizer que o partido já tenha fechado uma aliança.

Gardenia disse que o PSDB tem como prioridades estabelecer um palanque único para Aécio Neves no Maranhão, uma vaga na chapa majoritária, que pode ser de vice-governador ou de senador, e fortalecer as bancadas na Câmara Federal e na Assembleia Legislativa.

Informalmente, tucanos já ventilam pelo menos três nomes para o posto de candidato a vice-governador. São eles o do presidente estadual da sigla, Carlos Brandão, que já vem tendo certa rejeição entre determinados tucanos; o da professora Miosótis Lúcio e o do ex-prefeito de Açailândia, Ildemar Gonçalves.

Castelo estuda candidatura ao Senado

A deputada admitiu que o ex-prefeito de São Luís, João Castelo, recebeu mesmo o convite do pré-candidato do PMDB ao governo, Edinho Lobão, para sair candidato a senador na chapa do peemedebista. Segundo ela, o também ex-governador, que já havia anunciado pretensão de disputar vaga à Câmara Federal, agora já estuda uma candidatura ao Senado Federal.

“O Castelo vem sendo abordado por amigos e eleitores nas ruas que o querem ver candidato a senador. Então, isso está fazendo com que o ex-prefeito estude uma candidatura ao Senado”, disse Gardenia.

Eliziane Gama cobra fatura do PSDB…

Eliziane Gama manteve conversa reservada com Gardênia Castelo do PSDB

Eliziane Gama manteve conversa reservada com Gardênia Castelo do PSDB, após sessão desta quarta-feira (16)

Ainda sem um caminho certo  nas eleições próximas de outubro, a pré-candidata ao governo do Maranhão, Eliziane Gama (PPS), sentiu o peso da aproximação do PSDB com o PCdoB de Flávio Dino, após reunião entre o comunista e o senador presidenciável Aécio Neves, na última terça-feira (15). O perigo de estar, cada vez mais, fora do processo da disputa pelo comando do Palácio dos Leões agora é mais real para a pepessista.

Após a sessão desta quarta-feira (16), Eliziane Gama procurou a deputada Gardênia Castelo (PSDB) para uma conversa à parte. A setores da Imprensa, a pepessista se queixou de ter sido surpreendida  com a notícia de que o PCdoB já estaria selando uma aliança com o PSDB.

Com o PSB praticamente fechado com Flávio Dino e o PSDB agora mais distante do que nunca, Eliziane Gama vem se isolando, cada vez mais, nas negociações visando às alianças partidárias.

Uma vez fora da disputa pelo governo do Estado, Eliziane seria candidata natural à Câmara Federal. Mas se não parar para rearticular os planos há tempo de se viabilizar, a deputada pode ter que se conformar em disputar mesmo a reeleição para a Assembleia Legislativa.

Ricardo Murad quer apuração rigorosa de mortes em Pedrinhas…

Secretário de Segurança Pública, Ricardo Murad, tratou da questão das mortes em Pedrinhas

Secretário de Segurança Pública, Ricardo Murad, tratou da questão das mortes em Pedrinhas

O secretário estadual de Segurança Pública, Ricardo Murad, garantiu, em uma reunião com Sebastião Uchôa, titular da pasta de Justiça e Administração Penitenciária,  que a Polícia Civil está tomando todas as providências no sentido de apurar as últimas duas mortes ocorridas, no final de semana, em unidades prisionais do Complexo de Pedrinhas.

“Já determinamos total empenho da Delegacia de Homicídios e vamos agir com rigor para evitar que fatos como estes continuem ocorrendo dentro das unidades prisionais”, afirmou Ricardo Murad durante a reunião com Sebastião Uchoa que tratou de uma série de assuntos que buscam ampliar a parceria entre os dois órgãos, voltadas para a questão do Sistema Prisional do Maranhão.

Murad disse ainda que a SSP e a Sejap devem continuar atuando conjuntamente para coibir a ação de criminosos. “Continuaremos com as providências que estão sendo adotadas e que já estão gerando resultados positivos. Estamos com um planejamento de ações que serão executadas de maneira sigilosa”, disse.

O titular da Segurança também lembrou o reforço nas operações que estão sendo deflagradas pela Polícia Civil em toda a Região Metropolitana e que devem ser ampliadas gradativamente.  “A Polícia Civil está dando prosseguimento aos trabalhos que já vinham sendo desenvolvidos e que, com a incorporação dos novos profissionais, terão um incremento no combate e nas investigações de crimes”, frisou.

Curso Wellington vive dia de “Veneza”…

Chuva torrencial alagou o Curso Wellington

Chuva torrencial alagou o Curso Wellington

Vários bairros de São Luís sofreram com alagamentos por conta da chuva torrencial que caiu por volta das 15h desta quarta-feira (16). No Renascença II, uma das unidades do Curso Wellington foi totalmente invadida pela água como na Veneza italiana. Em frente ao estabelecimento, carros ficaram submersos

Pelo 4º ano consecutivo, as inundações afetaram as instalações do curso. A água atingiu um nível de mais de um metro dentro do estabelecimento. Por conta disso, houve danos materiais com prejuízo de mais de R$ 100 mil reais. Confira a foto!