FOTOS DO DIA – E quando a “asa” quebra, o jeito é usar a boia…

roberto boia balsas

Senador “Asa de Avião” na boia, durante passeio no Rio Balsas

roberto balsas2

De boia no Rio Balsas que, segundo o próprio senador, encontra-se, extremamente, poluído

roberto balsas 3

Senador  “Asa de Avião” faz a barba no Rio Balsas

Não entendeu nada? Clique aqui, aquiaqui e aqui

As fotos foram postadas pelo próprio senador Roberto Rocha (PSB), autointitulado “Asa de Avião”, em seu perfil do Facebook e foram feitas durante passeio no Rio Balsas que, como o próprio relata em sua página, encontra-se, extremamente, poluído.

As imagens foram postadas, durante o último feriadão, como uma forma de fazer um marketing pessoal. No texto que antecede as fotos, ele disse que “lutará para trazer recursos” que resolvam o problema de poluição do rio. Veja print abaixo:

print roberto rocha

Governo Roseana pagou R$ 146 mil em material gráfico sem qualquer registro de existência

Do JP
Ex-governadora Roseana Sarney

Ex-governadora Roseana Sarney

Durante a gestão de Sérgio Macedo como secretário de Comunicação do Governo Roseana Sarney (PMDB), o Estado pagou R$ 146 mil para a empresa Gráfica Minerva Ltda para a produção de material gráfico com as marcas do governo do Estado e da Secretaria de Comunicação (Secom). O problema é que, em auditoria realizada este ano pela Secretaria de Transparência e Controle (STC), não existe registro da entrega ou recebimento do material contratado, apesar da comprovação do pagamento dos R$ 146 mil.
A falha grave representa indício de fraude aos cofres públicos. O contrato foi celebrado no dia 10 de fevereiro de 2012 para produção de textos e fotografias, diagramação e impressão de portfólio com as marcas do Estado e Secom. Contudo, o único registro encontrado durante a auditoria sobre a existência dos materiais se resume a um atestado do então gestor de Marketing, Salomão de Jesus dos Santos, no verso de uma nota fiscal.
Não existe registro que comprove o recebimento ou saída do material nem no setor de Material e Patrimônio da Secretaria de Comunicação e nem no Sistema Integrado de Administração de Serviços para Estados e Municípios (Siagem). De acordo com os procedimentos legais, o recebimento ou saída dos materiais deveria estar registrado seja no setor de material da Secom ou mesmo no Siagem, conforme a Lei nº 16.905 de 22 de julho de 1999.
Nem mesmo uma requisição manual foi encontrada, o que de acordo com a auditoria evidencia que houve pagamento de serviços sem a efetiva comprovação da entrega do material resultando em prejuízo ao erário no valor total de R$ 146 mil. Além disso, outras medidas necessárias à contratação através do poder público foram ignoradas, como ausência da escolha de um servidor para fiscalizar e acompanhar a execução do contrato.
Uma série de falhas acompanha o contrato como falta das certidões negativas e cadastros necessários para contratação e pagamento, divergência no prazo do serviço descrito no Edital com o Termo de Contrato, habilitação indevida da empresa que não apresentou o registro adequado do balanço patrimonial na Junta Comercial. Não há comprovação no processo de publicação do aviso de licitação nem no Diário Oficial e nem em jornal de grande circulação, impossibilitando os órgãos de controle comprovarem a veracidade sobre a publicação dentro do prazo legal.
Gestão Sérgio Macedo 
Este é o segundo contrato onde são evidenciadas irregularidades na gestão do ex-secretário Sérgio Macedo. No dia 10 deste mês, a reportagem do Jornal Pequeno publicou irregularidades descobertas pela Secretaria de Transparência no contrato de R$ 8 milhões firmado em dezembro de 2011 pela Secom com a Fundação São Luís Convention & Visitors Bureau, que ainda teve um aditivo de mais R$ 2 milhões, para a festa dos 400 anos de São Luís.
Em nota, Sérgio Macedo afirmou que os eventos festivos foram custeados com dinheiro da iniciativa privada e que o Governo do Estado apenas autorizou o Convetion Bureau a captar os recursos. Contudo, na gestão do ex-secretário foi expedida ordem de pagamento para o Convetion Bureau, uma delas com o valor de R$ 1,5 milhão. Além disso, o contrato firmado foi feito com dispensa de licitação sob o argumento de que não existia outra empresa que pudesse fazer o mesmo serviço, embora a atividade do Convetion Bureau tenha sido apenas de intermediar contratações, o que uma empresa do ramo de eventos poderia fazer.
Contrato da Secom
No contrato da Secom com o Convetion Bureau ainda foi colocado “o pleito apresentado pela Escola de Samba Beija-Flor do Rio de Janeiro, referente a cobertura de despesas para desenvolvimento do tema a ser apresentado no carnaval de 2012”, conforme ofício do Convetion endereçado a então secretária adjunta da Secom, Carla Georgina. Apesar disso, três meses antes do contrato, Sérgio Macedo solicitou à Secretaria de Turismo que celebrasse contrato de patrocínio com a Escola de Samba Beija-Flor no valor de R$ 1,5 milhão.
Com a declaração da nota de Sérgio Macedo sobre a captação de recursos da iniciativa privada para custear os gastos com a Beija-Flor, o dinheiro injetado pelo poder público se torna ainda mais nebuloso porque teve solicitação para sair tanto da Secretaria de Comunicação quanto da Secretaria de Turismo, conforme os documentos analisados pela auditoria da STC.

E o Roberto Rocha “rachou” mesmo…

Roberto Rocha está se aproximando de figuras históricas do grupo Sarney

Roberto Rocha está se aproximando de figuras históricas do grupo Sarney

O senador Roberto Rocha (PSB), autointitulado “Asa de Avião”, está, cada vez mais, afastado do grupo Flávio Dino (PCdoB) pelo qual se elegeu no pleito passado. Neste final de semana, ele apareceu de braços dados com o pré-candidato a prefeito, ex-prefeito Ildon Marques (PMN), em Imperatriz, durante inauguração do Diretório Municipal do partido, e causou constrangimento a membros do PSB na região tocantina.

Pessebistas  presentes não gostaram nada do que viram e teriam repreendido os dois, pois entendem que a sigla está alinhada ao grupo Flávio Dino e que Ildon representa o grupo Sarney na região tocantina, que tende a ser o principal adversário da pedetista Rosângela Curado. Sobre essa aproximação, o senador disse, na ocasião, que “não se faz política olhando pelo retrovisor”.

Roberto Rocha não anda em boa fase com a militância do partido. Em São Luís, durante a convenção estadual, o senador foi vaiado ao se auto lançar candidato a prefeito de São Luís sem discutir a questão internamente, já que a sigla tem simpatia pelo secretário estadual Bira do Pindaré.

Roberto X Flávio Dino

Nos bastidores políticos, circulam informações de que Roberto Rocha tem soltado o verbo (falado mal) em relação ao governador Flávio Dino, em rodas de conversas, sem pedir segredo para ninguém.

Em São Luís, Roberto Rocha já se declarou adversário do atual prefeito Edivaldo Holanda Júnior  (PDT) pelas críticas que vem fazendo, abertamente, ao ex-aliado de quem foi vice. Isso evidencia que o senador está mesmo “rachando” o grupo.

PSDB diz que trabalha apenas com três pré-candidatos em São Luís, mas…

Pinto Itamaraty tem sido visto, constantemente, conversando com a pré-candidata Eliziane Gama

Pinto Itamaraty tem sido visto, constantemente, conversando com a pré-candidata Eliziane Gama

Em nota encaminhada à Imprensa, o presidente da Comissão Municipal do PSDB, ex-deputado Pinto Itamaraty, diz que o partido só trabalha com três opções de pré-candidaturas em São Luís: o ex-prefeito João Castelo, o deputado Sérgio Frota e e secretário de Desenvolvimento Social, Neto Evangelista. Porém, tem sido visto, constantemente, na companhia da pré-candidata do PPS, Eliziane Gama, de quem nega aproximação.

Na nota, Pinto Itamaraty diz que é inaceitável a ventilação de falsas candidaturas e defende que a decisão sobre os rumos, que o partido vai tomar em relação a 2016, tenha que ser, amplamente, discutida. Fala também em verdade dos fatos e mostra que ficou descontente com setores da imprensa que insinuam um “namoro político” do PSDB com Eliziane Gama.

nota psdb

DISPUTA POLARIZADA – Escutec divulga nova pesquisa para prefeito em São Luís

Edivaldo Jr e Eliziane Gama polarizam disputa em São Luís

Edivaldo Jr e Eliziane Gama polarizam disputa em São Luís

A pesquisa do Instituto Escutec,  divulgada na edição deste domingo (12) no jornal O Estado do Maranhão, mostra a polarização entre os principais pré-candidatos: a deputada federal Eliziane Gama (PPS) e o prefeito Edivaldo Júnior (PDT), seguido do ex-prefeito e deputado federal João Castelo (PSDB). Os dados foram coletados entre os dias 10 e 11 de setembro. Cerca de 807 pessoas foram ouvidas.

No primeiro cenário, foi perguntado ao eleitor em quais candidatos ele votaria caso a eleição fosse hoje. A deputada Eliziane Gama (PPS) apareceu com 28,7%, o prefeito Edivaldo Júnior (PDT) com 20,6% e o ex-prefeito João Castelo (PSDB) obteve 16,5% dos votos dos entrevistados. Roberto Rocha,  “Asa de Avião” ou mesmo “Racha” (PSB) apareceu com 9,2%, Rose Sales (sem partido) com 6,7% e Ricardo Murad (PMDB) com 4,6%.

Saulo Arcangeli (PSTU) aparece com 1,4% e Antônio Pedrosa (PSOL) com 1%. Votaram na opção nenhum dos candidatos 3,6% dos entrevistados e 7,8% disseram que não sabem ou não responderam.

Em um segundo cenário, com a mudança de Castelo pelo secretário de Desenvolvimento Social, Neto Evangelista (PSDB), e o senador Roberto Rocha substituído por Bira do Pindaré (PSB), Eliziane Gama atingiu 30,1%. O prefeito Edivaldo aparece de novo em segundo com 23,5%. O PSDB cairia para 8,2% com Evangelista. Bira do Pindaré aparece com 8,1% seguido por Rose Sales com 7,4%, Ricardo Murad, 5%, Saulo Arcangeli, 1,9% e Pedrosa 1,5%. Em nenhum dos candidatos somou 3,1% e não sabe ou não respondeu, 11,3%.

Simulações para o segundo turno

Em uma simulação de segundo turno,  Eliziane Gama obteria quase o dobro dos votos de Edivaldo Holanda e  de João Castelo. Na disputa entre Eliziane Gama e Edivaldo Júnior, ela venceria com 47,7%. Edivaldo Júnior teria 26,3%. O eleitor que decidiria não votar em nenhum dos candidatos somaria 9,9% e não souberam responder 16,1%.

No segundo cenário, a disputa mostrada é entre Eliziane e Castelo. Ela contabilizou 48,2% da opinião dos entrevistados. O tucano ficou com 22,1%. Nenhum dos candidatos, 13% e não sabe e não respondeu, 16,7%.

Caso o prefeito Edivaldo Júnior enfrentasse o ex-prefeito Castelo, ele venceria as eleições com 36,2% e Castelo ficaria com 31,5%. Nenhum deles somou 14,6 e não sabe ou não respondeu, 17,7%.

Maranhense no top five do fisiculturismo brasileiro…

Adolfo durante o campeonato

Adolfo durante o campeonato

O maranhense Adolfo Queiroga está no top five do fisiculturismo brasileiro. Ficou entre os melhores no Campeonato Brasileiro de Fisiculturismo e Fittness, realizado em São Paulo neste final de semana.

O campeonato levou em conta diversas modalidades,  em que o maranhense se destacou com êxito.

IMG-20150913-WA0000