Funcionários da Rádio Capital AM deflagram greve

O senador Roberto Rocha sorri da penúria dos funcionários da Rádio Capital.

O senador Roberto Rocha sorri da penúria dos funcionários da Rádio Capital.

Os funcionários da Rádio Capital AM, de propriedade do senador Roberto Rocha (PSB), resolveram deflagrar greve por tempo indeterminado por falta de pagamento de salários. Com isso, a emissora silenciou em pleno carnaval.

A situação de penúria já vem se arrastando há alguns meses, sem que a direção apresente alguma solução para o problema ou mesmo alguma satisfação convincente.

Pelas informações que chegaram ao blog, a diretora Amanda Rocha, filha do senador, não aparece mais no escritório da emissora. Estaria administrando por telefone, passando determinação a uma auxiliar, temendo encarar os funcionários. Em outros momentos de paralisação, a diretora sempre alegava que a rádio não estaria conseguindo receber verbas publicitárias do governo do Estado e da Prefeitura. Uma espécie de desculpa para não pagar o pessoal.

Os únicos que têm vínculo empregatício com a emissora são os operadores de áudio. Os locutores não têm remuneração. São arrendatários (pagam pelo arrendamento de horário) ou têm algum acordo de parceria. Portanto, a rádio tem um custo baixo com pessoal.

Além de salários em atraso, os funcionários reclamam da falta de depósitos do FGTS. Alguns, quando saem de férias, não recebem o valor correspondente, nem mesmo depois que retornam ao trabalho. Haveria atrasos, ainda, no pagamento do INSS.

Continue lendo no blog do Gilberto Lima…