“A cultura da paz vai vencer”, diz Flávio Dino sobre ataques a ônibus

 

Governador Flávio Dino

Governador Flávio Dino

O governador Flávio Dino pronunciou-se, na manhã desta sexta-feira (20), sobre os episódios de incêndios criminosos a ônibus registrados em São Luís. Ele garantiu que o sistema de segurança do Governo está totalmente mobilizado para garantir a paz e evitar qualquer tipo de ocorrência, especialmente no período da noite. “Nós estamos neste momento com a cidade em absoluta normalidade porque há essa mobilização. E nós estamos prontos exatamente a continuar aquilo que temos feito”, destacou.

Flávio Dino reuniu com dirigentes do sistema de segurança pública e penitenciária ainda na madrugada, e imediatamente providências foram tomadas no que se refere à identificação dos mandantes da determinação criminosa. “Eu quero pedir à população muito especialmente, que não leve em conta boatos, mensagens falsas, porque essa é uma estratégia, inclusive desses grupos criminosos, quando eles buscam criar uma instabilidade na ordem pública eles se utilizam muito especialmente do WhatsApp”, enfatizou.

De acordo com Flávio Dino, o Governo está com todo o efetivo da Polícia Militar, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros, com engajamento da Guarda Municipal, com a colaboração determinada pelo prefeito Edivaldo Holanda Júnior. “Quero garantir a população que vamos vencer essa etapa, e que a cultura da paz vai vencer, que as pessoas de bem podem ter a tranquilidade que nós vamos, progressivamente, com a autoridade da lei, garantir que essas organizações criminosas deixem de atuar como infelizmente vem atuando há muitos anos no Maranhão”, ressaltou.

O governador reiterou também que o Governo tem uma atuação clara e determinada de enfrentamento ao poder das organizações criminosas, tanto que não se registrava uma ocorrência desse tipo há 17 meses. “Nosso Governo está tomando todas as medidas para retomar a autoridade do Estado sobre o sistema penitenciário e garantir paz nas ruas no que se refere a esse tipo de ocorrência”, explicou.

Ele esclareceu, ainda, que o comando para os ataques foi emitido por uma das gangues que comandam o Maranhão há décadas, mas que houve uma atuação imediata do sistema policial, frustrando outras ocorrências e culminando na prisão em flagrante de pessoas portando instrumentos que foram usados na prática de crimes, alguns destes, inclusive, já haviam participado, ainda no governo passado, em 2013 e 2014, deste tipo de ataque. “Aproximadamente são oito presidiários, integrantes de uma facção, envolvidos diretamente nesta ocorrência”, informou.

Avanços na segurança

O governador Flávio Dino citou também os esforços que vem sendo realizados para recuperar a autoridade do Estado na área da segurança pública. Ele realçou as ações para garantir maior eficácia, como a incorporação de 1500 novos policiais, novas viaturas e novas armas, além da organização do sistema penitenciário. “Nós, muito recentemente, tivemos o fato histórico de um ano sem nenhum homicídio no sistema penitenciário. Isso mostra exatamente que nós estamos recuperando a autoridade do estado que estava degradada”, frisou.

Polícia prende 19 suspeitos de envolvimento em ataques a ônibus

As informações levantadas pela investigação da Segurança foram apresentadas ao Poder Judiciário ainda na manhã desta sexta

As informações levantadas pela investigação da Segurança foram apresentadas ao Poder Judiciário ainda na manhã desta sexta

Até este momento, um total de 19 pessoas foram presas, nesta sexta-feira (20), por participação nos ataques a ônibus na noite de quinta-feira (19). As operações das Polícias Civil e Militar continuam para identificar e prender todos os responsáveis. Entre os detidos, um líder de facção criminosa identificado como Daniel. Ação rápida dos policiais conseguiu frustrar ataques a ônibus nas imediações da Estrada de Ribamar, na Forquilha. No local, dois homens foram presos em flagrante com vasilhames de líquido inflamável. Entre os detidos, duas mulheres.

O secretário de Estado da Segurança Pública (SSP-MA), Jefferson Portela, garantiu a força policial nas ruas e a ação firme para identificar e prender todos os envolvidos. Segundo ele, todos os envolvidos estão sendo identificados e presos.

“Já sabemos quem são os mandantes, os executores e de onde saíram as ordens para os ataques. Alguns têm ligação com a quadrilha que realizou ataques semelhantes a dois anos. Estes criminosos sentirão o poder da força da Segurança”, ressaltou o Portela.

O titular da Segurança destacou, ainda, a distribuição estratégica das equipes de polícia nas áreas onde ocorreram os ataques, e também nas adjacências, para monitoramento permanente. Além disso, a presença firme das Polícias nos terminais de integração e nas principais avenidas da cidade.

As informações levantadas pela investigação da Segurança foram apresentadas ao Poder Judiciário ainda na manhã desta sexta. O secretário Portela reuniu com dois juízes da Vara de Execuções Penais para solicitar a imediata emissão do mandado de prisão em flagrante dos suspeitos. “Esses criminosos foram presos na ocasião do primeiro evento, há dois anos, e deveriam permanecer presos. Querem implantar o mesmo clima de terror que houve em 2014, mas isso não será aceito”, afirmou Jefferson Portela.

Sobre a motivação dos ataques, o secretário Jefferson Portela ressaltou se tratar tanto de represálias dos criminosos às ações que as polícias vêm realizando com mais intensidade, impedindo, por exemplo, o tráfico de drogas. Segundo ele, a polícia tem focado na prisão dos grandes traficantes e no fechamento das chamadas          ‘bocas de fumo’ nos bairros, além das interceptações e apreensões de armas e drogas causando, assim, grandes prejuízos às organizações criminosas.

Segurança age rápido e combate ataques a ônibus em São Luís…

Ônibus circulam normalmente após ataques. Segurança está nas ruas para combater ataques. Governador reuniu-se com comando da PM na madrugada

Ônibus circulam normalmente após ataques. Segurança está nas ruas para combater ataques. Governador reuniu-se com comando da PM na madrugada

policia prende reuniao2005

O governo reagiu rápido para combater a ação de bandidos contra ônibus, na capital maranhense. Em poucas horas, foram identificados os bandidos. Uma parte foi presa mesma na noite/madrugada de quinta para sexta-feira (20). A Polícia do Maranhão realiza, desde as primeiras horas, uma operação, em São Luís, iniciada no início da manhã desta sexta (20), começando pelo bairro da Liberdade, para prender todos os bandidos.

Já no final da noite e início da madrugada, o governador Flávio Dino (PCdoB) reuniu a cúpula da Segurança Pública do Estado para direcionar as ações da Polícia, analisar o que já havia sido feito e recomendar ação rigorosa para coibir ataques esses ônibus que não aconteciam desde 2014.

Segundo o secretário de Segurança Pública, Jefferson Portela, a Polícia sabe quem são todos os bandidos e de onde partiu a ordem para incendiar ônibus em São Luís na noite de quinta-feira (20). Ele disse que todos serão punidos com todos os rigores e que, entre eles, há pessoas que já respondem por outros crimes.

Os ônibus circulam, normalmente, nesta sexta-feira (20), apesar dos boatos espalhados no whatsapp de que eles iriam ser suspensos, desde a parte da manhã. A Polícia reforça a Segurança em pontos estratégicos.

Em nota oficial, o governo alerta que os bandidos estão utilizando o aplicativo whatisapp para disseminar pânico na capital e orienta a população para que não replique as falsas informações.

Nota Oficial

GOVERNO DO MARANHÃO

Os episódios de incêndios criminosos a ônibus estavam há mais de 17 meses sem ocorrer. Neste período, foi feita a opção clara de enfrentar as facções criminosas, resultando em sucessivas apreensões de grande quantidade de armas e drogas. Além disso, o Estado recuperou sua autoridade sobre o sistema penitenciário.

Tais medidas geram reações de vários tipos, entre os quais eventos como os de ontem.

Informamos que os bandidos que determinaram e executaram tais ações já foram localizados e sofrerão as penas previstas em lei.

Além disso, tranquilizamos a todos em face de grande mobilização das forças de segurança realizada desde ontem e que continuará hoje, inclusive no período noturno.

Alertamos que uma das técnicas dos bandidos envolve a disseminação de pânico por mensagens falsas via WhatsApp, exatamente para tentar mostrar força diante da firme ação do Estado.

Pedimos que as pessoas de bem não espalhem tais mensagens, baseando-se apenas nas informações e orientações emanadas das autoridades policiais.

O Governo do Estado tem investido muito no fortalecimento das nossas Polícias, com mais policiais, armas e viaturas. Esse processo é contínuo e progressivamente vai resultar no fim dessas ações de grupos de crime organizado que, infelizmente, atuam há muitos anos no Maranhão.

A força da lei, das pessoas de bem e da Polícia  vai vencer.