“Não preciso andar com certidões no bolso para mostrar que não sou investigado”, alfineta Edivaldo em entrevista

Em 15 minutos de entrevista ao programa Hora D, da TV Difusora, apresentado por Jeisael Marx e tendo como convidado o jornalista Raimundo Garrone, neste início de tarde de sexta-feira (14), o prefeito de São Luís e candidato à reeleição, Edivaldo Holanda Junior (PDT), esclareceu a população sobre questões nas áreas de transparência, saúde, transporte, infraestrutura, educação e meio ambiente.

Questionado que o deputado Eduardo Braide, candidato à prefeitura, cita nos programas eleitorais que seria o único a apresentar certidões negativas, Edivaldo foi taxativo: “Não preciso andar com certidões no bolso para mostrar que não sou investigado. A minha gestão é proba reconhecida, transparente e honesta. Não tenho nenhum histórico de corrupção”.

Edivaldo lembrou mais uma vez aos telespectadores e internautas do caos administrativo com folha de pagamento atrasada em um mês. Enfatizou, inclusive, que faltava comida as pacientes nos Socorrões. Sobre o Carnaval, ele salientou que a festa popular aconteceu normalmente, sendo que somente foi suspensa o Carnaval na Passarela do Samba, num consenso com os dirigentes de escolas de samba e produtores culturais.

“Sou prefeito de todos e, devido ao caos administrativo, reuni as lideranças do Carnaval (escolas de samba, blocos etc.) que prontamente entenderam a situação. Cancelamos o carnaval da passarela, mas a festa aconteceu normalmente”, disse o prefeito.

Educação

Edivaldo falou sobre o estrago que a administração anterior deixou na Educação, o que levou a queda IDEB. “Foi na nossa gestão que os índices melhoraram muito…valorizamos o professor que nem direito tinham de se aposentar, no qual 400 aposentamos docentes”.

O prefeito falou ainda sobre o mamógrafo em que Braide afirma que o dinheiro foi perdido pela não compra do aparelho. “O processo está correndo normalmente, sendo que os R$ 300 mil dá para compra um analógico e que a Prefeitura complementará para compra um mamógrafo digital”, garantiu.

Finanças

Edivaldo afirmou que as finanças da Prefeitura de São Luís estão equilibrada e que as parcerias e o bom planejamento feito no início de seu governo fez com que 1.800 ruas fossem asfaltadas, 11 mil casas entregues, 5 mil títulos de propriedade também entregues, além de reformas de escolas e unidades de saúde.

E completou com os enfretamentos históricos que nenhum outro gestor conseguiu romper como a construção de um moderno Aterro Sanitário, e o novo Aterro da Ribeira; e a Licitação de Transportes, que já oportunizou a chegada de ônibus novos com ar-condicionado. E explicou que para licitar teve que primeiro fazer um cronograma de combater a fraude, fazer um estudo do sistema, audiências etc.

“Não se faz tudo isso em um ano, seis meses é impossível. Desde o início temos trabalhado muito, organizando a casa. Plantamos a boa semente estamos colhendo os bons frutos…. Nenhum gestor pode governar sem parceria… Por isso quero pedir o seu voto no 12, prefeito Edivaldo. Que Deus abençoe a nossa cidade”, finalizou.

Othelino reúne-se com prefeitos aliados eleitos e discute projetos para as administrações

Deputado deu a boas-vindas aos prefeitos aliados em jantar

Deputado deu a boas-vindas aos prefeitos aliados em jantar

O vice-presidente da Assembleia Legislativa, deputado estadual Othelino Neto (PCdoB), reuniu uma parte dos prefeitos eleitos e aliados, em um restaurante de São Luís, na noite de quinta-feira (14), para dar as boas-vindas e conversar sobre planos e projetos para as próximas administrações que se iniciam em janeiro e contam com o seu apoio.

Compareceram ao jantar os prefeitos eleitos pelo PCdoB em São Bento, Luizinho  Barros; Barra do Corda, Eric Costa; Alcântara, Anderson Wilker; Esperantinópolis, Aluizinho do Posto; e Vargem Grande, Carlinhos Barros. Marcou presença ainda o prefeito eleito de Timbiras, Antônio Borba (PSDB).

No Maranhão, o PCdoB elegeu 46 prefeitos e 26 vice-prefeitos. Othelino Neto apoiou e marcou presença em movimentos de campanha de candidatos do partido em diversos municípios do Maranhão. “Estivemos empenhados no processo de mudança, nessas eleições municipais, como oportunidade  de libertarmos, de vez, o nosso povo do atraso, proporcionado pela velha política que ainda atua em algumas regiões. O nosso partido foi muito bem e elegeu a maioria dos prefeitos que se somam aos da base aliada”, avaliou.

Outras siglas da base aliada ao governo também foram muito bem, nas eleições municipais, sobretudo o PSDB e o PDT, contabilizando, ao todo, cerca de 150 eleitos entre os 217 municípios.

Da base aliada, o PSDB elegeu 29, o PDT 28 e o PSB 13, fora os eleitos de outros partidos aliados como PP e etc. O PMDB, partido da família Sarney, havia eleito 46 nas eleições passadas e, nesse pleito, cravou apenas 24. O PV, que havia eleito 20, desta vez elegeu apenas sete.

Apoio de Othelino

Em Barra do Corda, Othelino levou o seu apoio ao prefeito Eric Costa (PCdoB), que disputou a reeleição, e ao vice Leandro Sampaio (PSDB). A campanha no município foi marcada por muitos embates com o grupo que dominava a região e desejava retornar ao poder, mas que não obteve êxito.

Em Alcântara, Othelino apoiou o prefeito eleito pelo PCdoB, Anderson Wilker. Um jovem que representa o “novo” na política daquele município.

Em Esperantinópolis, o deputado também levou o seu apoio a Aluizinho do Posto (PCdoB). No município, a militância do PCdoB também não deixou por menos, mobilizou e fez uma campanha alegre e criativa.

Em São Bento, o deputado garantiu o seu apoio ao prefeito eleito Luizinho Barros que também enfrentou uma campanha difícil e saiu das urnas vencedor.

Já em Vargem Grande, Othelino garantiu seu apoio a Carlinhos Barros que se reelegeu com grande vantagem.

Após fim de namoro, jovem se suicida e transmite tudo ao vivo pelo Facebook

Yahoo

No Facebook Live, o serviço de vídeo ao vivo que a rede social estreou a menos de um ano, já foram transmitidos partos, tiroteios e outras coisas absurdas do tipo. Agora, porém, a situação mudou de patamar: um jovem transmitiu seu suicídio.

O caso aconteceu em Duzici, cidade da província turca de Osmaniye. O jovem, chamado Erdogan Ceren, começou a gravar o vídeo por volta das 15h do dia 10 de outubro.

Ele tinha 22 anos e estava na sua casa. No vídeo, Ceren explica que o relacionamento com sua noiva havia acabado porque ela tinha o traído e deixado para viver com outro homem. Ele sentia que não podia viver sem ela.

Términos de relacionamentos geralmente não são felizes, e Erdogan Ceren, da Turquia, levou sua tristeza pós-término a um nível tão radical que decidiu se matar e transmitir seu suicídio através de uma live no Facebook. De acordo com o Mirror, a decisão drástica foi tomada depois de Ceren descobrir que sua namorada tinha sido infiel.
Aos 22 anos, o jovem explicou que iria acabar com a própria vida depois do fim de um relacionamento amoroso e, após 36 segundos de discurso, é possível ouvir o barulho do disparo. Na sequência, o jovem cai e o vídeo continua a ser gravado por mais alguns minutos.

Como a transmissão do suicídio foi feita ao vivo, muitos internautas pediram para que Ceren desistisse da ideia e não atirasse, mas os pedidos não foram atendidos. Apesar de alegar que a namorada havia cometido adultério, ele afirmou que não poderia continuar a viver longe dela.
“Ninguém acreditou quando eu disse que me mataria, então vejam isso”, disse o rapaz antes de atirar contra o próprio peito. Vale lembrar, sempre, que quando se tem pensamentos suicidas, é fundamental buscar ajuda psicológica e psiquiátrica. Com o apoio desses dois profissionais, é totalmente possível superar esse desejo constante de morrer