Pesquisa Exata/TV Guará: Edivaldo cresce e tem 57%; Braide despenca e está com 43%

John Cutrim

guara2810

Pesquisa Exata contratada pela TV Guará e divulgada nesta sexta-feira (28) mostra uma vantagem de quatorze pontos percentuais de Edivaldo Holanda Júnior (PDT) sobre Eduardo Braide (PMN).

De acordo com o levantamento, Edivaldo tem 57% dos votos válidos, contra 43% de Braide.

A pesquisa Exata/TV Guará ouviu 800 pessoas entre os dias 25 e 27 de outubro e está registrada na Justiça Eleitoral sob o número nº MA-04457/2016. A margem de erro é de quatro pontos percentuais para mais ou para menos e o grau de confiabilidade é de 95%.

Rejeição

A pesquisa Exata/TV Guará apontou o candidato Eduardo Braide como o mais rejeitado pelo eleitor. 42% dos entrevistados disseram que não votariam de jeito nenhum em Braide. Já 34% declararam não votar em Edivaldo Holanda Júnior.

Aprovação

Ainda de acordo com a Exata/TV Guará, o governo Flávio Dino continua bem avaliado em São Luís, sendo aprovado por 60% da população.

Justiça Eleitoral concede direito de resposta a Edivaldo sobre “dívida” com a Caema

caema-1O juiz as 2ª Zona Eleitoral do TER/MA, Adelvam Nascimento Pereira, concedeu liminar à coligação “Pra Seguir em Frente” (PDT, PCdoB, DEM, PROS PTB, PSC, PRB, PTC, PEN, PR, PT e PSL), garantindo direito de resposta contra o deputado estadual Eduardo Braide, de quatro minutos – de um minuto cada – a ser veiculado em inserções de rádio e TV no tempo do programa eleitoral do candidato a prefeito do PMN.

A decisão refere-se a uma acusação de uma dívida de R$ 63 milhões junto à Caema, no qual Braide diz ser culpa do candidato do PDT, Edivaldo Holanda Junior, inclusive pela falta de água na capital maranhense. O que ocorre é o que o débito junto à empresa estatal deve-se a administrações anteriores; e que existe um processo na Justiça

“O que Edivaldo não diz a você é que a falta d’água em São Luís é culpa dele, porque a Prefeitura deve mais de R$ 63 milhões à Caema”, acusa de forma mentirosa Eduardo Braide em seu programa eleitoral.

O juiz Adelvam Pereira estipulou ainda em R$ 15 mil a multa por dia caso não seja cumprida a decisão judicial, que  servirá como Mandado de Notificação/Intimação.

Ópera Samurai: Mais um longa será gravado no Maranhão

Produção do filme está em São Luís

Produção do filme está em São Luís

Produtores do Rio de Janeiro estão na cidade conhecendo possíveis locações pra o longa “Ópera do Samurai” que será gravado em São Luís. Trata-se de um filme de ação que contará com um elenco com nomes conhecidos, nacionalmente, como Nuno Leal Maia, André Ramires, Polliana Aleixo e outros.

O filme, que está em fase de captação de recursos, está previsto para iniciar sua pré-produção em janeiro e as gravações entre fevereiro e março de 2017.

O filme será dirigido pelo jovem e talentoso cineasta paraense, Pablo Loureiros, que morou nos Estados Unidos para estudar Artes. Em New York chegou a fazer uma exposição e ainda ganhou prêmios em festivais de cinema. De volta ao Brasil, resolveu morar no Rio de Janeiro e rodar seu primeiro longa: o “Portaria 243” que está em fase de finalização e será lançado em 2017.

Entre os atores do elenco estava Roberto Rowntree, ator experiente com mais de dez ano de trabalho na TV Globo, onde atuou nos programas humorísticos Zorra Total com o personagem “Jone Brabo”, Turma do Didi e ainda participou das novelas “Salve Jorge” e “Pé na Cova”.

A parceria deu tão certo que resolveram virar sócios e criaram a  produtora “Animal Filmes” que tem como seu segundo trabalho o longa “Ópera do Samurai”

“Estamos encantados com essa cidade. Desde a primeira vez que estive aqui, tive certeza que seria a cidade perfeita para rodarmos nosso longa”, disse Pablo Loureiros.

O filme está aprovado pela Lei Federal de incentivo à cultura e agora estamos na fase de captação de recursos. “Fizemos uma parceria com uma produtora local, a “real time”,  que é nossa co-produtora nesse projeto”, comentou Roberto Rowntree que, alám de ator, é sócio-produtor da “Animal Filmes”.

Embora o foco, nesse momento, seja o longa “Ópera do Samurai”, já estão previstos outros dois projetos aqui para a cidade de São Luís que serão produzidos pela produtora carioca.

“O maranhão nos recebeu muito bem e já amamos esse Estado. Esperamos estabelecer aqui um trabalho sólido e de parcerias longas”, disse Pablo Loureiros.

Data M também confirma liderança de Edivaldo e alta rejeição de Braide

datamestimulada2810

data-m-rejeicao2810

O Instituto Data M divulgou, nesta sexta-feira (28), a terceira pesquisa de intenção de votos para prefeito de São Luís neste segundo turno. De acordo com o novo levantamento, o candidato à reeleição pelo PDT, Edivaldo Holanda Junior, continua liderando com diferença de mais de 9 pontos percentuais à frente do seu adversário, Eduardo Braide (PMN).

Na pesquisa estimulada, Edivaldo tem 52,5% das intenções de voto contra 42,8% de Eduardo Braide. 2,6% disseram que não votariam em nenhum dos candidatos e 2,1% não sabem ou não responderam.

Considerando apenas os votos válidos, que excluem brancos, nulos e indecisos, Edivaldo cresce e registra vantagem de mais de 10 pontos. Edivaldo tem 55,1% das intenções de voto contra 44,9% de Eduardo Braide.

Expectativa de vitória

Independente da intenção de voto, a maioria dos eleitores entrevistados acredita na vitória de Edivaldo. 58,7% acham que o candidato pedetista será reeleito e 29,6%, apostam que Eduardo Braide vencerá a disputa. 11,7% não sabem ou não responderam.

Rejeição

Segundo o levantamento, a taxa de rejeição a Eduardo Braide continua sendo a maior. 49,1% dos entrevistados não votariam de jeito nenhum no candidato do PMN, e 40,1% disseram que não votariam em Edivaldo. 10,7% não sabem ou não responderam.

O levantamento foi encomendado pela Rádio/ TV Difusora e Sindicato das Indústrias da Construção Civil do Estado do Maranhão/ Sinduscon, e registrado na Justiça Eleitoral, no dia 22 de outubro, sob o protocolo MA­01566/2016.

O Instituto Data M entrevistou 800 pessoas, entre os dias 25 e 27 de outubro, em vários bairros da capital. A margem de erro da pesquisa é de 3% para mais ou para menos, sendo 95% de confiabilidade.

Econométrica – Edivaldo amplia diferença; Braide cai e aumenta rejeição

econometrica2810

rejeicao2810

Com 58,9% dos votos válidos, Edivaldo é favorito em pesquisa Econométrica

Pesquisa Econométrica aponta vitória de Edivaldo com 58,9% dos votos válidos

O prefeito Edivaldo Júnior (PDT) ampliou a diferença de 13 para 17 pontos percentuais sobre Eduardo Braide (PMN) e praticamente garante a reeleição, segundo pesquisa do Instituto Econométrica, contratada pelo Jornal Pequeno.

De acordo com levantamento, realizado no dia 26, Edivaldo tem 58,9% dos votos válidos contra 41,1% de Eduardo Braide. Na soma dos votos válidos são descartados brancos, nulos e indecisos. É a mesma metodologia adotada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) na totalização dos votos.

Na pesquisa estimulada, o candidato do PDT aparece com 54,1% das intenções de votos, enquanto Braide tem 37,7%. Brancos e nulos somam 4,2% e 3,9% não sabem ou não responderam.

A pesquisa está registrada no PESQELE sob o Nº MA-09849/2016 e ouviu 1016 eleitores das zonas urbana e rural de São Luís. A margem de erro é de 3 pontos percentuais para mais ou para menos com um intervalo de confiança de 95%.

REJEIÇÃO

O candidato Eduardo Braide é o mais rejeitado pelo eleitorado de São Luís com 45,9%. Edivaldo tem 31,6% de rejeição. Poderiam votar nos dois 15,9%. Não votariam em nenhum dos dois 3,1% e não sabem ou não responderam 3,5% dos entrevistados.

Mais de 58% dos eleitores acreditam em vitória de Edivaldo

A Econométrica quis saber também quem vencerá a eleição na opinião dos eleitores. Edivaldo lidera disparado com 58,1% dos entrevistados, enquanto 30,1% disseram que Braide vencerá o pleito do próximo domingo (30). Não sabem ou não responderam 11,8%.

EVOLUÇÃO

A série de pesquisas realizadas pelo Instituto Econométrica, neste 2º turno, mostra que o prefeito e candidato à reeleição Edivaldo está em curva ascendente, enquanto Eduardo Braide está em queda livre nos índices de intenções de votos.

Na pesquisa divulgada no dia 14 de outubro, Edivaldo tinha 52,3%, depois no levantamento divulgado no último dia 20 chegou a 52,6%; no dia 25 apareceu com 56,9% e agora tem 58,9%.

Eduardo Braide começou com 47,7%, depois caiu para 47,4%; em seguida para 43,1% e agora tem 41,1% dos votos válidos.