Novo Mundo! Maranhense faz parte do elenco da nova novela das seis da Globo…

O maranhense Rômulo Estrela interpretará o personagem Chalaça

O ator maranhense Rômulo Estrela vive o personagem Chalaça, na nova novela das seis da rede Globo de Televisão: “Novo Mundo”, que estreou nesta quarta-feira (22). Trata-se de uma trama que mostra uma jornada repleta de lutas e aventuras, que vai transformar vidas e interferir, diretamente, no rumo da história: a que está nos livros e a que ficou guardada no coração de quem viveu naquela época.

Chalaça, papel vivido pelo maranhense Rômulo Estrela, é um homem fiel aos seis princípios  e a Dom Pedro. Apesar de ter a confiança do futuro príncipe regente do Brasil, o secretário passará por momentos em que terá que provar sua lealdade. Paralelamente, vai se envolver com Domitila (Agatha Moreira).

Casada com um oficial da Guarda, Felício (Bruce Gomlevsky),  Domitila (Agatha Moreira) tenta usar Chalaça (Romulo Estrela) para se aproximar de Dom Pedro (Caio Castro). Não medirá esforços para chegar até o príncipe. Usará sua posição de vítima no casamento com Felício para pedir ajuda ao príncipe.

Para interpretar Chalaça, o maranhense passou um período em Lisboa, Portugal, onde se preparou. “É um personagem português. Será desafiador”, conta.

MP pede suspensão de licitações em Pirapemas…

A medida foi ajuizada pelo promotor de Justiça, Tiago Carvalho Rohrr, titular da Comarca de Cantanhede

Ação Civil Pública, ajuizada pelo Ministério Público do Maranhão, com pedido de liminar provisória de urgência contra o Município de Pirapemas, pede a suspensão de três processos licitatórios, na modalidade de Tomada de Preço.
A medida foi ajuizada pelo promotor de Justiça, Tiago Carvalho Rohrr, titular da Comarca de Cantanhede, da qual Pirapemas é termo judiciário.
O representante do MPMA pediu à Justiça que determine nova publicação no diário oficial, observando data, horário e local para recebimento e abertura dos envelopes de proposta de preço e documentação de habilitação. Também deve ser garantido a todos os interessados acesso aos editais, sob pena de multa de RS 10 mil sobre o patrimônio pessoal do prefeito Iomar Salvador Melo Martins.
Os editais tratam de contratação de empresa de construção civil para executar serviços de reforma e ampliação de escolas rurais e urbanas da rede municipal, além de recuperação de estradas vicinais.
DENÚNCIA
Ao se dirigir à Comissão Permanente de Licitação (CPL) do Município de Pirapemas, em 9 de março, um interessado em participar dos certames não teve acesso aos editais. Ele denunciou o fato ao Ministério Público e, em seguida, o promotor de justiça solicitou a cópia dos documentos e também não recebeu os editais na íntegra.
“Os editais foram publicados desde o dia 2 de março, não havendo justificativa razoável para que não estivessem prontos para entregar aos interessados”, questionou, na ação, Tiago Rohrr.
No dia 13, o MPMA recebeu outra denúncia de uma empresa interessada em participar das licitações que não teve acesso aos documentos. Em seguida, outros três interessados compareceram à sede da Promotoria de Justiça para denunciar que a Prefeitura de Pirapemas não repassou a documentação.
“É recorrente a dificuldade dos interessados em participar dos processos licitatórios no Município de Pirapemas. A reincidência demonstra flagrante afronta aos princípios da legalidade e da publicidade, comprometendo, inclusive, o caráter competitivo dos processos licitatórios”, avaliou o promotor de justiça.

Comissão discute projeto que contempla direitos dos usuários dos serviços de Saúde no Estado

Projeto de Othelino Neto foi discutido na Comissão de Saúde

A Comissão de Saúde da Assembleia Legislativa realizou, na manhã desta quarta-feira (22), uma discussão sobre propostas contidas no Projeto de Lei nº 228/16, de autoria do deputado Othelino Neto (PCdoB), que dispõe sobre os direitos dos usuários dos serviços e das ações de saúde no Estado. Durante a reunião, realizada na Sala das Comissões, o médico e professor João Batista Garcia, proferiu uma palestra sobre serviços na área de cuidados paliativos prestados em unidades da rede de saúde pública do Maranhão.

A convite do deputado Othelino Neto, o médico João Batista Garcia, professor de anestesiologia e cuidados paliativos da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), fez uma explanação sobre cuidados paliativos como uma área recente de atuação médica, que começa a ser regulamentada no Brasil.

O presidente da Comissão de Saúde, deputado Levi Pontes (PCdoB), afirmou que a palestra do professor João Batista Garcia foi muito proveitosa, porque serviu para esclarecer questões relacionadas a técnicas adequadas no tratamento de doenças que ameaçam a continuidade da vida de inúmeros pacientes.

“Sabemos que há um grande déficit na formação destes profissionais que trabalham com a prevenção e o alívio do sofrimento. Além disso, a grande maioria da nossa população está desprovida de unidades paliativas, daí da importância deste projeto apresentado nesta Casa pelo deputado Othelino Neto”, declarou Levi Pontes.

O deputado Othelino Neto, vice-presidente da Assembleia Legislativa e autor do projeto, explicou que a sua proposição busca a melhoria dos serviços e das ações de saúde no Estado, propondo também a regulamentação adequada dos cuidados paliativos na rede de saúde do Maranhão.

“Além de elaborar este projeto, defendo a importância de se suscitar a discussão deste assunto, no sentido de que se possa assegurar mais qualidade de vida, também, às pessoas que sofrem de doenças sem perspectiva de cura”, declarou Othelino.

O professor João Batista Garcia, que falou sobre falhas na formação de profissionais e sobre deficiências no sistema de saúde, disse que este projeto do deputado Othelino Neto contempla, com equipes multidisciplinares, pacientes que hoje estão em ambulatórios, enfermarias, UTIs ou sob assistência domiciliar.

Além dos deputados Othelino Neto e Levi Pontes, a reunião contou também com a presença dos deputados Wellington do Curso (PP), Rafael Leitoa (PDT), Fábio Braga (SD), Sousa Neto (Pros), Glalbert Cutrim (PDT), Professor Marco Aurélio (PCdoB) e Edson Araújo (PSB).

O projeto de Lei nº 228/16, de autoria do deputado Othelino Neto, foi discutido na Comissão de Saúde e, após receber parecer favorável, seguirá para votação em plenário. “Foi importante que todos os deputados conhecessem o assunto e, além de gerarmos uma lei, gerarmos uma discussão sobre esse tema tão importante, mas que ainda é pouco discutido no Brasil e no Maranhão”, enfatizou o 1º vice-presidente da Assembleia.

Roberto Rocha destaca Dia da Água…

Senador Roberto Rocha

A se pronunciar em sessão plenária, na tarde desta  quarta-feira (22), em plenário, o senador Roberto Rocha destacou o Dia Mundial da Água.  O parlamentar mencionou a importância da água para a sobrevivência humana. Alertou para o futuro em que a humanidade terá sérios conflitos  para garantir tal recurso natural.

Ao se referir ao Maranhão, o senador lembrou que o estado tem doze bacia hidrográficas, o equivalente a mais de cinco mil quilômetros de rios perenes, e, ainda assim, constatam-se graves problemas de assoreamento dos rios e do uso em desperdício da água.

Roberto Rocha mencionou o Seminário “Revitalização dos Rios e suas Nascentes” que se realiza nesta sexta-feira, 24, em São Luís , no auditório da  Federação das Indústrias do Maranhão – FIEMA, com o objetivo de promover a reflexão e troca de experiências entre gestores públicos e profissionais de diversas áreas, estimulando iniciativas para a recuperação das bacias hidrográficas maranhenses.  O evento vai reunir especialistas e autoridades públicas no assunto e deverá acontecer em várias regiões do Maranhão ao longo do ano de 2017.

Operação Turing – Juiz revoga prisões temporárias de blogueiros…

O juiz federal da Segunda Vara, José Magno Moraes, revogou, na noite dessa terça-feira (21), as prisões temporárias dos blogueiros Luís Cardoso, Luís Pablo e Neto Ferreira, alvos da operação Turing, pois o delegado Max Eduardo considerou os depoimentos suficientes e verídicos, sem necessidade de manutenção da medida cautelar.

A operação estava investigando o vazamento de informações sigilosas da Polícia Federal e a forma como esses dados eram publicados ou trabalhados.

A decisão do juíz pode ser conferida nos detalhes acima.

Segundo o delegado Max Eduardo, os mandados foram cumpridos. Todos foram ouvidos e reinquiridos, tendo prestado amplos esclarecimentos sobre os fatos investigados.