Candidatos “laranjas” ganham guarida na mídia sarneysista…

Roberto Rocha é dos pré-candidatos do chamado “laranjal” do grupo Sarney

Os pré-candidatos ao governo do Maranhão, Roberto Rocha, Maura Jorge e Eduardo Braide, integrantes do “laranjal” da oligarquia Sarney para levar Roseana ao segundo turno contra o governador Flávio Dino nas eleições de 2018, estão sendo figuras diárias nos meios de comunicação ligados ao clã Sarney.

Palavras elogiosas a eles, repercussão de ataques ao atual governo e, até, visitas que eles fazem Maranhão à fora estão sendo repercutidas, maciçamente, pelos asseclas da oligarquia Sarney na internet e pelo jornal O Estado do Maranhão.

A estratégia tem dois objetivos. Um, garantir que eles continuem a trabalhar pelo projeto maior de conseguir levar a ex-governadora Roseana Sarney ao segundo turno. Dois, repercutir o máximo possível os ataques diários que todos eles fazem visando macular a imagem ilibada do governador Flávio Dino.

O consórcio formado para tentar interromper o projeto de mudanças no Maranhão, aparentemente, está contando com forte apoio da mídia sarneysista. Mesmo com todo o esforço, a debandada de entusiastas da campanha de Roseana está sendo geral, muito em função do imobilismo da ex-governadora em disputar uma eleição.

Os únicos que ainda estão dando um caldo – ou um suco – são os integrantes do laranjal dos Sarneys. Além, é claro, da mídia tresloucada e desesperada que vive em função de maquinar, mentir e caluniar o atual governo desde o dia 1º de janeiro de 2015.

Aprovado projeto de Zé Inácio que torna feriado estadual Dia da Consciência Negra

Zé Inácio é autor do projeto que torna feriado o Dia Nacional da Consciência Negra

A Assembleia Legislativa do Maranhão aprovou, na sessão desta quinta-feira (30), Projeto de Lei n° 318/2017, de autoria do deputado estadual Zé Inácio (PT), que institui o dia 20 de novembro, data de aniversário da morte de Zumbi dos Palmares, “Dia Nacional da Consciência Negra”, como feriado estadual.
Durante a votação do PL, em seu discurso, Zé Inácio relembrou que a data é emblemática e será uma forma de homenagear o grande líder quilombola Zumbi dos Palmares, que lutou por liberdade e contra escravidão. “A data não será apenas um simples feriado, mas um dia de luta, reconhecimento, resistência, combate ao racismo, por mais políticas públicas em favor da população negra do Maranhão, e por mais respeito à sua cultura, à sua religião, à sua crença”, disse.
Zé Inácio ainda falou sobre questionamentos a respeito da data ser apenas mais um feriado no calendário. “Essa data já é feriado em cinco Estados da nossa Federação e em mais de cem municípios. Portanto, nada mais justo ser também feriado em nosso Estado cuja população é mais de 70% de negros. Não tenho dúvida que o Governador vai sancionar esse importante Projeto, que tem uma simbologia muito grande para a população negra, para o movimento negro, para as lideranças e para as entidades que defendem o povo negro no Maranhão”, explicou.
O projeto foi aprovado pela Assembleia Legislativa e agora será enviado para ser sancionado pelo governador do Estado, Flávio Dino.

 

Assembleia recebe proposta de Plano de Cargos, Carreiras e Salários do TCE…

Presidente em exercício, Othelino Neto, recebeu a proposta do TCE

O presidente em exercício da Assembleia Legislativa do Maranhão, deputado Othelino Neto (PC do B), recebeu das mãos do presidente do Tribunal de Contas do Estado (TCE), José Ribamar Caldas Furtado, no gabinete da Presidência, a proposta de Plano de Cargos, Carreiras e Salários (PCCS) dos servidores dessa instituição. No ato, os deputados Josimar do Maranhãozinho (PR), terceiro vice-presidente da Mesa Diretora, e Vinicius Louro (PR) acompanhavam o presidente da Casa.

José Ribamar Caldas Furtado, que estava acompanhado do secretário de Administração do TCE, Bernardo Felipe Leal, e do assessor Raul Mochel, explicou aos deputados as vantagens que o PCCS apresenta para os servidores. “Na verdade, estamos atualizando o PCCS do TCE, seguindo o exemplo do Tribunal de Contas da União (TCU). O PCCS tem um horizonte temporal de atualização de 4 anos. De forma escalonada, concedemos um aumento de 5% a cada ano, a partir de 2018 até 2021. Nosso servidor tem até 4 anos para aderir ao plano”, esclareceu.

O presidente do TCE pediu que a proposta do PCCS seja analisada e votada com a maior brevidade possível sem, contudo, prejudicar os esclarecimentos que se fizerem necessários para a compreensão da proposta de PCCS. “Temos convicção de que estamos apresentando a melhor proposta possível para valorizar e estimular os 540 servidores do TCE, dos quais 330 são efetivos”, ressaltou.

Othelino Neto elogiou a iniciativa do presidente do TCE em apresentar uma proposta de atualização do PCCS e disse que vai se empenhar junto aos seus pares para que a Assembleia aprecie e vote a matéria o mais rápido possível. “Trata-se de uma matéria de grande importância, uma vez que visa valorizar os servidores dessa importante instituição, que é um braço auxiliar da Assembleia na sua função de fiscalizar. Vamos nos empenhar para aprovar o PCCS do TCE”, enfatizou.