PSB lança pré-candidatura de Bira do Pindaré à Prefeitura de São Luís

Bira do Pindaré é advogado, sindicalista, já foi deputado estadual por dois mandatos e atualmente exerce seu primeiro mandato como deputado federal

O Partido Socialista Brasileiro (PSB) iniciou o debate sobre as eleições de 2020 em São Luís e foi o primeiro a lançar um nome para a disputa. O presidente da legenda, Carlos Siqueira, confirmou o lançamento da pré-candidatura do deputado federal Bira do Pindaré. O anúncio foi feito após uma reunião ocorrida em Brasília.

“O presidente do PSB-MA e integrante da Executiva Nacional, o prefeito de Timon, Luciano Leitoa, esteve na sede do partido, em Brasília, nesta manhã. Tratamos da conjuntura política e da futura candidatura do deputado federal, Bira do Pindaré, à Prefeitura de São Luís”, escreveu Siqueira em sua conta no Twitter.

Encontro do presidente do PSB-Maranhão, Luciano Leitoa e do presidente nacional da legenda, Carlos Siqueira

Bira do Pindaré é advogado, sindicalista, já foi deputado estadual por dois mandatos e atualmente exerce seu primeiro mandato como deputado federal. Já foi candidato a senador em 2010 e obteve a expressiva votação de mais de 500 mil votos.

O deputado é um dos possíveis nomes do grupo do governador Flávio Dino (PCdoB) que conta ainda com outros nomes. Bira já articula o apoio do PT e pode largar na frente para ser o escolhido do governador.

Famem planeja levar maior caravana de prefeitos para a XXII Marcha a Brasília

A Famem está mobilizando os gestores no estado para que de forma unificada contribua para evidenciar uma pauta positiva dos prefeitos junto aos poderes da República

Mais de 90% dos prefeitos maranhenses devem participar da XXII Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios, entre 8 e 11 de abril, no Centro Internacional de Convenções, na capital federal. Esta será a maior caravana que já participou do evento, que integra a agenda da Confederação Nacional dos Municípios (CNM) no fortalecimento do movimento nacional municipalista.

A Federação dos Municípios do Estado do Maranhão (Famem) está mobilizando os gestores no estado para que de forma unificada contribua para evidenciar uma pauta positiva dos prefeitos junto aos poderes da República, norteada pelo lema “Mais Brasil, Menos Brasília”, que desde o primeiro momento do governo Bolsonaro tem sido apregoado pelo ministro da Economia, Paulo Guedes.

O presidente da Famem e prefeito de Igarapé do Meio, Erlanio, desde os primeiros momentos como dirigente da entidade, vem mobilizado os gestores para a participação neste evento que considera um marco no movimento municipalista do país. “Estamos levando à Brasília um demonstrativo da força do municipalismo em nosso estado. Desde o primeiro momento da nossa gestão temos ratificado nosso compromisso inarredável com a pauta municipalista. A Marcha é um evento de amplas possibilidades de diálogo com o governo central da nossa pauta comum e das gestões locais”, ressaltou o presidente.

Na reuniões preparatórias da marcha junto ao Conselho Político da CNM, o presidente Erlanio tem endossado o fortalecimento da gestão local a partir do aprofundamento do pacto federativo, focado na distribuição justa do bolo orçamentário.

Morre o ex-prefeito de Bacabal, Zé Vieira

Nascido em 30 de julho de 1934, Zé Vieira morre aos 84 anos de idade

Morreu na tarde desta terça-feira (19) o ex-prefeito de Bacabal e ex-deputado federal Zé Vieira Lins. Zé Vieira, como era mais conhecido, morreu no Hospital Sírio Libanês, em São Paulo, após dez anos de luta contra o câncer.

Zé Vieira começou a carreira política em 1992 ao ser eleito vereador de Bacabal pelo PTB. Na eleição de 1996, concorreu à prefeitura de Bacabal, foi eleito e reeleito em 2000. Concorreu a deputado federal em 2006, chegou a primeira suplência e efetivou-se em maio de 2008. Foi reeleito em 2010

Candidatou-se a prefeito de Bacabal em 2008, sendo derrotado por Raimundo Lisboa. Em 2016, concorreu novamente a prefeito de Bacabal e foi eleito, mas teve seu mandato contestado na Justiça.

Nascido em 30 de julho de 1934, Zé Vieira morre aos 84 anos de idade.

TV Assembleia passa a transmitir sessões e audiências públicas ao vivo via Facebook

Para acompanhar as transmissões, basta acessar www.facebook.com/rtvalema ou digitar TV Assembleia Maranhão na aba de pesquisa da rede social.

A TV Assembleia passou a transmitir, diariamente, as sessões plenárias, solenes, especiais e audiências públicas, ao vivo, também por meio da sua página oficial no Facebook com a mesma qualidade de imagens, áudio e cobertura total da emissora 51.2. Para acompanhar as transmissões, basta acessar www.facebook.com/rtvalema ou digitar TV Assembleia Maranhão na aba de pesquisa da rede social.

Após o encerramento das transmissões, os vídeos ficam à disposição dos internautas e seguidores, na página, para visualizações a qualquer momento. As sessões plenárias são transmitidas às segundas-feiras, a partir das 16h, e de terça a quinta-feira, a partir das 9h30.

Com o mesmo objetivo, as sessões plenárias começaram a ser transmitidas também, em tempo real, pelo Instagram da Assembleia Legislativa do Maranhão. É só seguir o perfil @assembleialegma. Os novos canais de veiculação das atividades do Legislativo estadual somam-se às já tradicionais transmissões ao vivo pela TV Assembleia, no canal aberto 51.2 ou 17 na TVN, e pelo site www.al.ma.leg.br.

Novas tecnologias

Segundo o diretor de Comunicação da Assembleia Legislativa, jornalista Edwin Jinkings, as transmissões diretas da TV Assembleia, via Facebook, passaram a ser possíveis graças à tecnologia do Play Out (exibidor), moderno equipamento adquirido pela Casa, e que faz com que a emissora do Rangedor possa se conectar à comunidade virtual com todos os seus próprios recursos de imagem e áudio.

“Com as transmissões das sessões plenárias e outros eventos da Casa também pelo Facebook e Instagram, alcançaremos um público maior e diversificado, dando maior amplitude aos pronunciamentos dos deputados estaduais, bem como aos assuntos de interesse dos maranhenses, que estão em pauta”, afirmou Edwin Jinkings.

Para a diretora-adjunta de Comunicação da Assembleia, jornalista Sílvia Tereza, o objetivo é ampliar a presença da Alema na comunidade, fazendo uso de ferramentas que possibilitem o acesso à informação, garantindo maior transparência das ações do Poder Legislativo. “As transmissões via Facebook e Instagram também permitem maior interação com os usuários das redes sociais, que podem comentar, reagir ou compartilhar o conteúdo”, frisou.

Jerry propõe Comissão para avaliar acordo sobre base de Alcântara

“Se Alcântara é o melhor lugar do mundo para o lançamento de foguetes, deve ser um lugar ideal para se viver também”, destacou Jerry

Em entrevista nesta segunda-feira (18) ao canal paulista de televisão TVT, o deputado federal Márcio Jerry (PCdoB) comentou o Acordo de Salvaguardas Tecnológicas entre o Brasil e Estados Unidos, que o presidente Bolsonaro está acertando com o país norte-americano para explorar comercialmente o Centro de Lançamentos de Alcântara (CLA). “Se Alcântara é o melhor lugar do mundo para o lançamento de foguetes, deve ser um lugar ideal para se viver também”, destacou.

“O espaço geográfico que está instalado o CLA é um espaço quilombola, e seu entorno também. Então, a cidade de Alcântara precisa ter dividendos pela utilização do seu território para a comercialização do espaço para lançamento de foguetes. Esse é um tema de extrema importância. Da outra vez, por exemplo, existia uma cláusula no Acordo que previa a expansão da área no entorno do CLA, e isso é inadmissível. Não como admitir que se adentre ainda mais no território quilombola que está no entorno do centro de lançamento”, defendeu Márcio Jerry.

Segundo a Agência Espacial Brasileira (AEB), os foguetes lançados em Alcântara podem significar uma redução de até 30% no uso de combustível, em comparação a outros locais. Em 2000, por exemplo, o então presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) chegou a assinar documento que tratava sobre o mesmo tema, mas ele nunca saiu do papel por ter sido barrado pelo Congresso. Na época, Bolsonaro era deputado federal e votou contra.

“Um acordo dessa natureza pode ser bom para o Brasil, inegavelmente, desde que ele não atente contra a soberania nacional, desde que não haja uma lógica de enclave, como houve no passado, e desde que, além de se transformar em dividendos para a comunidade local e para o Maranhão de modo geral, ele possa significar algo importante e estratégico para a política aeroespacial brasileira. Esse é um tema que estou levando para a Comissão de Ciência, Tecnologia, Comunicação e Informática, estou protocolando na tarde desta segunda propondo a criação de uma subcomissão especial, para acompanhar esse acordo de salvaguardas tecnológicas entre Brasil e Estados Unidos”, disse o deputado federal.

“É um tema importante, estratégico, que tem a ver com todo Brasil, e por esta razão precisamos ter muita atenção para isto, para que não seja nocivo ao nosso país em todos os aspectos”, completou.