Sampaio vai enfrentar Palmeiras pela Copa do Brasil

O jogo de ida será em São Luís e o de volta em São Paulo

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) definiu, em sorteio na tarde desta quinta-feira (02), os confrontos das oitavas de final da Copa do Brasil 2019.

O Palmeiras, que venceu a competição pela última vez em 2015, encara o Sampaio Corrêa. Será o terceiro encontro entre as equipes no torneio. Em todas, o Palmeiras levou a melhor e avançou.

O jogo de ida será em São Luís e o de volta, partida que decide vagas às quartas da competição nacional, está marcado para São Paulo.

Novo seleciona candidatos a prefeitos

O partido pretende ainda abrir novos processos seletivos em cerca de 60 cidades

O Partido Novo começou nesta quinta-feira (2(, um processo seletivo para escolher candidatos a prefeitos para disputar as eleições de 2020. Serão selecionados nomes para 14 cidades, incluindo São Paulo (SP), Rio de Janeiro (RJ), Belo Horizonte (MG), Curitiba (PR), Porto Alegre (RS), Salvador (BA), Fortaleza (CE), Recife (PE), Campinas (SP), Campo Grande (MS), Florianópolis (SC), Goiânia (GO), Joinville (SC) e Vitória (ES).

Após envio do CV e preenchimento de formulário, os candidatos passarão por testes, entrevistas e uma avaliação final junto ao Comitê de Avaliação. As exigências são de que os candidatos tenham ficha limpa, conheçam os estatutos do partido, tenham oito anos de experiência em posições relevantes do setor público ou privado, e tenham valores compatíveis aos do partido.

O partido pretende ainda abrir novos processos seletivos em cerca de 60 cidades. Segundo comunicado, é necessário pelo menos 150 filiados ativos em cada município para a viabilização de um diretório municipal, e com isso possíveis candidaturas na cidade.

PRB vai virar ‘Republicanos’


Os Republicanos serão conservadores nos costumes e liberais na economia

O Partido Republicano Brasileiro (PRB) vai mudar de nome e virar Republicanos. Com a mudança, o partido vai deixar para trás a aliança com a esquerda e se posicionar como de centro-direita, uma opção para o eleitorado conservador. Os Republicanos serão conservadores nos costumes e liberais na economia. O perfil lembra o da campanha do presidente Jair Bolsonaro. A diferença, dizem, é que o discurso será menos extremado e haverá mais convicção no liberalismo.

Diferenciar-se de outras siglas que militam no campo conservador, especialmente do PSL de Bolsonaro, atende a uma estratégia: a legenda já mira em 2022. O plano é aumentar o número de prefeitos e vereadores no ano que vem de forma significativa para, se possível, ter um nome competitivo na próxima disputa presidencial. “Não mudaremos só de nome. Mudaremos de postura. Estamos preparando o partido agora para os próximos 15 e 20 anos”, afirmou, ao Estadão, o deputado Marcos Pereira (SP), vice-presidente da Câmara e presidente nacional do PRB desde 2011.

Sete cidades da Região Metropolitana já utilizam Aterro de Titara para despejo de resíduos sólidos

O aterro recebe, atualmente, os descartes de sete municípios: Rosário, São Luís, São José de Ribamar, Paço do Lumiar, Raposa, Axixá e Morros

Localizado a 60 quilômetros de São Luís, no município de Rosário, o Aterro Sanitário de Titara é, hoje, uma solução para um problema histórico de toda a Região Metropolitana da Grande São Luís: o descarte de resíduos sólidos. Com uma área total de 190 hectares, tem capacidade total de recebimento de 25.788.635,00 m³ e vida útil estimada em 60 anos.

O aterro recebe, atualmente, os descartes de sete municípios: Rosário, São Luís, São José de Ribamar, Paço do Lumiar, Raposa, Axixá e Morros. Icatu, Bacabeira, Santa Rita, Presidente Juscelino e Cachoeira Grande, que também fazem parte da Região Metropolitana da Grande São Luís, estão finalizando alguns trâmites, para que também façam uso do Aterro para o descarte de resíduos sólidos. Alcântara é uma situação à parte, por conta de sua localização. Para esta cidade está sendo elaborado um plano específico.

O Titara tem capacidade para receber diariamente 2.200 toneladas. Mas tem recebido em média apenas 1.200 toneladas por dia atendendo, portanto, algo em torno de 1.500.000 de habitantes. O Titara tem capacidade para atender toda a Região Metropolitana de São Luís tranquilamente, por mais de 60 anos.

O Plano de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos (PGIRS) é um projeto do Governo do Estado, promovido por meio da AGEM. Tem como objetivo nortear o processo de planejamento aplicado à gestão de resíduos sólidos, que inclui os 13 municípios que integram a Região Metropolitana da Grande São Luís e tem previsão de entrega no dia 28 de maio.

Aluísio Mendes tenta inviabilizar Maura Jorge no governo Bolsonaro

Desde o início do governo Bolsonaro, Maura Jorge tenta ganhar espaço na esfera federal, mas após meses com suas andanças em Brasília, não conseguiu nenhuma indicação

O deputado federal Aluísio Mendes, presidente do Podemos no Maranhão e aliado do clã Bolsonaro, estaria trabalhando para inviabilizar a ex-prefeita de Lago da Pedra, Maura Jorge (PSL), no governo Bolsonaro, a pedido de Roseana Sarney (MDB).

Roseana Sarney ainda teria intenções de disputar mais uma eleição em 2022, mas, desta vez, para o Senado Federal e enxerga em Maura Jorge uma possível rival na disputa.

Desde o início do governo Bolsonaro, Maura Jorge tenta ganhar espaço na esfera federal, mas após meses com suas andanças em Brasília, não conseguiu nenhuma indicação.

Se não bastasse o desprestígio com o governo Bolsonaro, a ex-candidata ao governo do Estado ainda enfrenta uma disputa interna com o presidente do PSL no Maranhão, o vereador Chico Carvalho.

Coronel Monteiro vai liderar UDN no Maranhão

Monteiro é Superintendente de Coordenação e Governança do Patrimônio da União no Maranhão, um dos poucos políticos do estado que ganharam espaço no governo Bolsonaro

A União Democrática Nacional (UDN) vai ganhando cara no Maranhão. O partido de direita, que está em fase de refundação, vai ser liderado no estado pelo coronel Monteiro.

Monteiro é Superintendente de Coordenação e Governança do Patrimônio da União no Maranhão, um dos poucos políticos do estado que ganharam espaço no governo Bolsonaro e foi anunciado como presidente estadual pelo presidente nacional da UDN, Marcos Antônio Vicenzo.

O coronel ainda tentou uma candidatura ao governo do Estado em 2018 pelo PSL e PHS, mas não obteve êxito justamente por não ter apoio partidário. Agora, na direção do UDN, terá condições de ingressar numa possível disputa em 2020 ou 2022.