De Sarney a Dilma, quem são os ‘ladrões’ da abertura censurada de O Mecanismo?

Estão na “lista de ladrões” de O Mecanismo todos os presidentes que atravessam a história da política no Brasil

UOL

Quem começou a ver a segunda temporada de O Mecanismo, lançada na sexta (10) na Netflix, se surpreendeu com a nova abertura da série. Políticos como Dilma Rousseff e José Sarney surgem na tela, acompanhados de uma música que chama todos eles de ladrões. A vinheta deveria ter estreado já no ano passado, mas foi barrada pela plataforma. “Essa era a abertura que eu queria ter colocado já na primeira temporada, ela já estava pronta. Não foi pro ar logo de cara por algumas questões jurídicas, algumas dúvidas do que a gente podia ou não fazer”, explica José Padilha, criador da série.

Estão na “lista de ladrões” de O Mecanismo todos os presidentes que atravessam a história da política no Brasil, de Tancredo Neves (1910-1985) ao próprio Michel Temer. Aparecem também José Sarney, Fernando Collor de Mello, Itamar Franco (1930-2011), Fernando Henrique Cardoso e Dilma Rousseff. A política ainda tem representantes estaduais, como os ex-governadores Geraldo Alckmin, Sérgio Cabral, Aécio Neves, José Serra, Luiz Fernando Pezão, além do vice Guilherme Afif Domingos e do ex-vice presidente Marco Maciel.

Ministros como Zélia Cardoso de Mello (que cuidava da Economia no governo Collor), Antonio Palocci (responsável pela Fazenda no mandato de Lula e pela Casa Civil na era Dilma), José Dirceu e Guido Mantega (ambos da gestão de Lula), Romero Jucá (ministro do Orçamento no governo Temer), Geddel Vieira Lima (que trabalhou tanto com Lula quanto Temer) e Delcídio do Amaral (Minas e Energia durante o mandato de Itamar Franco) também aparecem na abertura. A lista ainda inclui: Eduardo Cunha, ex-presidente da Câmara dos Deputados; o engenheiro Nestor Cerveró, ex-diretor internacional da Petrobras; Paulo Roberto Costa, ex-diretor de abastecimento da petroleira; o doleiro Alberto Youssef; o empreiteiro Marcelo Odebrecht e o empresário Joesley Batista

O lindo Dia das Mães da Casa Ninar

As homenageadas da noite também tiveram um dia de beleza, recebendo maquiagem e tratamentos capilares

A Casa de Apoio Ninar realizou um jantar especial em comemoração ao Dia das Mães para homenagear 14 mães de crianças assistidas pelo serviço e servidoras. Música ao vivo, lembranças e muito amor deram o tom da festa da casa, inaugurada pelo Governo do Estado para tratar crianças com problemas de neurodesenvolvimento e suas famílias.

“A vida não pode se tornar só uma repetição de atos corriqueiros. É importante celebrar momentos especiais e de reencontro. A Casa de Apoio Ninar é um reencontro de esperança, de amor, um reencontro dessas mães com seus filhos, que muitas vezes se viram perdidas por conta da doença deles. Esse reencontro de mães e filhos talvez seja o que mais forte tem a casa de apoio”, comentou o secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula.

Antes, local da realização de festas e eventos do governo estadual. Hoje, a casa de veraneio deu lugar ao Ninar. Uma linda iniciativa para cuidar de nossas crianças.

Aposta única ganha R$ 289 milhões na Mega-Sena

As dezenas sorteadas foram: 23-24-26-38-42-49

Aposta única ganha prêmio de R$ 289 milhões na Mega-Sena. O sorteio ocorreu na noite ontem (11). O resultado é válido para o concurso 2.150. As dezenas sorteadas foram: 23-24-26-38-42-49

De acordo com a Caixa Econômica Federal, responsável pela administração das loterias, no mesmo concurso,  a quina deve prêmio R$ 30.450,20 acertadores com 838 apostas.

Também foram registradas 56 994 apostas ganhadoras da quadra (quatro dos seis números sorteados), que foram premiadas com R$ 639,50. Este é o maior prêmio entre concurso registrado na história.