O Antagonista: Flávio Dino 2022

Parte da esquerda vê Dino como alguém “moderado e capaz de falar para fora do gueto” e com potencial para unir as forças progressistas no Nordeste e fora dele

Flávio Dino, governador do Maranhão em segundo mandato, é pré-candidato à Presidência da República. O Antagonista apurou que ele deixará seu atual partido, o PCdoB, para tentar o voo para o Planalto em 2022.

Há duas possibilidades: Se Ciro Gomes não quiser ser candidato, o PDT oferecerá a vaga a Dino. Se Ciro for tentar mais uma vez, Dino poderia ser acolhido pelo PSB.

Parte da esquerda vê Dino como alguém “moderado e capaz de falar para fora do gueto” e com potencial para unir as forças progressistas no Nordeste e fora dele.

Eliziane debate plano estratégico de ações sociais para o Brasil

A senadora Eliziane Gama destacou a importância da defesa da vida e da prevenção às drogas

A senadora Eliziane Gama participou em Brasília, na tarde desta terça-feira, dia 14 de maio, de reunião com presidente da Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil (CGADB), pastor José Welligton. O encontro contou com a presença de senadores e deputados evangélicos.

O presidente do Conselho Político da CGADB, Pastor Eleazaar Ceccon, além do deputado pastor Paulo Freire, dos senadores Marcos Rogério e pastor Zequinha Marinho também participaram do encontro.

Durante o encontro foi colocado em pauta a discussão sobre plano estratégico de ações sociais para o Brasil. A senadora Eliziane Gama destacou a importância da defesa da vida e da prevenção às drogas.

Eliziane, que é membro da Igreja Evangélica Assembleia de Deus, reafirmou o compromisso com a pauta apresentada e declarou que caminhará junto com a CGADB. “Essa é uma pauta importante e que nós apoiamos. Estaremos juntos com a CGADB no país” destacou.

Othelino Neto assume o governo do Maranhão por dois dias

O vice-governador Carlos Brandão vai se licenciar sem remuneração para tratar de assuntos particulares entre quinta (16) e sexta-feira (17)

O vice-governador Carlos Brandão (PRB) vai abrir vaga para que o presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão, deputado estadual Othelino Neto (PCdoB), seja governador interino por dois dias. O gesto de cordialidade vai acontecer na próxima quinta-feira (16).

O governador Flávio Dino (PCdoB) viaja ao Reino Unido para palestrar sobre os êxitos da Segurança Pública do governo do Maranhão no Brazil Forum UK 2019, na London School of Economics and Political Science.

O vice-governador Carlos Brandão vai se licenciar sem remuneração para tratar de assuntos particulares entre quinta (16) e sexta-feira (17). O gesto político de Brandão para Othelino mosta a boa relação entre os poderes no estado.

Câmara 400 anos: Osmar Filho firma parceria com Academias de Letras e Instituto Histórico

A quarta mais antiga do país, a Câmara Municipal de São Luís tem seus primeiros registros datados em 1619

As Academias Maranhense e Ludovicense de Letras, assim como o Instituto Histórico e Geográfico do Maranhão, irão colaborar com o projeto de homenagem e comemoração dos 400 anos da Câmara Municipal de São Luís. A decisão foi acertada, nesta terça-feira (14), durante reunião entre o presidente da Casa, vereador Osmar Filho (PDT), e os presidentes das instituições, Benedito Buzar, Antônio Noberto e José Augusto Silva Oliveira, respetivamente.

“Fizemos o convite aos presidentes para que as entidades integrem às comemorações dos 400 anos da Câmara e, como era esperado, eles aceitaram o desafio”, celebrou Osmar. O vereador acrescentou que já foi marcada uma reunião de trabalho para definir ações conjuntas que serão adotadas em homenagem à data, que será comemorada oficialmente no dia 09 de dezembro.

Benedito Buzar garantiu que a AML irá dar uma boa contribuição ao projeto, já que tem bastante conhecimento sobre a história da Casa. “Na próxima reunião nós já chamaremos outras instituições, como as universidades, tanto UFMA como UEMA, que não podem ficar à margem deste processo, porque têm cursos de história, com professores capacitados, que conhecem a biografia de São Luís, inclusive com livros publicados”, afirmou o escritor e jornalista.

Antônio Norberto destacou que, como a Academia já participa ativamente da vida da cidade, vai colaborar de maneira incisiva no projeto, que é um marco para São Luís. “Entre nossas proposições estão as de fazer livro, álbum, exposição, trabalho em escolas e um marco, mostrando quando a cidade passou de mãos francesas para mãos portuguesas”, informou.

A 4ª mais antiga do país, a Câmara Municipal de São Luís tem seus primeiros registros datados em 1619, com sete vereadores, um juiz, um escrivão e um procurador. Atualmente, a sede do Poder Legislativo Municipal fica localiza na Rua da Estrela, no Centro da cidade. Dentro das comemorações pelos 400 anos há um projeto, com a parceria do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), de fazer da antiga Fábrica São Luís a nova sede.

Roberto Veloso pode ser mais um nome na disputa pela Prefeitura de São Luís

Roberto Veloso vem sendo cortejado por dois partidos políticos, o PSL e o Novo

O juiz federal e ex-presidente da Associação de Juízes Federais (Ajufe), Roberto Veloso, pode ser mais um nome na disputa pela sucessão do prefeito Edivaldo Holanda Júnior, em São Luís.

Roberto Veloso vem sendo cortejado por dois partidos políticos, o PSL e o Novo que buscam no juiz um perfil para concorrer ao cargo na capital.

No partido Novo, ele encontraria as melhores condições, já que no PSL a disputa para ser o escolhido da legenda já conta com, pelo menos, mais cinco postulantes.

Roberto Rocha passa vergonha em Brasília

A mais nova vergonha nacional aconteceu no Distrito Federal, onde Roberto Rocha teve ação desqualificada pela juíza Mara Silda de Almeida

No intuito de atingir o governador Flávio Dino (PCdoB) e o secretário de Estado da Infraestrutura, Clayton Noleto (PCdoB), o senador Roberto Rocha (PSDB) age na pressa e esquece de observar dados básicos.

A mais nova vergonha nacional aconteceu no Distrito Federal, onde Roberto Rocha teve ação desqualificada pela juíza Mara Silda de Almeida, da 8ª Vara da Fazenda Pública do Distrito Federal (DF), que declinou da competência para julgar uma ação proposta pelo senador.

A juíza classificou “totalmente equivocada a distribuição desta ação” que deveria ser protocolada no Maranhão e não no Distrito Federal. E prosseguiu: “Conforme artigo 5° da Lei no 4.717/1965 a competência para o processo e julgamento da ação popular é definida conforme a origem do ato, que neste caso ocorreu no Estado do Maranhão, portanto, naquele estado deve ser processado o feito”.

“O autor indicou como seu domicilio o Distrito Federal, portanto, possível a aplicação do artigo 52, parágrafo único do Código de Processo Civil. Portanto, mesmo considerando possível a propositura da ação no foro do domicilio do autor a competência não é deste juízo, mas sim do juízo cível em razão da competência residual. Assim, ficou evidenciada a incompetência absoluta deste juízo”, sentenciou a magistrada.