Número de venezuelanos nas ruas de São Luís preocupa autoridades

Alguns venezuelanos não preferem emprego, nem viver em abrigos do governo. Foto: O Imparcial

Nos últimos dias, foi possível observar o aumento do número de refugiados da Venezuela nos semáforos da capital São Luís. Na sua maioria, eles passaram a pedir esmola e muitos deles emprego. Os reflexos da crise da Venezuela começam a preocupar autoridades e a população da capital maranhense.

O Governo do Estado e a Prefeitura de São Luís estiveram reunidos, por meio da Secretaria de Estado de Direitos Humanos e Participação Popular (SEDIHPOP), Secretaria de Estado da Saúde (SES) e Secretaria Municipal da Criança e Assistência Social (SEMCAS) para manutenção do esforço conjunto na prestação de serviços de apoio aos refugiados venezuelanos que se encontram no Maranhão.

As autoridades responsáveis informam que um grupo de trabalho humanitário foi formado e já tomou medidas emergenciais no sentido de assegurar moradia, alimentação e assistência social aos venezuelanos e está articulando, ainda, assistência em saúde e educação, visto que no grupo constam crianças.

Alguns venezuelanos não preferem emprego, nem viver em abrigos do governo. São de tribos indígenas e preferem viver nos semáforos pedindo dinheiro. Foi o que constatou a Secretaria de Estado dos Direitos Humanos, que afirmou que tem tentado ajudar as 69 famílias que já migraram para o Maranhão e já até ofertou um sítio na zona rural para que uma parte do grupo cultive frutas e verduras.

Alema nomeia comissão de deputados para atuar durante o período de recesso parlamentar

O diretor-geral da Mesa Diretora, Bráulio Martins, informou que uma das funções da Comissão de Recesso é analisar casos inadiáveis

O presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão (Alema), deputado Othelino Neto (PCdoB), nomeou a Comissão de Representação Interna, formada por cinco deputados, para atuar durante o recesso parlamentar, que vai do dia 18 de julho a 1º de agosto de 2019.

O Plenário aprovou as indicações em votação na sessão de segunda-feira (15) e dela fazem parte os deputados Neto Evangelista (DEM), Ricardo Rios (PDT), Wendell Lages (PMN), Dra. Helena Duailibe (SD) e Wellington do Curso (PSDB).

“O recesso parlamentar é um momento onde nós apenas suspendemos as sessões ordinárias. Os deputados voltam para suas bases. E, neste período, ficam se dedicando a outra parte importante da atividade parlamentar, que é a visita às bases. Esse contato é essencial para que nós possamos exercer com mais eficiência os mandatos conferidos pelo povo do Maranhão. Dou essa explicação para que fique claro que a atividade parlamentar continua”, explicou o presidente da Casa.

O diretor-geral da Mesa Diretora, Bráulio Martins, informou que uma das funções da Comissão de Recesso é analisar casos inadiáveis, a exemplo da prorrogação de licenças, como determina o Regimento Interno da Casa.

Alô, Bolsonaro! BR-402 se encontra em péssimas condições e prejudica turismo no Maranhão

A BR-402 faz parte da Rota das Emoções e quem depende dela para trafegar reclama da falta de infraestrutura

Mesmo com o fim do período chuvoso, as condições das estradas federais no Maranhão ainda estão em péssimo estado de conservação. É o caso da BR-402 que corta os estados do Maranhão, Piauí e Ceará. É a principal ligação da capital São Luís ao Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses.

A pista não oferece segurança aos motoristas por causa dos buracos. As pessoas precisam invadir o acostamento para fugir da grande quantidade de crateras. Grandes buracos se concentram desde Bacabeira, até a cidade de Barreirinhas.

A BR-402 faz parte da Rota das Emoções e quem depende dela para trafegar reclama da falta de infraestrutura. O DNIT já havia anunciado a recuperação das estradas federais, mas, até o momento, não é vista nenhuma obra por lá.

As autoridades maranhenses precisam chamar a atenção do ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas. Com o estado em que a BR-402 se encontra, turistas e moradores deixaram de frequentar a região, uma das mais importantes para a economia do Maranhão.

Vamos ver se, com a vinda do presidente Jair Bolsonaro ao Maranhão em agosto, algo aconteça no sentido de cobrar a recuperação da BR.

Bolsonaro deve visitar São Luís, Alcântara e Rosário em agosto

As cidades de São Luís, Rosário e Alcântara estarão na agenda do presidente que deve vir ao Maranhão em agosto

A vinda do presidente Jair Bolsonaro (PSL), à cidade de São Luís, foi anunciada, oficialmente, pela presidente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), Kátia Bogéa. As cidades de São Luís, Rosário e Alcântara estarão na agenda do presidente que deve vir ao Maranhão em agosto.

Jair Bolsonaro vai entregar as obras de requalificação da Rua Grande e, também, anunciar novas intervenções de recuperação do Centro Histórico.

Em Rosário, Bolsonaro deve entregar a Obra do Complexo Ferroviário, a antiga estação de trem. Também serão entregues 500 casas construídas pelo Programa Minha Casa, Minha Vida.

Já em Alcântara, o presidente deve visitar o Centro de Lançamento. O local vai ser explorado pelos os Estados Unidos para o lançamento de foguetes.