Bolsonaro marca encontro com deputados aliados para informar que deixará o PSL

A tendência é que o presidente anuncie processo de coleta de assinaturas para a formação de uma nova legenda

O presidente Jair Bolsonaro marcou uma reunião na tarde desta terça-feira (12) com o grupo de deputados bolsonaristas do PSL para informar que decidiu deixar a sigla. No encontro, que será realizado no Palácio do Planalto, ele deve comunicar que pretende ficar, pelo menos no curto prazo, sem partido.

A tendência é que o presidente anuncie processo de coleta de assinaturas para a formação de uma nova legenda, cujo nome ainda não foi definido. Uma das hipóteses é Conservadores.

Os deputados e senadores do PSL considerados traidores pelo presidente, como Joice Hasselmann (SP), Delegado Waldir (GO) e Major Olímpio (SP), não foram convidados para o encontro.

Na última reunião, antes de viagem ao continente asiático, Bolsonaro disse ao seu núcleo de aliados que a situação no partido está ficando insustentável e pediu para que ele ficasse em contato com a sua equipe de advogados para evitar atitudes que possam dificultar a saída do partido.

No início de outubro, o presidente já havia definido que deixaria o PSL, mas aguardava um cenário favorável para efetivar o desembarque. A avaliação no grupo bolsonarista é de que, com a soltura do ex-presidente Lula (PT), chegou a hora de Bolsonaro se distanciar do PSL para evitar que o partido vire munição da oposição contra ele.

Atualmente, ao menos 20 parlamentares estariam dispostos a seguir Bolsonaro. Encabeçam a lista os filhos do presidente, o deputado Eduardo Bolsonaro (SP) e o senador Flávio Bolsonaro (RJ).

Nesta segunda-feira (11), o deputado federal José Medeiros (MT) sugeriu nas redes sociais que Bolsonaro se filie ao Podemos. O PEN, hoje com o nome de Patriota, também tem interesse na filiação do presidente. Caso a criação de uma nova legenda não tenha êxito, é cogitada a filiação dele à UDN (União Democrática Nacional), partido em fase final de criação na Justiça Eleitoral.

Osmar Filho agradece Prefeitura por início de obras no São Francisco

Segundo Osmar Filho, o início das obras, chega em boa hora, marcando as comemorações do aniversário do bairro.

A Rua 7, localizada no bairro do São Francisco foi uma das primeiras a receber na manhã de sexta-feira (08), malha asfáltica, do pacote de ações do Programa São Luís em Obras.

O presidente da Câmara, vereador Osmar Filho (PDT), acompanhou o andamento dos serviços, junto do prefeito da cidade, Edivaldo Holanda Júnior, do secretário municipal de Obras e Serviços Públicos, Antonio Araújo; além das vereanças, Pavão Filho (PDT) e Concita Pinto (Patriota).

Com este novo benefício, a comunidade passa a receber mais de 7 quilômetros de recapeamento asfáltico em diversas ruas do bairro.

Segundo Osmar Filho, o início das obras, chega em boa hora, marcando as comemorações do aniversário do bairro.

“Uma alegria acompanhar o trabalho da Prefeitura através do Programa São Luís em Obras. Ação importante para o desenvolvimento da cidade. Aqui, no bairro do São Francisco o trabalho chega em um momento propício para presentear toda a comunidade pela passagem do seu aniversário, celebrado na última segunda-feira (04). Parabenizo a Prefeitura por este programa que está transformando a cidade”, disse agradecido o parlamentar.

Com o aval da Rede Sustentabilidade, Jeisael Marx já dá entrevista como pré-candidato a prefeito

Jeisael foi um dos entrevistados do programa da Rádio Educadora AM, apresentado pelos jornalistas Juraci Filho e André Martins

Após sua ida a Brasília para efetivar sua filiação à Rede Sustentabilidade, o comunicador e apresentador do Brasil Urgente, da Band Maranhão, Jeisael Marx, já concede entrevista como pré-candidato a prefeito.

Jeisael foi um dos entrevistados do programa da Rádio Educadora AM, apresentado pelos jornalistas Juraci Filho e André Martins. Na oportunidade, o apresentador falou dos seus projetos e da construção da sua plataforma de governo.

Representante do partido da ex-ministra do Meio Ambiente, Marina Silva, Jeisael já tem a garantia da sua candidatura na sucessão do prefeito Edivaldo Holanda Jr.

Tido como candidato outsider, aquele fora da política tradicional, Jeisael Marx tem tido facilidade em entrar em comunidades e bairros de São Luís e assim, iniciar bem sua pré-campanha.

MDB e PSDB do Maranhão parados no tempo e sem perspectivas de renovação

Aqui no Maranhão, o mau momento das duas legendas é visto pelas últimas derrotas

O MDB e o PSDB são dois partidos que, tanto em nível nacional, quanto estadual, estão bem longe de mostrar uma renovação. Ambos os partidos vêm, nos últimos anos, sendo dirigidos por figuras já bem conhecidas da política.

A parada no tempo foi refletida na redução drástica das duas legendas na Câmara dos Deputados, que reflete diretamente na redução do tempo de TV. A bancada do MDB foi reduzida de 66 deputados federais para 34. Já o PSDB reduziu de 54 para 29 deputados federais.

Aqui no Maranhão, o mau momento das duas legendas é visto pelas últimas derrotas. Tanto o MDB, quanto o PSDB, sofreram derrotas em 2018 na disputa pelo Governo do Estado, além de diminuírem consideravelmente o número de prefeitos e de representantes no legislativo estadual e nos municipais.

Ambos os partidos precisam enxergar que nem a ex-governadora Roseana Sarney, muito menos o senador Roberto Rocha, refletem a renovação que as legendas necessitam. Caso contrário e na continuação desse pensamento, a desidratação das legendas vai continuar ainda mais.