Turbina de avião pega fogo durante decolagem em São Luís

A aeronave conseguiu voltar em segurança para o aeroporto e os passageiros evacuaram o avião em segurança.

Um avião da companhia Latam, que tinha acabado de decolar, na tarde deste domingo (01), do Aeroporto Internacional Marechal Cunha Machado, em São Luís, pegou fogo em uma de suas turbinas e precisou retornar para a pista de decolagem.

Os passageiros relataram um estrondo e que a após o acontecido o avião começou a tremer.

A aeronave conseguiu voltar em segurança para o aeroporto e os passageiros evacuaram o avião em segurança.

Alguns moradores dos bairros ao redor do aeroporto presenciaram o ocorrido.

Janela partidária para quem vai disputar eleições começa na quinta (5)

O prazo da chamada janela partidária termina no dia 3 de abril, seis meses antes do pleito

A partir da próxima quinta-feira (5), os vereadores que pretendem disputar a reeleição ou a prefeitura de sua cidade podem mudar de partido sem sofrerem nenhuma punição da legenda. O prazo da chamada janela partidária termina no dia 3 de abril, seis meses antes do pleito. O primeiro turno será realizado em 4 de outubro e o segundo turno no dia 25 do mesmo mês.

Pelo calendário eleitoral, elaborado pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), órgão responsável pela organização das eleições, o prazo é considerado para a justa causa necessária para a mudança partidária dos detentores do cargo de vereador que queiram concorrer às eleições majoritárias (prefeitura) ou proporcionais (reeleição). Ao trocarem de partido, os parlamentares buscam mais recursos e apoio político para as campanhas.

Outras datas previstas no calendário eleitoral devem ser seguidas pelos candidatos e partidos que vão disputar o pleito. No dia 4 de abril, todos os partidos que pretendem disputar as eleições devem estar com registro aprovado pelo TSE.

No mesmo mês, o tribunal vai lançar uma campanha nas emissoras de rádio e televisão para incentivar a participação das mulheres nas eleições e esclarecer o eleitor sobre o funcionamento do sistema eleitoral.

No dia 16 de junho, a Corte deve divulgar o valor corrigido do Fundo Especial de Financiamento de Campanha (FEFC), criado pelo Congresso. Conforme o orçamento da União, R$ 2 bilhões estão previstos para o fundo.

Em julho, os partidos estão autorizados a promover as convenções internas para escolha de seus candidatos, que deverão ter os registros das candidaturas apresentados à Justiça Eleitoral até 15 de agosto.

No dia seguinte, a propaganda eleitoral está autorizada nas ruas e na internet até 3 de outubro, dia anterior ao primeiro turno.

Maranhão ocupa 6º lugar no ranking dos 10 estados brasileiros que mais avançaram nos índices educacionais, destaca O Globo

O dado foi apresentado pelo site de notícias O Globo, em reportagem que destaca como estados da região Nordeste são os que mais têm conseguido avançar no Ideb, desde 2005

Entre os 10 estados brasileiros que mais avançaram na qualidade da educação, medida pelo Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb), o Maranhão ocupa o 6º lugar no ranking. O dado foi apresentado pelo site de notícias O Globo, em reportagem que destaca como estados da região Nordeste são os que mais têm conseguido avançar no Ideb, desde 2005.

Os dados apresentados pela reportagem fazem parte de estudo realizado pelo Instituto Unibanco. Para o Maranhão, os dados são positivos, principalmente na área educacional. O Estado conseguiu saltar da antepenúltima posição no ranking entre 27 unidades federativas do país para a 14ª posição no ranking geral do Ideb do Ensino Médio, desde a criação do Índice, em 2005, até 2017, ano da última nota divulgada.

“No ranking, o avanço nordestino se dá em saltos. O Ceará era o 11º em 2005 e subiu para quarto em 2017. Pernambuco saltou da 20ª posição para a terceira, e o Maranhão, da 25ª para a 14ª. Já o Piauí saiu da penúltima posição para a 16ª”, aponta a reportagem.

O secretário de Estado da Educação, Felipe Camarão, ressalta que o resultado é fruto de um trabalho responsável que vem sendo executado na rede pública estadual, com foco absoluto na aprendizagem dos estudantes maranhenses. 

“O estudo realizado pelo Instituto Unibanco levou em consideração todo o período, desde a criação do indicador, em 2005, até a última nota já obtida. No Maranhão, olhamos com muito orgulho para os avanços, pois refletem o compromisso com o trabalho que estamos desenvolvendo nesta que é a etapa escolar mais desafiadora para todos que fazem educação no país. Nesse período, saímos de um Ideb 2,4, para 3,4. E temos muito orgulho em observar que desde que o governador Flávio Dino assumiu, tivemos um crescimento percentual de 0,6”, destacou o titular da pasta da Educação no Maranhão. 

O secretário destaca, ainda, que na região Nordeste, a posição do Maranhão é ainda melhor, pois o estado encontra-se em 3º lugar, ficando atrás apenas de Pernambuco e Ceará, que possuem notas 4,0 e 3,8, respectivamente. 

“São estados que há anos começaram a fazer o dever de casa na educação, com iniciativas que todo o país já conhece como a oferta da Educação em Tempo Integral, entre outras ações de fortalecimento do ensino que há cinco anos foram incorporadas à educação maranhense. Usamos os exemplos das boas práticas executadas nesses estados e desde 2015 estamos adequando à realidade maranhense, para que possamos garantir que nossos estudantes saiam de nossas escolas com aprendizado verdadeiro”, reforçou Felipe Camarão.