Neto Evangelista cobra explicações sobre corte de benefícios do Bolsa Família no MA

Na avaliação do parlamentar, a divisão é injustificável, uma vez que o Maranhão possui a maior fila de espera de famílias aguardando o benefício

O deputado estadual Neto Evangelista (DEM) cobrou, segunda-feira (9), da tribuna da Assembleia Legislativa, explicações sobre os critérios adotados pelo governo federal para o corte de benefícios do Bolsa Família nos estados da região Nordeste, em especial no Maranhão.

De acordo com dados da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social, relativos a 2019, 150 mil famílias saíram do programa e, este ano, dos 100 mil novos benefícios concedidos, o Nordeste ficou com o percentual de 3%, ou seja, apenas 3 mil famílias aderiram. Dos 97% restantes, o Sudeste ficou com 45 mil novas concessões, o Sul com 29 mil, o Centro-Oeste com 15 mil e o Norte com 6.500.

Na avaliação do parlamentar, a divisão é injustificável, uma vez que o Maranhão possui a maior fila de espera de famílias aguardando o benefício e não consta no programa do CAD Único e, muito menos, nos registros do Bolsa Família em nível estadual o descumprimento de condicionalidades em que o governo federal se baseia para distribuir as novas concessões.

Neto Evangelista, que foi secretário de Estado de Desenvolvimento Social de 2015 a 2018, e reconhecido pelo Ministério da Cidadania por ter alcançado a marca recorde de 92% de atualização cadastral dos beneficiários nos programas sociais no estado, sabe que o número de pessoas em situação de vulnerabilidade social no Maranhão ainda é alto e elas dependem muito dos programas sociais.

Apesar do governo federal ter a discricionariedade de decidir a aplicação dos programas sociais, resta claro o viés político envolvendo o Bolsa Família, pois é inexplicável um corte dessa magnitude para uma região que compreende a metade dos beneficiários do programa no país. Vale destacar que o recurso não passa pelas mãos do gestor, indo direto para as de quem precisa, ou seja, do povo, das famílias maranhenses mais carentes.

Por fim, o deputado reiterou sua indignação e posicionamento contrário ao governo federal e em favor das pessoas em situação de vulnerabilidade social no Maranhão.

Cidadania 23 realiza encontro com pré-candidatos e debate Eleição 2020

O evento teve como objetivo oferecer aos candidatos orientações técnicas sobre o processo eleitoral

O Cidadania 23 no Maranhão realizou, no último sábado (07), na Câmara Municipal de São Luís, um encontro para discutir o processo eleitoral de 2020. O partido tem se organizado para participar da Eleição deste ano em dezenas de municípios maranhenses.

O evento teve como objetivo oferecer aos candidatos orientações técnicas sobre o processo eleitoral, como por exemplo, questões jurídicas e contábeis.

Durante o encontro, a senadora Eliziane Gama reforçou a tese de que o partido deve assumir protagonismo maior no Maranhão e informou que nos próximos meses o presidente nacional, Roberto Freire fará uma visita ao Estado.

“Foi um grande encontro com pré-candidatos. Nós reafirmamos nosso compromisso em defesa da vida, da família, da criança, das mulheres, dos idosos, da pessoa com deficiência, enfim uma defesa de todos os maranhenses, pois esse é o objetivo principal do Cidadania. Estamos firmes e seguimos para eleger os melhores para continuar defendendo o nosso povo e a nossa gente. Esse é o sentimento do Cidadania”, afirmou Eliziane GamaSegundo o presidente estadual da legenda, Eliel Gama o encontro teve como propósito “criar sinergia na nossa militância. O evento era para pré-candidatos a vereador, mas também teve como mote reafirmar nossa agenda, nossas ideias e entregar para os pré-candidatos algo concreto que eles possam levar para seus eleitores”.

O encontro do Cidadania 23 contou com a presença do dirigente nacional do partido, Cláudio Vitorino. Ele veio ao Maranhão para mapear as cidades onde a legenda terá candidatura própria e projetos orgânicos de candidatura.

CPI da Educação ouve Procon e Conselho de Educação sobre práticas abusivas adotadas por escolas particulares

O presidente da CPI avaliou a reunião como muito produtiva e destacou que há avanços nos esclarecimentos das denúncias que motivaram a CPI.

A CPI da Educação realizou a segunda reunião de trabalho, na tarde desta terça-feira (10), na Sala das Comissões, sob a presidência do deputado Roberto Costa (MDB) e com a presença dos deputados Fernando Pessoa (Solidariedade), Rafael Leitoa (PDT), Wendel Lajes (PMN) e Zito Rolim (PDT). Os parlamentares ouviram a presidente do Procon do Maranhão, Adaltina Venâncio de Queiroga e, em seguida, a presidente do Conselho Estadual de Educação do Maranhão, Soraia Raquel Alves da Silva. O defensor público Luís Otávio Rodrigues de Moraes Rêgo, do Núcleo de Defesa do Consumidor, acompanhou a reunião.

Ao ser inquirida pelos parlamentares, Adaltina Queiroga disse que o Procon vem recebendo denúncias de práticas abusivas de escolas particulares e, ao longo do ano passado, intensificaram-se as reclamações referentes ao sistema bilíngue, o que levou o órgão, em parceria com o Ministério Público Estadual, a ajuizar uma ação civil pública contra 33 colégios que tiveram suas práticas individualizadas.

“Não avançamos mais em nossa ação porque nos sentimos travados, sob o argumento de que a questão de sistema bilingue é uma situação que remete ao aspecto pedagógico e que, para tanto, não temos competência para atuar. Constatamos que têm escolas que comercializam o material escolar com o mesmo CNPJ da instituição do sistema de ensino. Além disso, são muitas as denúncias que recebemos envolvendo práticas abusivas de escolas da rede privada de ensino”, afirmou.

Adaltina Queiroga comprometeu-se a disponibilizar para a CPI o material investigativo coletado pelo órgão. “Nossa expectativa é que essa CPI nos propicie instrumentos que nos permitam a continuidade do nosso trabalho de fiscalização e punição de práticas irregulares cometidas por escola da rede privada”, complementou.

O presidente da CPI avaliou a reunião como muito produtiva e destacou que há avanços nos esclarecimentos das denúncias que motivaram a CPI. “Vamos analisar o material já colhido e definir as convocações a serem feitas para a próxima reunião. As contribuições do Procon e do Conselho Estadual de Educação foram relevantes”, afirmou Roberto Costa.

Rafael Leitoa afirmou que a reunião foi muito proveitosa, pois agregou conhecimento à CPI. “Vamos partir agora para as oitivas com os pais de alunos e donos de escolas e nos debruçar no material coletado até aqui”, acrescentou.

Zé Inácio oficializa pré-candidatura a prefeito de São Luís pelo PT

Zé Inácio oficializou a sua pré-candidatura a Prefeito de São Luís pelo Partido dos Trabalhadores.

Na noite desta quinta-feira (05), o deputado estadual Zé Inácio participou da plenária ampliada dos filiados e pré-candidatos do PT de São Luís. Durante a plenária, Zé Inácio oficializou a sua pré-candidatura a Prefeito de São Luís pelo Partido dos Trabalhadores.

A maioria das forças internas do PT defende candidatura própria para a Prefeitura de São Luís, sobretudo, por entender que a eleição na capital ainda está indefinida, já que as pesquisas indicam que nenhum pré-candidato oficializado na disputa está confirmado no segundo turno do pleito.

Em seu discurso, Zé Inácio destacou a importância da unidade partidária e de o PT ser protagonista nas eleições, pois acredita que uma candidatura majoritária fortalece a chapa proporcional de vereadores na capital.

Zé Inácio ressaltou ainda que o partido tem chances reais de ir para o segundo turno, já que as pesquisas apontam que mais de 60% dos eleitores de São Luís veem influência do ex-presidente Lula na disputa pela Prefeitura da capital.

Assim como a direção nacional do partido, Zé Inácio acredita que o PT deve ter candidatura própria e disputar a prefeitura das capitais e grandes cidades do país, com o objetivo também de ampliar espaço de gestão e a bancada de vereadores petistas, já pensando nas eleições de 2022.

Região de Itapecuru receberá quinta edição do ‘Assembleia em Ação’ dia 20

A expectativa do evento, que reunirá representantes de 23 municípios das regiões do Baixo Itapecuru, Munim e Eixos Rodoferroviário, é congregar grande número de participantes

A 5ª edição do programa ‘Assembleia em Ação’, iniciativa realizada com o objetivo de promover a troca de experiência e conhecimento entre o Parlamento Estadual e as Câmaras Municipais, vai acontecer em Itapecuru, no próximo dia 20, no Auditório Gomes de Souza (IFMA). A expectativa do evento, que reunirá representantes de 23 municípios das regiões do Baixo Itapecuru, Munim e Eixos Rodoferroviário, é congregar grande número de participantes, entre deputados, prefeitos, vereadores, lideranças políticas e sociedade civil.

Os trabalhos serão conduzidos pelo chefe do Legislativo, deputado Othelino Neto (PCdoB). O parlamentar reforçou o convite a todos os municípios envolvidos, para estarem presentes no evento que tem se consolidado como um importante espaço de diálogo sobre os mais diversos assuntos de interesse do Estado.

“A Assembleia desenvolve esse trabalho itinerante para ir até as regiões conversar e ouvir suas principais demandas, porque de lá sairão iniciativas que mudarão para melhor a vida dos municípios e das pessoas. Além disso, é uma oportunidade da população conhecer o trabalho desenvolvido no Parlamento”, afirmou.

A programação, que terá início às 9h, contará com palestras sobre Processo Legislativo, ministrada pelo diretor geral da Mesa, Braúlio Martins, e pelo consultor legislativo de Orçamento Público, Flávio Olímpio, e sobre Eleições Municipais 2020, ministrada pelo diretor de Administração da Assembleia, Antino Noleto. Em seguida, os participantes poderão fazer perguntas e expor demandas de seus municípios.

Além de Itapecuru, são esperadas presenças de representes dos municípios de Anapurus, Anajatuba, Arari, Bacabeira, Belágua, Brejo, Buriti, Cantanhede, Chapadinha, Miranda do Norte, Mata Roma, Matões do Norte, Nina Rodrigues, Pirapemas, Presidente Vargas, Rosário, Santa Rita, São Benedito do Rio Preto, São Mateus, Urbanos Santos, Vargem Grande e Vitória do Mearim.

Chuvas causam prejuízos em várias cidades do Maranhão

Em Imperatriz, o temporal também causou transtornos

As fortes chuvas, que caíram em grande parte do Maranhão, causaram estragos em várias cidades. Segundo o Núcleo de Meteorologia da Universidade Estadual do Maranhão (UEMA), até as 9h desta segunda (9), já caíram cerca de 302 mm de chuva só no mês de março.

Somente em São Luís, até as 12h desta segunda (9), choveu 235.6 mm, sendo que a média para o mês de março é de 422 mm. Em todos os municípios da região metropolitana, foram registrados transtornos como alagamentos em ruas e avenidas.

Em Imperatriz, o temporal também causou transtornos. Em ruas do centro da cidade, carros foram arrastados pela força da água.

Em nota, o Corpo de Bombeiros informou que o aumento das chuvas no estado tem elevado o nível de diversos rios, porém, até o momento, nenhum município decretou Situação de Emergência. Quanto ao número de famílias desabrigadas, os bombeiros informam que, na cidade de Trizidela do Vale, foram registradas duas famílias desabrigadas. E, em Pedreiras, dez. Já em Imperatriz, as fortes chuvas dos dias 4 e 5 de março deixaram 15 famílias desalojadas e cinco desabrigadas. Em Dom Pedro, após chuva intensa, uma família ficou desabrigada e em Grajaú foram contabilizadas duas famílias.

Prédio de quatro andares desaba em São Luís após fortes chuvas

O edifício, que fica na Península da Ponta d’Areia, era uma obra abandonada e ficava na Rua das Carmélias

Um prédio de quatro andares desabou após as fortes chuvas, que caíram em São Luís, na noite de segunda-feira (9).

Após varreduras durante a noite, o Corpo de Bombeiros informou que desabamento não vitimou nenhuma pessoa.

O edifício, que fica na Península da Ponta d’Areia, era uma obra abandonada e ficava na Rua das Carmélias ao lado de vários condomínios de luxo.