Homem é preso após invadir TV Globo e fazer repórter refém

Com uma faca, ele rendeu a repórter Marina Araújo e exigiu falar com a apresentadora Renata Vasconcelos. PM fez a negociação e, após a chegada de Renata, homem se entregou

Na tarde desta quarta-feira (10), um homem invadiu a sede da TV Globo, no Jardim Botânico, portando uma faca. Ele fez a repórter Marina Araújo refém.

A segurança da Globo rapidamente agiu, isolou o local e chamou a PM. O comandante do 23° batalhão da corporação, coronel Heitor Henrique Pereira, compareceu rapidamente à emissora e conduziu a negociação.

O homem, que ameaçava a jornalista, liberou a repórter após alguns minutos. Marina e todos os funcionários que estavam no local não se feriram e passam bem.

A Globo repudia com veemência todo tipo de violência. Foi obra de alguém com distúrbios mentais, sem nenhuma conotação política. Um homem que exigia ver a jornalista Renata Vasconcellos.

Seguindo instruções do comandante Heitor, Renata compareceu ao local onde estava Marina e o invasor. Tão logo ele a viu, largou a faca e libertou Marina. Foi preso imediatamente.

A TV Globo agradece à PM, ao coronel Heitor e a todos os policiais, cuja condução foi exemplar.

Marina se comportou com coragem, serenidade e firmeza, sendo fundamental para o desfecho da situação.

Renata foi corajosa, desprendida, solidária e absolutamente imprescindível para que tudo acabasse bem. As duas profissionais estão bem. E foram recebidas pelos colegas com carinho e emoção.

Vereadores de São Luís reforçam ações de enfrentamento à Covid-19 com apreciação de novos projetos

No pacote de novos projetos que passou a tramitar na Casa destaque para a oferta de alimentação para população vulnerável à covid-19

Desde o início da pandemia do novo coronavírus no país, a Câmara Municipal de São Luís, presidida pelo vereador Osmar Filho (PDT), tem trabalhado em conjunto dentro do próprio Legislativo, e de forma coletiva com demais poderes e setores da sociedade civil, para desenvolver ações econômicas contra a crise e elaborar medidas assistenciais e de saúde.

Neste período, os parlamentares construíram vários PLs (Projetos de Lei) com diversas propostas de combate à Covid-19, e aprovaram importantes ações com o objetivo de somar esforços na prevenção e combate à doença visando contribuir para a redução de seus impactos no município.

Na manhã desta quarta-feira (10), em mais uma sessão extraordinária, que é a 8ª realizada de maneira remota, os parlamentares ludovicenses apresentaram novas proposições, impondo e sugerindo medidas para o enfrentamento da pandemia e suas consequências.

No pacote de novos projetos que passou a tramitar na Casa destaque para a oferta de alimentação para população vulnerável à covid-19 e reconhecimento do coronavírus como doença ocupacional. Além disso, a preocupação com o psicológico dos profissionais de saúde durante a pandemia também virou tema de proposição que estava em pauta durante sessão virtual no legislativo ludovicense.

Para virar leis na capital maranhense, entretanto, as normas devem ir à deliberação das comissões temáticas e, sem seguida, serem votados pelos vereadores em plenário de forma presencial (ou por votação remota) para seguir a avaliação do chefe do executivo.

Dos seis projetos que constavam na ordem do dia, dois estavam em primeira discussão e 1ª votação e quatro passaram a tramitar nas Comissões de Justiça, Saúde, Assistência Social e Orçamento. Os autores das propostas foram os vereadores Ricardo Diniz (DEM), Fátima Araújo (PCdoB), Chico Carvalho (PSL) e Concita Pinto (PCdoB).

Flávio Dino agradece envio de 30 respiradores pelo Ministério da Saúde

Os 30 novos aparelhos do Ministério da Saúde, se somam aos 255 já adquiridos pelo governador Flávio Dino e reforçam o combate ao coronavírus.

O governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), utilizou suas redes para agradecer ao Ministério da Saúde pelo envio de 30 respiradores para o Estado.

“Registro e agradeço o envio, pelo Ministério da Saúde, de mais 30 respiradores ao @GovernoMA, nos termos de diálogo que mantive na semana passada com o ministro Eduardo Pazzuelo”, escreveu Flávio.

Deste o início da pandemia, o Governo do Maranhão conseguiu trazer 255 unidades de um equipamento que vem sendo disputado intensamente em todo o planeta. São os respiradores, essenciais para equipar UTIs e salvar vidas de pacientes com coronavírus.

Os 30 novos aparelhos do Ministério da Saúde, se somam aos 255 já adquiridos pelo governador Flávio Dino e reforçam o combate ao coronavírus.

Vídeo: Alcione agradece solidariedade de Othelino e da Assembleia Legislativa

Alcione sofreu declarações racistas e preconceituosas feitas pelo presidente da Fundação Palmares, Sérgio Camargo, contra a artista.

A cantora maranhense Alcione Nazaré agradeceu o deputado estadual Othelino Neto e a Assembleia Legislativa do Maranhão pelo envio de mensagem de solidariedade, após declarações racistas e preconceituosas feitas pelo presidente da Fundação Palmares, Sérgio Camargo, contra a artista.

“Quero mandar um grande abraço, mandar este forte abraço pro nosso Othelino Neto, o nosso presidente da Assembleia Legislativa, e a todos os deputados que fizeram uma grande homenagem pra mim. Muito obrigada por este carinho e por este prestígio que vocês me dão”, afirmou Alcione em vídeo.

Na mensagem, os deputados repudiam com veemência as declarações feitas por Sérgio Camargo e reafirmam a profunda admiração que têm pela artista. Os parlamentares também exaltam a sua coragem em, no exercício da sua atividade artística, denunciar com bravura e altivez toda forma de violência e de preconceito contra o povo negro do Brasil.

“Este senhor, que hoje preside a Fundação Palmares, em breve vai passar, e figuras como a Alcione, que é um orgulho do Maranhão e do Brasil, continuarão enchendo de alegria o povo brasileiro”, declarou Othelino Neto.

A declaração de Sérgio Camargo foi uma resposta ao desabafo de Alcione, que comentou um áudio de uma reunião, no dia 30 de abril, em que o presidente da Fundação Palmares chamou o movimento negro de “escória maldita” e disse que, enquanto ele estiver no cargo, “macumbeiro não vai ter nem um centavo”. Camargo dirigiu-se a Alcione como “barraqueira, que incita o crime e à violência contra um negro que tem opiniões próprias”, além de tecer críticas ao trabalho da artista.