“Arraiá do Povo em Casa” será realizado pela Assembleia Legislativa do Maranhão

Da próxima quarta-feira (24), Dia de São João, até o dia 26 de junho, a partir das 20h, a TV Assembleia transmitirá o “Arraiá do Povo em Casa”, exibindo apresentações de grupos folclóricos que marcaram presença no “Arraiá do Povo 2019”.

A Assembleia Legislativa do Maranhão entrará no ritmo da festa mais nordestina do Brasil. Da próxima quarta-feira (24), Dia de São João, até o dia 26 de junho, a partir das 20h, a TV Assembleia transmitirá o “Arraiá do Povo em Casa”, exibindo apresentações de grupos folclóricos que marcaram presença no “Arraiá do Povo 2019”, realizado na área do estacionamento da Alema, bem como videos atuais dos cantadores apresentando toadas que haviam sido compostas especialmente para a temporada junina deste ano. 

O propósito é manter a tradição da festa, apesar das circunstâncias decorrentes da pandemia da Covid-19. Quem acompanhar a programação, a ser transmitida também pelas redes sociais e pelo site da Assembleia, poderá contribuir com doações destinadas às manifestações folclóricas de sua preferência. Os números das contas bancárias serão informados durante a exibição.  

“O Arraiá do Povo, realizado no estacionamento da Assembleia Legislativa, se consolidou no calendário junino ao ser consagrado pelo público, que aprovou a iniciativa do Parlamento Estadual, sob a coordenação do Gedema, em cortejar essa que é a nossa mais vibrante expressão da cultura popular. Este ano, nossa proposta é levar a mesma energia dos nossos folguedos às pessoas em casa, para que a chama do nosso São João se mantenha acesa, apesar das circunstâncias. Convidamos todos a acompanharem nossa transmissão e também se engajarem pelas redes sociais, a partir da próxima quarta-feira”, conclama o diretor de Comunicação da Assembleia, jornalista Edwin Jinkings.

Da próxima quarta-feira (24), Dia de São João, até o dia 26 de junho, a partir das 20h, a TV Assembleia transmitirá o “Arraiá do Povo em Casa”, exibindo apresentações de grupos folclóricos que marcaram presença no “Arraiá do Povo 2019”

Um cenário será montado no prédio do Complexo de Comunicação para remeter a um arraial junino e de lá os apresentadores farão as chamadas das reprises das apresentações de 2019 e também de vídeos atuais gravados pelos representantes das brincadeiras, entre brincantes e cantadores de bumba meu boi. 

Foram selecionados os melhores momentos da edição do “Arraiá do Povo 2019”, para contagiar o público com a beleza e encanto da maior manifestação popular do Maranhão. Na primeira noite, serão exibidas na TV ((canal aberto digital 51.2 e 17 da TVN) as apresentações dos grupos de bumba meu boi Barrica, Axixá, Maracanã e de Itapera, além do Cacuriá de Dona Teté. Na segunda noite, serão apresentados o Boi de Santa Fé, Nina Rodrigues, Quadrilharte de Alcântara e Boi de Sonhos. Encerrando a programação, será a vez do Boi Pirilampo, Boi Mocidade de Pinheiro, Boi de Morros e Boi da Maioba. 

Os apresentadores do “Arraiá do Povo em Casa” também ficarão responsáveis pela interação com os internautas, a partir das redes sociais, com a #ArraiádoPovoemCasa, e de um contato de whatsapp, que será disponibilizado para o envio de vídeos e mensagens de texto. 

Prefeito Edivaldo recebe carinho da população durante vistoria a obras de urbanização

O prefeito Edivaldo Holanda Junior esteve no bairro Geniparana neste sábado (20), vistoriando as obras de asfaltamento que foram iniciadas na comunidade. Em mais de 30 anos de existência esta é a primeira vez que a área recebe obras de urbanização. Além de cerca de 6 km de asfalto, serão executados serviços de drenagem profunda no bairro.

Uma das características marcantes da gestão Edivaldo é a presença constante nos bairros. Executando o maior volume de obras que a cidade já recebeu, por onde ele tem passado tem sido recebido com carinho pela população (como mostra a imagem acima), que tem aprovado o seu trabalho, fato raro para prefeito em fim de mandato.
Em muitas regiões da cidade Edivaldo está levando asfalto pela primeira. É o caso do Alto da Esperança, na área Itaqui-Bacanga; Residenciais Alexandra Tavares, Maria Aragão e Tiradentes e a Avenida Brasil, ambos na região da Cidade Olímpica, que também estão em obras.

Campanha incentiva mulheres a denunciar violência durante isolamento social

No Maranhão, a iniciativa é articulada pela Secretaria de Estado da Mulher (Semu), por meio da Casa da Mulher Brasileira e tem apoio da Polícia Militar do Maranhão (PMMA). 

Com a pandemia do novo coronavírus e a determinação de se manter o isolamento social, têm se intensificado os conflitos e a violência de gênero tendo a mulher como principal vítima. Para auxiliar quem sofre ou conhece alguma vítima, foi lançada a campanha Isoladas Sim, Sozinhas Jamais!. No Maranhão, a iniciativa é articulada pela Secretaria de Estado da Mulher (Semu), por meio da Casa da Mulher Brasileira e tem apoio da Polícia Militar do Maranhão (PMMA). 

Com a pandemia, a melhor forma de proteção é o isolamento social, porém, mas para muitas mulheres pode significar maior tempo com agressores, destaca a secretária adjunta da Semu, Nayra Monteiro. “Por isso, durante todo esse período estamos intensificando ações para garantir a segurança de todas as maranhenses. Os nossos atendimentos estão ocorrendo normalmente na rede de referência estadual, diariamente para atender quando essa mulher necessitar. A campanha é mais um canal importante nessa luta”, pontuou. A Semu disponibiliza banners e informativos na rede social, orientando a mulher a denunciar e indicando entidades de apoio.

A violência é de várias ordens – física, moral e psicológica – sofrida pela mulher no próprio lar e praticada, em grande maioria, pelo companheiro. Na Casa da Mulher Brasileira é disponibilizado à mulher vítima uma série de serviços de prevenção, acolhimento, segurança, saúde, empreendedorismo e resposta à violência de gênero. O trabalho foi reforçado neste momento de pandemia, em que, por determinação dos órgãos de referência, há a necessidade de isolamento no lar.

“Formamos uma corrente de união para trabalharmos contra a violência de gênero, informando, levando o conhecimento sobre o tema e cuidando dessa mulher a partir de uma rede de instituições do Governo do Estado. A campanha Isoladas Sim, Sozinhas, Jamais! se soma a esses esforços e funciona como um canal para a mulher poder denunciar e ter mais uma forma de se prevenir da violência”, pontua a diretora da Casa, Susan Lucena.

O confinamento pode fazer crescer a violência e até a gravidade dos casos e “a campanha presta um suporte para denúncia, orienta e ajuda a identificar situações de violência, e mostrar que as mulheres vítimas não estão sozinhas”, enfatiza a diretora da Casa da Mulher Brasileira, Susan Lucena.