Boi da Maioba apresenta toada inédita no encerramento do ‘Arraiá do Povo em Casa’ nesta sexta

O ‘Arraiá do Povo em Casa’ encerra nesta sexta-feira (26), promovendo mais uma noite inesquecível de muita animação. O batalhão pesado do Boi da Maioba, ultima atração da programação, apresentará novas toadas gravadas especialmente para a TV Assembleia (canal 51.2 e TVN 17), uma delas inédita, que seria apresentada na temporada junina deste ano. 

Os telespectadores e internautas que acompanharem as redes sociais da Alema poderão assistir à transmissão simultânea de toda a programação pelo canal do Youtube da TV Assembleia Maranhão e do Parlamento Estadual, assim como no Instagram, Twitter e Facebook.

No último dia de festança junina virtual, a transmissão terá início às 20h, com a exibição da reprise do Boi Pirilampo. Em seguida, apresentam-se os bumba bois Mocidade de Pinheiro, Morros e, encerrando com chave de ouro o ‘Arraiá do Povo em Casa’, será a vez do Boi da Maioba invadir as residências dos telespectadores, por meio da telinha da TV Assembleia e das plataformas digitas.

Nesta sexta-feira (26), a programação promete repetir o mesmo sucesso dos dois dias de animação junina. O ‘Arraiá do Povo em Casa’ rompeu barreiras territoriais, alcançando pessoas de diversos lugares do Maranhão e, também, de outros estados e países, que se juntaram à festança virtual e entraram no clima das brincadeiras folclóricas.

Além de interagir, quem acompanhar a programação poderá contribuir com doações destinadas às manifestações folclóricas de sua preferência. Os números das contas bancárias serão informados durante a exibição do ‘Arraiá do Povo em Casa’.

Governo publica decreto com regras para licenciamento e extinção de concessões de rádio e TV

O decreto altera prazos para solicitação do licenciamento de estações de radiodifusão e para o início das operações pelas empresas que prestam os serviços

O governo publicou uma edição extra do Diário Oficial da União (DOU) na noite desta quinta-feira, 25, com um novo decreto que altera regulamento dos serviços de radiodifusão no País. O decreto altera prazos para solicitação do licenciamento de estações de radiodifusão e para o início das operações pelas empresas que prestam os serviços. Há mudanças, também, em relação às punições que podem ser imputadas a essas empresas, caso as regras do decreto não sejam atendidas. A informação é do jornal Estado de S.Paulo.

Segundo a reportagem, pelo decreto 10.405, assinado pelo presidente Jair Bolsonaro e pelo ministro das Comunicações, Fábio Faria, fica estabelecido, por exemplo, que a empresa de retransmissão de sinal de TV poderá ser multada quando “operar com características diversas daquelas constantes de sua licença de funcionamento”.

Ao publicar o decreto, o governo emitiu uma nota para informar que “os novos prazos permitirão a prestação continuada dos serviços de radiodifusão e seus auxiliares nos moldes estabelecidos” e que isso “permitirá que haja um tempo maior para que os sistemas informatizados sejam adaptados”.

A reportagem também informa que, se os prazos não forem cumpridos, o decreto estabelece que “será instaurado processo com vistas à extinção da outorga, devido à perda de condição indispensável para execução dos serviços de radiodifusão”.

Segundo o governo, “as propostas irão promover consistência jurídica e esclarecerão procedimentos internos necessários para a assinatura de contratos com a União e para a apuração do descumprimento de obrigações por parte dos outorgados.”

Sancionada lei que obriga laboratórios privados a notificarem o Lacen e SES sobre casos positivos da Covid-19

De acordo com o parlamentar, o objetivo é permitir que as autoridades de saúde monitorem melhor as doenças contagiosas e programem ações que evitem o avanço da propagação do novo coronavírus.

O governador Flávio Dino (PCdoB) sancionou, no último dia 18, a Lei 11.282/2020, derivada do Projeto de Lei 158/2020, de autoria do deputado Zé Inácio Lula (PT), que determina a obrigatoriedade dos laboratórios da rede privada do Maranhão comunicarem ao Laboratório Central de Referência em Saúde Pública (Lacen) e a Secretaria de Estado da Saúde (SES) os casos de suspeição ou confirmação de Covid-19 e outras doenças infecciosas.

De acordo com o parlamentar, o objetivo é permitir que as autoridades de saúde monitorem melhor as doenças contagiosas e programem ações que evitem o avanço da propagação do novo coronavírus, preservando vidas, a partir de informações técnico-científicas seguras. 

De acordo com a lei, será obrigatório o compartilhamento entre órgãos e entidades da administração pública federal, estadual e municipal de dados essenciais à identificação de pessoas infectadas.

“É uma forma de o governo planejar melhor suas ações de enfrentamento à Covid-19, tendo uma noção mais próxima da realidade de como a doença está se espalhando, de acordo com as informações obtidas. Consequententemente, as medidas tomadas serão mais acertadas e muitas vidas poderão serão salvas”, frisou Zé Inácio.

Ao apresentar o projeto,  o parlamentar destacou que sua proposição visa concentrar as informações sobre doenças infecciosas , levando-se em conta que, no momento, o maior problema de saúde enfrentado pelo mundo inteiro é o novo coronavírus.

 “Com esta propositura, pretende-se dimensionar, de forma apropriada, a real extensão das doenças infecciosas no Maranhão, com integração obrigatória entre os laboratórios de análises clínicas e todas as instituições e empresas que realizam exames para identificação de doenças contagiosas e o Lacen”, enfatizou o deputado.

‘Arraiá do Povo em Casa’ rememora todo o encanto do São João em mais uma noite de transmissão na TV Assembleia

A programação contou com apresentações de toadas inéditas enviadas pelos cantadores de bumba-boi e que embalaram telespectadores e internautas, dando mais uma vez o tom contagiante do ‘Arraiá do Povo em Casa’.

Todo o brilho e beleza dos bois Unidos de Santa Fé, Nina Rodrigues, Sonhos e da Quadrilharte de Alcântara invadiu a telinha dos telespectadores e encheu de alegria os internautas que acompanharam, na noite de quinta-feira (25), mais uma contagiante transmissão do ‘Arraiá do Povo em Casa’, exibido pela TV Assembleia (canal 51.2 e 17 da TVN) e nas redes sociais do Parlamento Estadual.

A programação contou com apresentações de toadas inéditas enviadas pelos cantadores de bumba-boi e que embalaram telespectadores e internautas, dando mais uma vez o tom contagiante do ‘Arraiá do Povo em Casa’. A festança virtual encerra nesta sexta-feira (26), com a alegria da orquestra dos bois Pirilampo, Mocidade de Pinheiro e Morros e a batucada das matracas e pandeirões do Boi da Maioba, que gravou novas toadas especialmente para a TV Assembleia, uma delas inédita, que seria apresentada no São João deste ano.

A transmissão das reprises das atrações folclóricas que marcaram a edição 2019 do ‘Arraiá do Povo’, realizado pela Assembleia, foi acompanhada por milhares de pessoas que, em suas casas, entraram no ritmo empolgante dos mais belos espetáculos do terreiro junino e mataram a saudade de dançar e cantar com os folguedos tradicionais do Maranhão.

Os melhores momentos das brincadeiras juninas, exibidas na segunda noite do arraial virtual, foram transmitidos pela TV Assembleia com chamadas ao vivo da programação pelos apresentadores Ely Coelho e Ronald Segundo.

Tradições

Para o presidente da Assembleia, deputado Othelino Neto (PCdoB), o arraial virtual permite que as tradições culturais se mantenham vivas neste momento em que o distanciamento social ainda é necessário para evitar o contágio do novo coronavírus. “Apesar da situação que vivemos, as famílias, na segurança e comodidade de suas casas, podem reviver os melhores momentos do nosso São João, preparados com muito carinho pela Assembleia”, disse.

Entusiasta das manifestações tradicionais juninas, o diretor de Comunicação da Alema, jornalista Edwin Jinkings, afirmou que a interação positiva nas redes sociais demonstrou que a realização do arraial virtual foi uma decisão acertada, pois possibilitou que as pessoas revivessem o melhor do São João do Maranhão, mesmo em casa. “Além das reprises com os melhores momentos, é uma oportunidade de mostrar também os trabalhos que haviam sido preparados pelos grupos folclóricos e cantadores, especialmente para as festas de 2020, que não puderam ser realizadas”, ressaltou.

Veja as regras que bares e restaurantes devem seguir para reabrir neste sábado (27)

Além dessas regras específicas, os bares e restaurantes precisam seguir as normas gerais que valem para todos e que incluem o uso de máscara, a higiene das mãos e o distanciamento.

Como parte do processo de retomada gradual das atividades no Maranhão, os bares e restaurantes poderão reabrir a partir deste sábado (27) no Estado. Mas, assim como nos demais segmentos, precisam seguir uma série de medidas sanitárias.

Além dessas regras específicas, os bares e restaurantes precisam seguir as normas gerais que valem para todos e que incluem o uso de máscara, a higiene das mãos e o distanciamento. Os prefeitos podem editar regras mais rígidas, inclusive proibir a abertura dos estabelecimentos, dependendo da análise da evolução da doença nas cidades. 

Restrições

Os bares, restaurantes e praças de alimentação dos shoppings e galerias ainda não podem reabrir, devendo funcionar com delivery ou drive-thru, como já vinha acontecendo. Também não pode funcionar o serviço self-service, em que os alimentos ficam expostos e os clientes se servem. A mesma proibição vale para rodízios. Também fica proibido o self-service de pães e similares. 

Não serão permitidas atrações culturais ou musicais, para evitar aglomerações. Festas não podem ser realizadas nesses estabelecimentos. Não podem se apresentar DJs, cantores, bandas e outras atrações desse tipo. Também não pode ser feito qualquer tipo de atração que promova aglomeração ou movimentação.

Lotação

Os estabelecimentos devem operar com metade da capacidade física, reduzindo bancos, mesas e cadeiras. Só pode haver quatro pessoas por mesa, e todas elas devem morar na mesma residência. Cada mesa precisa estar a pelo menos dois metros de outras mesas. Devem ser higienizadas a cada troca de clientes. As toalhas devem ser trocadas a cada uso.

Sem aglomeração

Não pode haver aglomerações nem dentro do estabelecimento e nem na entrada. Filas devem ser evitadas. Para isso, podem ser adotados senhas ou sistemas semelhantes. Se houver filas, é preciso distância de dois metros entre as pessoas. Na parte de circulação interna, deve ser sinalizada a distância de dois metros entre um cliente e outro. 

Regras de higiene

As máscaras são obrigatórias. Só podem ser retiradas no momento da refeição. O estabelecimento deverá fornecer um saco plástico higienizado para a máscara ser colocada durante a refeição. Os funcionários precisam lavar as mãos e os antebraços com frequência. Aqueles que lidam com o público ou com alimentos precisam usar luva, óculos, avental e máscara cirúrgica. 

Espátulas, pegadores, conchas e outros utensílios devem ser lavados a cada 30 minutos. Os trabalhadores deverão manter os cabelos presos e não utilizar bijuterias, joias, anéis, relógios e outros adereços.

Público

Pessoas do grupo de maior risco não podem, ainda, estar presentes nos bares e estabelecimentos. Entre eles, estão as pessoas com sintomas gripais; com 60 anos ou mais; e gestantes. O ambiente deve ser o mais arejado possível. Espaços exclusivos para crianças devem ser fechados. 

Não podem ser dados alimentos e bebidas para degustação. Devem ser retirados paliteiros, saleiros, açucareiros e temperos servidos dessa forma. Só sachês podem ser usados. Guardanapos de papel devem ser oferecidos ao cliente em dispensers protegidos ou embalados. Se forem usados guardanapos de tecidos, estes podem ser levados após o cliente ocupar a mesa. Os estabelecimentos devem oferecer um sistema de pedidos e entrega delivery, com embalagens duplas para as refeições prontas. 

Horário

Os bares e restaurantes deverão seguir os seguintes horários: almoço das 11h às 15h; lanches das 10h à 0h; e jantar das 18h à 0h. As padarias deverão seguir o horário de 6h às 20h.