Flávio Dino defende dinheiro ‘direto na conta’ dos pequenos empresários

O repasse imediato de recursos diretamente na conta de micro e pequenas empresas também foi defendido pelo ex- presidente Lula

Em diálogo com o ex-presidente Lula, nesta segunda-feira (29), o governador do Maranhão defendeu um auxílio emergencial para as micro e pequenas empresas, com dinheiro direto na conta, em vez de crédito.

“A situação das micro e pequenas empresas é dramática. Havia uma ideia de que bastaria abrir o comércio que tudo ia voltar ao normal. Muita gente está descobrindo que não. Uma nota da Associação Brasileira de Shopping Center de São Paulo mostra que a queda no consumo tem sido de 70% a 80%. Em vez de crédito, deveria ser criado um auxílio emergencial agora, já, para as micro e pequenas empresas”, assegurou Dino.

O repasse imediato de recursos diretamente na conta de micro e pequenas empresas também foi defendido pelo ex- presidente Lula com o objetivo de evitar total desorganização da economia.

“O dinheiro tem que estar lá no dia seguinte, para quando a pessoa precisa. O Governo Federal oferece uma coisa e não entrega. Seria muito melhor que o governo colocasse à disposição esse dinheiro para manter empregos e dar condições aos micro e pequenos empreendedores do Brasil. Seria muito mais barato para o país”, disse Lula.

De janeiro a junho de 2020, Maranhão arrecadou R$ 2,2 bilhões a menos que em 2019

A crise causada pela pandemia do novo coronavírus é apontada como a principal causa.

G1

Do primeiro dia do ano até o último dia de junho, dia 30, o Maranhão já arrecadou mais de R$ 10 bilhões em impostos. De acordo com o “Impostômetro” da Associação Comercial de São Paulo (ACSP), os maranhenses pagaram cerca de R$ 2,2 bilhões a menos do que durante o mesmo período de 2019. A crise causada pela pandemia do novo coronavírus é apontada como a principal causa.

Somente em junho de 2020, o estado arrecadou R$ 1,5 bilhão, enquanto no ano passado a arrecadação foi de R$ 1,9 bilhão. Em maio desse ano, a arrecadação do estado foi de R$ 1,5 bilhão, enquanto ano passado foi de R$ 1,8 bilhão.

Em março de 2020, quando os primeiros casos de Covid-19 começaram a ser divulgados no Maranhão, o estado arrecadou R$ 1,5 bilhão em impostos. Em março de 2019 esse número era um pouco maior, R$ 1,7 bilhão. Em abril de 2020, o Maranhão fechou com R$ 1,7 bilhão. No ano passado, o mês fechou com R$ 2,1 bilhões.

Carro do comboio presidencial se envolve em acidente na frente do Palácio do Planalto

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido), que estava em outro veículo e vinha mais atrás, desceu do carro para verificar a situação.

Um carro do comboio presidencial se envolveu em um acidente, na manhã desta quarta-feira (1º), em frente ao Palácio do Planalto, em Brasília. O veículo bateu contra o meio-fio, e o impacto acionou o airbag. Um segurança ficou ferido e foi levado ao Hospital das Forças Armadas.

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido), que estava em outro veículo e vinha mais atrás, desceu do carro para verificar a situação. Os ministros Ricardo Salles (Meio Ambiente) e o general Augusto Heleno (Gabinete de Segurança Institucional) também acompanharam o resgate.

Imagens feita no local mostram o automóvel com o vidro trincado. Segundo o general Luiz Fernando Baganha, secretário de Segurança e Coordenação Presidencial do GSI, o carro envolvido na batida é responsável pelo “avançado da comitiva” e, portanto, segue antes do comboio presidencial para verificar as condições das vias.

O general informou ainda que havia duas pessoas no veículo. O agente de segurança que se feriu estava no banco do passageiro e, segundo Baganha, sofreu “aparentemente um problema no braço”.