Jair Bolsonaro é diagnosticado com Covid-19

De acordo com Bolsonaro, ele tomou hidroxicloroquina, remédio que vem defendendo como tratamento para a Covid-19

O presidente Jair Bolsonaro informou nesta terça-feira (7) que seu exame para detectar se está com Covid-19, a doença causada pelo novo coronavírus, deu positivo.

O presidente afirmou que chegou a ter febre de 38 graus, mas que, à noite, a temperatura começou a ceder. Relatou também que sentiu mal-estar e cansaço. Ele disse que agora está se sentindo “perfeitamente bem”.

De acordo com Bolsonaro, ele tomou hidroxicloroquina, remédio que vem defendendo como tratamento para a Covid-19. Não há comprovação científica da eficácia da hidroxicloroquina para a doença.

“Estou bem, estou normal. Em comparação a ontem [segunda], estou muito bem. Estou até com vontade de fazer uma caminhada, mas não vou fazê-lo por recomendação médica, mas eu estou muito bem”, afirmou.

Bolsonaro já havia informado a apoiadores na segunda-feira (6) que estava com febre e dores no corpo e, por isso, decidiu fazer o exame. Ele também disse que fez uma radiografia e que o pulmão “estava limpo”.

O presidente tem 65 anos e faz parte da faixa etária considerada por especialistas como grupo de risco.

Ele informou que nos próximos dias vai despachar por videoconferência na residência oficial do Palácio da Alvorada e que talvez receba auxiliares para assinar documentos. Bolsonaro cancelou viagens que faria à Bahia e a Minas Gerais.

O presidente fez o anúncio do resultado do exame para a TV Brasil e mais duas emissoras. Nenhuma outra emissora foi convidada. Ao final do anúncio, ele se afastou alguns passos dos repórteres e tirou a máscara. Mostrou o rosto, disse estar “bem” e pediu cuidado aos mais idosos.

Grande São Luís e interior registram queda significativa no número de casos da Covid-19

Ao todo, o Maranhão já realizou 187.217 testes para o novo coronavírus.

O Maranhão chegou a 90.251 casos confirmados do novo coronavírus na noite de segunda-feira (6). De acordo com o boletim epidemiológico da Secretaria de Estado da Saúde (SES), já são 2.250 mortos pela doença no Maranhão.

Em 24 horas, foram confirmados apenas 548 casos novos, um número que mostra a queda significativa dos casos no Estado.

Dos novos casos, 134 foram notificados na Grande Ilha, 19 em Imperatriz e 395 nas demais regiões do estado.

Os dados também mostram que 69.615 pessoas já estão curadas em todo o estado.

Ao todo, o Maranhão já realizou 187.217 testes para o novo coronavírus.

Famem reafirma importância da aplicação dos recursos especiais no combate ao Covid-19

Os recursos devem ser aplicados na atenção primária e especializada, vigilância em saúde, assistência farmacêutica, aquisição de suprimentos, insumos e produtos hospitalares.

A Federação dos Municípios do Estado do Maranhão vem a publico esclarecer sobre a aplicação dos recursos assegurados pela Portaria 1666/2020, publicada no Diário Oficial da União em 1º de junho, destinados ao enfrentamento do coronavírus. O montante é de R$ 13,8 bilhões, transferidos em parcela única, provenientes de Medidas Provisórias.

O secretário executivo da Famem, Marcelo Freitas, lembra que tais recursos não são frutos de emenda parlamentar e assinala que os repasses financeiros em sua integralidade devem ser utilizados prioritária e exclusivamente em ações de saúde no município. Freitas alerta sobre a observância da Lei no 13.979/2020 e prestação de contas sobre a aplicação dos recursos por meio do Relatório Anual de Gestão (RAG), de acordo com o que está estabelecido pela portaria.

Marcelo Freitas chama atenção ainda para as alterações da portaria 1666/2020 estão acessíveis em anexos republicados no DOU nº 124-A, de 1º-7-2020, Seção 1, Edição Extra, pág. 1, com incorreção no original. Em Nota Técnica 24/2020, a Confederação Nacional de Municípios orienta sobre a aplicação dos recursos SUS para o enfrentamento da Covid-19 e transposição e transferência de recursos – LC 172/2020.

A distribuição dos recursos para a gestão municipal obedece critérios claros, considerando índices populacionais e os valores do Piso de Atenção Básica (PAB) de 2019. Os valores são dirigidos à produção de médica e alta complexidade, segundo registro que constam nos Sistemas de Informação Ambulatorial e Hospitalar do Sistema Único de Saúde, SUS.

Os recursos, portanto, devem ser aplicados na atenção primária e especializada, vigilância em saúde, assistência farmacêutica, aquisição de suprimentos, insumos e produtos hospitalares.

Podem ser destinados ainda para o custeio do procedimento de Tratamento de Infecção pelo coronavírus, previsto na Portaria, bem como a definição de protocolos assistenciais específicos para o enfrentamento à pandemia do coronavírus.

Bolsonaro diz ter enviado mais de um bilhão ao Maranhão para combater pandemia

O valor é categorizado como transferências voluntárias, aquelas que não há obrigação do repasse por parte do ente federativo.

O presidente da República, Jair Bolsonaro, postou banner, em suas redes sociais, sinalizando que, desde o início da pandemia, já liberou para o Maranhão o valor de R$ 1,07 bilhão.

O valor é categorizado como transferências voluntárias, aquelas que não há obrigação do repasse por parte do ente federativo.

De acordo com o Instagram do presidente, 3.317.248 milhões de EPIs, entre luvas e máscaras, e 308.572 testes rápidos e de PCR também foram encaminhados ao Estado.

Segundo a publicação, 238 UTIs foram habilitadas e 241 respiradores foram destinados ao Maranhão.

Ao mesmo tempo que os recursos foram encaminhados ao Maranhão pelo Governo Federal, Bolsonaro pecou na falta do diálogo com os governadores e na briga pela volta precoce das atividades do comércio. Um outro ponto foi a demissão de dois ministros da Saúde em plena crise do coronavírus.