Eleitores não precisarão de título para votar, determina STF

O Supremo Tribunal Federal (STF) determinou que os eleitores não serão impedidos de votar, caso não apresentem o título de eleitor. A medida tem o objetivo de evitar possíveis fraudes.

De acordo com os ministros do STF, exigir que o eleitor apresente o título durante o ato de votar seria desnecessário, pois o documento não possui foto.

Com a medida, será obrigatória apenas a apresentação de um documento oficial com foto no dia 15 de novembro, data oficial das eleições.

Flávio Dino critica “guerra das vacinas” entre Bolsonaro e Dória

Em suas redes sociais, o governador Flávio Dino (PCdoB) criticou a “guerra das vacinas” entre o presidente Jair Bolsonaro e o governador de São Paulo, João Dória.

Segundo Dino, Bolsonaro “está possuído por uma espécie de ódio a Dória”, o que justificaria o fato de ele se negar a comprar a vacina chinesa, produzida em parceria com o Instituto Butantan, do governo de São Paulo.

“Não queremos uma nova guerra na Federação. Mas com certeza os governadores irão ao Congresso Nacional e ao Poder Judiciário para garantir o acesso da população a todas as vacinas que forem eficazes e seguras. É urgente que haja responsabilidade, diálogo e coordenação nacional. Saúde é um bem maior que disputas ideológicas ou eleitorais”, declarou o governador.

Na última terça-feira (20), o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, anunciou um possível acordo com o estado de São Paulo para comprar 46 milhões de doses da Coronavac, a vacina da farmacêutica chinesa Sinovac que será produzida no Brasil pelo Instituto Butantan. A afirmação foi feita em reunião com Dória e mais 23 governadores, inclusive Flávio Dino. Contrariando a decisão, o presidente Bolsonaro afirmou nesta quarta-feira (21) que a vacina não será comprada.

Debate O Estado/Imirante: Blog analisa desempenho dos candidatos a prefeito de São Luís

O Jornal O Estado do Maranhão, em parceria com o portal Imirante, promoveu um debate entre os candidatos a prefeito de São Luís.

O blog fez uma análise sobre o desempenho de cada candidato, seguindo a mesma ordem de apresentação no debate.

1°- Yglésio Moyses (PROS):
Propositivo, optou por defender seus projetos,
demonstrou segurança e aproveitou bem o debate, já que, em suas propagandas eleitorais, conta com alguns poucos segundos para se apresentar. Sem partir para ataques pessoais, o deputado rebateu alguns adversários indiretamente, apenas fazendo referência a épocas em que estavam em cargos administrativos.

2° – Neto Evangelista (DEM):
Entrou no embate com candidatos, mas, ao ser confrontado, soube se sair bem. Neto destacou sua experiência enquanto secretário de Estado do Desenvolvimento Social, falou sobre os programas sociais que desenvolveu e defendeu propostas para as pessoas com deficiência.

3° – Eduardo Braide (Podemos):
Diferentemente dos outros debates, na tentativa de se defender do embate com os candidatos Duarte Jr, Neto e Bira, Braide se perdeu, em certos momentos, nas alegações. Questionado sobre denúncias envolvendo seu nome, o deputado, que lidera as pesquisas, saiu do debate devendo explicações.

4° Bira do Pindaré (PSB):
Se posicionou de forma mais combativa em comparação ao último debate que participou. Sempre destacando sua história de luta e superação, escolheu Eduardo Braide como adversário direto nos embates, questionando o deputado sobre o que fez na época de gestor da Caema. Bira também provocou o deputado sobre o fato de que, mesmo morando no bairro da Península, considerado o IPTU mais caro da cidade, não teria aberto mão do auxílio moradia concedido pela Assembleia Legislativa quando ainda era deputado estadual.

5° – Duarte Júnior (Republicanos):
Iniciou a fala enaltecendo o companheirismo da esposa, a advogada Karen Barros, e destacando, como de costume, a oportunidade que teve do governador Flávio Dino para ser gestor do VIVA/PROCON, obtendo, segundo ele, “resultados concretos”.
Nos embates contra Braide e Neto, Duarte também confrontou questionamentos.

6°- Rubens Júnior (PCdoB):
Enfático ao se apresentar como o legítimo candidato do governador Flávio Dino, Rubens manteve a estratégia de vincular a própria imagem ao ex-presidente Lula na tentativa de ganhar a preferência dos eleitores simpáticos à esquerda. Demonstrando mais preparo que nos outros debates, Rubens destacou propostas e alguns feitos de quando foi secretário de Estado das Cidades.

7°- Jeisael Marx (Rede):
Se destacou nas redes sociais entre os internautas pelo desempenho propositivo no debate. Consistente, mostrou conhecimento dos problemas de São Luís, principalmente dos bairros com maiores dificuldades, além de apresentar propostas objetivas para as questões mais relacionadas à sustentabilidade. Jeisael e Bira foram os únicos candidatos a mencionarem suas candidatas a vice, durante o debate do IMirante.

Feirinha São Luís voltará a funcionar neste domingo

Por meio de suas redes sociais, o prefeito Edivaldo Holanda Júnior anunciou que no próximo domingo (25) a Feirinha São Luís estará de volta à Praça Benedito Leite, no Centro de São Luís. Segundo o prefeito, serão adotados todos os protocolos sanitários recomendados.

Tendo em vista que a pandemia da Covid-19 prejudicou vários setores da economia, o retorno da Feirinha vem fortalecer o setor produtivo e cultural de São Luís, além de fomentar o empreendedorismo, a agricultura familiar e o turismo local.