Em Jenipapo dos Vieiras, Othelino reforça apoio à reeleição de Moisés Ventura

O presidente da Assembleia Legislativa do Maranhão, deputado Othelino Neto (PCdoB), participou, no sábado (7), em Jenipapo dos Vieiras, do grande ‘Comício da Vitória’, em apoio ao prefeito Moisés Ventura (PTB), candidato à reeleição na cidade, e de seu companheiro de chapa, Ilnar Vieira. No ato, o parlamentar falou da satisfação de apoiar o candidato que usufrui de um dos maiores índices de aprovação popular já visto no município, resultado do bom trabalho que vem realizando.

O ato político iniciou com uma caminhada que culminou com um comício na Rua do Comércio, onde uma multidão “inundou” o espaço com o “mar vermelho do 14”, como assim denominam os apoiadores de Ventura, dando a maior demonstração de apoio a um candidato já visto na história de Jenipapo dos Vieiras.

No comício, Othelino ressaltou o grande salto dado nos indicadores de desenvolvimento local, a partir da gestão de Moisés Ventura, que, com o apoio do seu grupo político, tem conseguido alavancar a cidade com benefícios importantes em diversas áreas e atendendo a demandas nunca antes realizadas no município.

“Hoje, Jenipapo tem outra cara, graças à determinação e vontade de Moisés Ventura em fazer desse um lugar melhor para seu povo. Como prefeito, não tem medido esforços para trazer cada vez mais melhorias para a cidade, e nós temos contribuído de diversas maneiras para ajudar o município, seja por meio da destinação de emendas parlamentares ou viabilizando projetos governamentais com o apoio do governador Flávio Dino”, afirmou o deputado.

O chefe do Legislativo Estadual pontuou, ainda, algumas iniciativas viabilizadas em benefício dos jenipapenses, entre elas a pavimentação de várias vias da cidade, a aquisição de ambulância, a melhoria das estradas vicinais, entre outros serviços.

Compromisso

O prefeito Moisés Ventura, que tem sua administração marcada por serviços nunca antes realizados na cidade, com respeito ao funcionalismo público municipal, a valorização do professores e compromissada também com o bem-estar da populações indígenas existentes no território, falou do compromisso que assumiu com a população para tirar a cidade do atraso em que se encontrava.

“Mas se conseguimos realizar essas obras é porque contamos com o apoio de um grupo verdadeiramente comprometido com a população de Jenipapo. E nessa segunda gestão que o povo vai me conferir nas urnas no próximo dia 15, vamos fazer ainda mais porque temos muitos projetos prestes a serem implementados na cidade com o respaldo de pessoas compromissadas com o nosso povo, como o deputado Othelino, por exemplo”, disse o candidato.

Ilnar Vieira, candidato a vice-prefeito na chapa composta pelo PTB, PCdoB, REDE e PSDB, também destacou a boa atuação de Moises Ventura na cidade. “Muito já foi feito, mas sei que faremos ainda mais na próxima gestão. Estou de corpo inteiro nessa nova caminhada que vamos trilhar juntos. Quero contribuir e auxiliar o prefeito em todas as áreas porque sabemos do que a população precisa e vamos atrás para concretizar mais benefícios para nossa população’, concluiu.

Candidatos a prefeito de São Luís ultrapassam 8 milhões em gastos na campanha

Segundo dados do Divulgacand, site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a campanha para definir o novo prefeito de São Luís terá um custo superior a R$ 8,7 milhões. Esse valor corresponde à soma do que os 10 candidatos já receberam.

O deputado estadual Neto Evangelista (DEM), de acordo com os números, é o que dispõe de mais recursos. O candidato dispõe de R$ 2,9 milhões. O que recebeu a menor quantia foi o candidato Hertz Dias (PSTU), que dispõe de R$ 16,1 mil.

Dos candidatos na disputa, os únicos que contribuíram com suas próprias campanhas foram o deputado federal Rubens Júnior (PCdoB), que doou R$ 10 mil, e o pastor Sílvio Antônio (PRTB), que disponibilizou R$ 30 mil.

Confira a receita de cada candidato, segundo dados do Divulgacand:

Bira do Pindaré (PSB) – 1.454.040,62
Duarte Júnior (Republicanos) – 1.728.800,00
Eduardo Braide (Podemos) – 1.330.000,00
Hertz Dias (PST) – R$ 16.100,00
Jeisael Marx (Rede Sustentabilidade) – R$ 130.745,00
Neto Evangelista (DEM) – R$ 2.920.000,00
Professor Franklin (PSOL) – R$ 147.857,14
Rubens Júnior (PCdoB) – R$ 692.236,00
Sílvio Antônio (PRTB) – R$ 35.105,00

Total – R$ 8.711.383,76

Apenas o candidato a prefeito Sílvio Antônio não utilizou dinheiro do Fundo Eleitoral. Além do seu desembolso, ele recebeu doações de outros apoiadores. Já o Partido Novo, que tem candidatos apenas a vereador, também não dispõe de dinheiro público, mas das doações de seus filiados.

O Fundo Especial de Financiamento de Campanha, mais conhecido como fundo eleitoral, é destinado a custear campanhas eleitorais. O Partido dos Trabalhadores (PT) receberá o maior montante, que representa cerca de R$ 201 milhões, seguido pelo Partido Social Liberal (PSL), com cerca de R$ 199 milhões, e pelo Movimento Democrático Brasileiro (MDB), com aproximadamente R$ 148 milhões.

Apenas os partidos Novo e PRTB comunicaram à Justiça Eleitoral a sua decisão de abrir mão dos recursos do FEFC para financiar as campanhas políticas de seus candidatos a prefeito e vereador.