Bira do Pindaré: "Governo Roseana pagou obra para empresa fantasma"



Bira do Pindaré denunciou o caso na tribuna da Assembleia Legilativa

O deputado petista Bira do Pindaré apresentou, nesta terça-feira (14), uma nota fiscal, no valor de R$ 852 mil, paga pelo Governo do Maranhão no dia 22 de junho de 2010 à Empresa JNS Canaã Paisagismo e Serviços, referente à primeira avaliação da segunda medição dos serviços de melhoramento e pavimentação da rodovia MA-020 trecho Vargem Grande/Coroatá.
A JNS Canaã foi contratada, com dispensa de licitação pelo Governo do Estado, para a construção dos 70 km da MA-020, entretanto, apenas 20 km foram feitos, 50 km simplesmente não existem. O mais grave é que o Governo do Estado do Maranhão prestou contas junto ao BNDES informado que essa estrada já estava concluída.
A situação fica ainda mais complicada quando se procura a empresa no endereço que aparece na nota fiscal. O endereço na nota é Jardim Eldorado nº 08, Rua Humberto de Campos Quadra 01 Turu, São Luís Maranhão, contudo, no local não existe e nunca existiu nenhuma empresa.
O deputado Bira conseguiu encontrar o registro da JNS Canaã com sede na cidade de São Paulo. Não existe na Rua Humberto de Campos no Turu, nenhuma Quadra 01 e nenhuma Casa 08. Curiosamente, esta mesma empresa, que não existe no Maranhão, também foi contratada, de novo sem licitação, para a construção de 11 hospitais no valor de R$ 19.808.000,00.
As 11 unidades hospitalares deveriam ser construídas nos seguintes municípios: Apicum Açu; Araguanã; Bacurituba; Cajarí; Governador Newton Belo; Matinha; Palmeirândia; Porto Rico do Maranhão; Presidente Sarney; Serrano do Maranhão e Zé Doca. Mais uma vez, a promessa não foi cumprida. Os 11 hospitais não existem, não foram construídos.
Campanha – As relações do Governo do Maranhão com a JNS Canaã não param por aí, se não vejamos, a empresa foi doadora da campanha da Governadora em 2010. A JNS Canaã doou, segundo a Justiça Eleitoral, para a campanha da Governadora R$ 750.000,00. A primeira doação foi no dia 03 de agosto de 2010 no valor de R$ 450.000,00. Esta mesma empresa teria recebido de contratações da secretaria de Infraestrutura, no dia 14 de julho, R$ 755.000,00 e mais uma parcela de R$ 82.000,00. Da Secretaria de Saúde recebeu, no dia 16 de junho de 2010, R$ 1,5 milhão. No dia 22 de junho de 2010, R$ 3.700.000,00. No mesmo dia R$ 279.000,00.
Na visão do deputado, a coincidência é muito grande, são quase R$ 7 milhões recebidos pela JNS Canaã no mês de julho de 2010. E, logo em seguida, a doação de R$ 300 mil para a conta da campanha da Governadora e de R$ 450 mil para a conta do PMDB. Totalizando R$ 750 mil em doação.
O deputado Bira garantiu ter ido ao local aonde a nota fiscal apontava como endereço da empresa e constatou que ela não existe e nunca existiu no local. “Alguém do governo pode até esclarecer isso para nós, mas não consta esse endereço na nota fiscal de pagamento no valor de R$ 852 mil a essa empresa chamada JNS Canaã. Agora por que ele não existe?”, questionou.

Postagens relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.