Bolsonaro não vai mais se filiar ao Patriotas, diz presidente afastado

O presidente afastado do Patriota, Adilson Barroso, afirmou ao Correio Braziliense que o presidente Jair Bolsonaro não mais se filiará ao Patriota por conta da mudança no comando da sigla. Mas a filiação do filho “01” do presidente, o senador Flávio Bolsonaro, parece estar com os dias contados.

“Com o partido nas mãos de esquerdistas, ele não vem mais. Para o Patriota, ficou difícil”, disse.

Com isso, o chefe do Executivo continua sua busca. Uma reunião do presidente com o bloco dos partidos PSC, PTB e PROS, que ocorreria no último dia 15, foi adiada para o próximo dia 22 e tem como foco discussões sobre a filiação do capitão da reserva para as eleições de 2022.

O mandatário ainda tem mantido conversas com o PP e o PL.

No último dia 9, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) validou a convenção nacional do Patriota que decidiu pelo afastamento, por 90 dias, de Barroso. O novo dirigente é Ovasco Resende, antes vice-presidente do partido.

Sobre a possível filiação do presidente Bolsonaro ao Patriota, Ovasco já disse que o grupo nunca foi contra, e que sempre esteve aberto ao diálogo. No entanto, o mandatário mantém interesse nos diretórios de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais, partes mais sensíveis de serem negociadas.

Postagens relacionadas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *