Chico Carvalho afasta chances de Maura Jorge assumir PSL

A informação começou a ganhar corpo logo após Maura assumir o novo cargo no governo Bolsonaro.

O vereador de São Luís, presidente estadual do PSL, Chico Carvalho, tratou de negar as articulações da agora superintendente da Funasa no Maranhão, Maura Jorge de comandar o PSL no estado.

A informação começou a ganhar corpo logo após Maura assumir o novo cargo no governo Bolsonaro.

Chico Carvalho afirmou que entrou em contato com o presidente nacional do PSL, o deputado federal Luciano Bivar e afirmou que segue presidente da legenda até 1º de abril de 2021.

A briga interna pelo comando do PSL no Maranhão já é antiga e já proporcionou trocas de farpas entre Chico e Maura publicamente.

De virada, Brasil perde por 3 a 2 para a Austrália

Com o resultado, a seleção continua com três pontos, em segundo lugar no Grupo C.

A seleção brasileira entrou em campo contra a Austrália podendo garantir a classificação para a próxima fase da Copa do Mundo. No primeiro tempo, o Brasil surpreendeu as australianas e abriu 2 a 0 no placar, com gols de Marta, aos 27 minutos, e de Cristiane, aos 38 minutos. Aos 46 minutos, Foord descontou para a Austrália.

Na segunda etapa, o Brasil voltou sem Marta e Formiga e as australianas viraram o placar. Logarzo marcou aos 13 minutos e Mônica, contra, fez o terceiro da Austrália. O Brasil até tentou empatar, mas sentiu na parte física e não conseguiu o empate.

Com o resultado, a seleção continua com três pontos, em segundo lugar no Grupo C. Na última rodada, o Brasil enfrenta a Itália (líder do grupo). A partida será realizada na próxima terça-feira (18).

Sérgio Moro será ouvido na Câmara dos Deputados

Entre os deputados que protocolaram pedidos de convocação de Moro, está Márcio Jerry (MA), vice-líder do PCdoB

A Câmara dos Deputados marcou para dia 26 de junho, a última quarta-feira antes do recesso parlamentar, a data para que o ministro da Justiça, Sérgio Moro, preste esclarecimentos sobre os diálogos vazados pelo site ‘The Intercept Brasil’.

Após acordo com o líder do Governo na Câmara, deputado Major Vitor Hugo (PSL-GO), presidentes das Comissões de Direitos Humanos e Minorias (CDHM), da Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público (CTASP), da Comissão de Fiscalização Financeira e Controle (CFFC) e da Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJC) decidiram aglutinar os requerimentos recebidos até o fim da quarta-feira (12) e realizar uma única audiência conjunta, na CCJC, em que Moro deverá comparecer na condição de convidado.

Entre os deputados que protocolaram pedidos de convocação de Moro, está Márcio Jerry (MA), vice-líder do PCdoB. Autor de dois pedidos de comparecimento ao Plenário e à Comissão de Direitos Humanos, o parlamentar declarou que “o Ministro está assombrado com as revelações do ‘Intercept’, e ainda mais com o que poder vir por aí. Ele afinal, deve estar lembrando muito de tudo que fez”.

Os vazamentos divulgados pelo portal internacional apontam que ainda na posição de juiz federal, Moro orientou os procuradores da República em diversas fases da Lava Jato, algo ilegal, interferindo em decisões que levaram o ex-presidente Lula (PT) à prisão e Jair Bolsonaro (PSL) à Presidência. Sérgio Moro foi responsável por vazar, em março de 2016, mensagens trocadas entre Lula e a então presidenta da república, Dilma Rousseff. Na época, o ministro chegou a defender vazamentos, dizendo que “o problema não era a captação do diálogo e a divulgação deste, mas era o diálogo em si, uma ação visando burlar a justiça”.

Eliziane homenageia Igreja Assembleia de Deus pelos seus 108 anos no Brasil

No Brasil, como informou a parlamentar, já são mais de 20 milhões de membros que integram a comunidade, sendo mais de 1 milhão somente no Maranhão.

A senadora Eliziane Gama (Cidadania) registrou em Plenário os 108 anos de fundação da Igreja Assembleia de Deus no Brasil, celebrados nesta quinta-feira (13). Ela informou que a abertura das comemorações será na cidade de Belém, localidade que marcou o nascimento da igreja no país. No Brasil, como informou a parlamentar, já são mais de 20 milhões de membros que integram a comunidade, sendo mais de 1 milhão somente no Maranhão.

As contribuições sociais realizadas pela igreja foram destacadas pela senadora. Entre elas, as ações de enfrentamento às drogas, a assistência a crianças e adolescentes e alfabetização.

“Os índices de analfabetismo dentro da igreja são baixíssimos, porque a comunidade evangélica, através dos seus líderes, também faz um trabalho de alfabetização com a utilização da Bíblia Sagrada, do hinário cristão, da lição bíblica. Aliás, as manhãs de domingo estão repletas com nossos jovens e também nossos adultos, acompanhando e fazendo a leitura. Isso acaba trazendo um resultado muito importante na educação em todo o Brasil”, citou.

Bolsonaro finalmente fala sobre crise com Moro

Após evento no Palácio do Planalto, Bolsonaro disse que o legado de Moro à frente da Lava Jato “não tem preço”

Após três dias de silêncio, o presidente Jair Bolsonaro finalmente fez uma defesa pública do ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro. Após evento no Palácio do Planalto, Bolsonaro disse que o legado de Moro à frente da Lava Jato “não tem preço”, apesar dos vazamentos de conversas que mostram o ex-juiz conversando sobre casos com o procurador da operação, Deltan Dallagnol. “O que ele [Moro] fez não tem preço. Ele realmente botou para fora, mostrou as vísceras do poder, a promiscuidade do poder no tocante à corrupção”, disse.

“Se vazar o meu [celular] aqui, tem muita brincadeira que eu faço com colegas ali que vão me chamar de novo de tudo aquilo que me chamavam durante a campanha. Houve uma quebra criminosa, uma invasão criminosa, se é que […] está sendo vazado é verdadeiro ou não”, afirmou.

Deputados do PSOL e Novo quase saem no tapa

O clima esquentou depois que o psolista afirmou que a reforma prejudica os mais pobres e o líder do Novo rebateu

O Antagonista

Os deputados Ivan Valente (PSOL) e Marcel Van Hattem (Novo) quase saíram no tapa na comissão especial da reforma da Previdência.

“Não é meu papel apartar briga”, disse Marcelo Ramos, presidente do colegiado.

O clima esquentou depois que o psolista afirmou que a reforma prejudica os mais pobres e o líder do Novo rebateu.

A comissão segue analisando o projeto apresentado pelo relator Samuel Moreira (PSDB).

Maura Jorge é nomeada para Funasa do Maranhão

A nomeação foi publicada no Diário Oficial da União desta quinta-feira (13)

A ex-prefeita de Lago da Pedra e ex-candidata ao governo do Estado, Maura Jorge, foi nomeada para a Superintendência da Funasa no Maranhão. A Fundação Nacional da Saúde é uma entidade vinculada ao Ministério da Saúde, encarregada de promover saneamento básico à população

A nomeação foi publicada no Diário Oficial da União desta quinta-feira (13) e assinada pelo presidente nacional da Funasa, Ronaldo Nogueira de Oliveira.

Especula-se que a indicação de Maura Jorge para a Funasa foi feita pelo senador Roberto Rocha (PSDB). O que envolve acordos para as eleições de 2020 e 2022.

Após oito meses de muitas articulações, Maura Jorge finalmente foi agraciada com um espaço no governo Bolsonaro, o que vai garantir que a ex-prefeita consiga pavimentar outros projetos.

‘Arraiá do Povo’ será transmitido ao vivo pela TV Assembleia, Rádio Assembleia online e redes sociais

A festança, aberta ao público, acontecerá de 14 a 16 de junho, na área do estacionamento do Poder Legislativo, ao lado do Complexo de Comunicação.

A programação do ‘Arraiá do Povo’ 2019, iniciativa da Assembleia Legislativa do Maranhão, por meio do Grupo de Esposas de Deputados do Maranhão (Gedema), será transmitida, ao vivo, pela TV Assembleia (canal aberto digital 51.2 ou 17 TVN), Rádio Alema, site www.al.ma.leg.br/tv e redes sociais. A festança, aberta ao público, acontecerá de 14 a 16 de junho, na área do estacionamento do Poder Legislativo, ao lado do Complexo de Comunicação.

A exemplo do ano passado, próximo ao palco foi montada uma cabine onde a equipe de reportagem se posicionará para as transmissões ao vivo. Além disso, repórteres e cinegrafistas circularão por diferentes pontos da festa para flashes no decorrer da exibição. Matérias especiais serão veiculadas nos intervalos das apresentações.

Os internautas assistirão às apresentações pelo site (www.al.ma.leg.br/tv) ou via redes sociais. Na página do Facebook e do Instagram, tambémserão feitas transmissões ao vivo, além de stories e postagens dos melhores momentos.

O diretor de Comunicação da Assembleia, jornalista Edwin Jinkings, ressaltou que a transmissão ao vivo objetiva levar a beleza do São João do Maranhão aos mais diversos cantos do estado, de forma alegre e dinâmica. “Nossa equipe de profissionais está a postos para transmitir essa grande festa da cultura maranhense. Assim como no ano passado, a transmissão será ao vivo, com a cobertura de todas as atrações folclóricas e entrevistas com brincantes, líderes de grupos e, claro, com os parlamentares que visitarão o arraial. Os telespectadores e internautas terão a oportunidade de, mais uma vez, acompanhar o melhor do São João do Maranhão. Nosso objetivo é levar para todos a alegria do nosso folclore e a nossa diversidade”.

Márcio Jerry critica extinção de órgão de direitos humanos

O Ministério Público Federal (MPU) e Defensoria Pública da União (DPU) devem recorrer à Justiça para barrar a medida

O deputado Márcio Jerry criticou, nesta terça-feira (11), a demissão de onze integrantes do Mecanismo Nacional de Prevenção e Combate à Tortura (MNPCT), um grupo do governo federal que monitora violações de direitos e atua para prevenir a prática de tortura no país.

“Mais um absurdo pra coleção do Jair Bolsonaro: a demissão dos 11 membros do Mecanismo Nacional de Prevenção e Combate à Tortura. Meu absoluto repúdio a essa atrocidade institucional”, disse.

Em decreto publicado hoje, o presidente Jair Bolsonaro instituiu que o órgão passará a ser formado apenas por participantes não remunerados, sem vínculo com organizações não-governamentais ou instituições de ensino, enfraquecendo, na prática, a atuação do grupo e a defesa dos direitos humanos. Entre os trabalhos desenvolvidos pelo MNPCT estão relatórios sobre a situação de presídios como o Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj), no Amazonas, onde 111 presos foram mortos em massacres entre 2017 e 2019.

O Ministério Público Federal (MPU) e Defensoria Pública da União (DPU) devem recorrer à Justiça para barrar a medida.