Cutrim agora é comunista e camarada…

Raimundo Cutrim deixou o grupo Sarney
O deputado Raimundo Cutrim não pertence mais à base de sustentação do Governo do Estado na Assembleia Legislativa. Com um discurso no grande expediente, que ganhou apartes de diversos parlamentares, ele informou que ingressará na bancada da oposição e irá se filiar ao Partido Comunista do Brasil (PCdoB). Fará, evidentemente, campanha para o também comunista Flávio Dino, presidente da Empresa Brasileira de Turismo (Embratur), nas eleições do ano que vem.

A principal causa da saída de Cutrim dos braços do grupo Sarney foi o desenrolar do caso Décio Sá e as denúncias sobre agiotagem no Maranhão. O deputado ficou muito chateado pela forma como foi tratado pelo Sistema Mirante. 

Entende Cutrim que o grupo Sarney conspirou para envolvê-lo no crime e com agiotagem e disse isso, abertamente, em vários pronunciamentos. Chegou a pedir investigação contra si próprio à Comissão de Ética da Assembleia Legislativa e tentou abrir a CPI da Agiotagem, ocasião em que não encontrou nenhum apoio dos governistas. 

Outro agravante foi a cana de braço que trava com o secretário estadual de Segurança Pública, Aluízio Mendes.

O deputado informou que, no próximo 14 de setembro, com uma cerimônia em São Luís, irá formalizar sua filiação ao PCdoB. “Irei para o Partido Comunista do Brasil e vamos trabalhar intensamente para que a gente possa chegar vitorioso nas próximas eleições de 2014”, acrescentou.
Ao iniciar seu pronunciamento, o deputado fez um relato da trajetória de sua vida pessoal, para explicar as razões pelas quais resolveu se desligar da base parlamentar do governo.
  
Cutrim disse que não tomou uma decisão impensada. Ele foi enfático ao assinalar que decidiu se desligar da base do governo depois de conversar com sua família, com seus amigos e com as lideranças que o vem acompanhando ao longo de sua vida pública. “Conversei com todas as minhas lideranças sobre esta minha decisão”, declarou.  

Postagens relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.