Declarações de vice-governador sobre dissidentes causam mal-estar no PT

Bira do Pindaré disse que não deixa oposição ao grupo Sarney
Washington Oliveira teria “convidado” petistas maranhenses, que não se alinham ao grupo Sarney, a “caírem fora” do partido

O deputado estadual Bira do Pindaré (PT), de oposição ao governo Roseana Sarney (PMDB), encaminhou ofício ao presidente do Diretório Estadual do Partido dos Trabalhadores, Raimundo Monteiro, questionando sobre declarações do vice-governador Washington Luís Oliveira (PT), na Imprensa, de que os filiados do PT não alinhados ao PMDB do Maranhão, leia-se grupo Sarney, devem se retirar da sigla. O parlamentar pegunta se, considerando o seu perfil de dissidente, ele estaria sendo convidado a se desfiliar.

Bira do Pindaré disse esperar que a resposta do Diretório Estadual do PT venha antes do dia cinco de outubro, prazo final da Justiça Eleitoral para filiações de quem vai disputar as eleições de 2014.

O deputado disse que foi eleito em condições adversas, após a intervenção  do Diretório Nacional, em 209, obrigando os candidatos a se submeterem a uma coligação com o PMDB, partido controlado hoje pelo grupo Sarney, o que, segundo Bira, contrariou, na época, aquilo que havia sido decidido, democraticamente, na instância estadual.

No ofício, Bira do Pindaré deixou claro que não tem a intenção de sair da oposição ao governo Roseana Sarney e, se a exigência for confirmada, buscará uma sigla de oposição,  alinhada ao projeto de alternância de poder, para  se filiar até o dia cinco de outubro.

Postagens relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.