Deputado anuncia saída do PPS e diz que deixa partido sem mágoas

O deputado estadual Othelino Neto (PPS) ocupou o grande expediente  da sessão desta terça-feira (10) para anunciar a saída do PPS – Partido Popular Socialista. O parlamentar disse, na tribuna, que deixa a sigla para manter-se do mesmo lado de quem quer promover a alternância de poder no Maranhão, referindo-se à pré-candidatura do presidente da Embratur (Empresa Brasileira de Turismo), Flávio Dino, ao governo do Estado no próximo ano.

Othelino Neto ainda não anunciou para qual partido migrará, mas deixou claro que irá para uma das siglas que estiver alinhada ao projeto Flávio Dino em 2014. O deputado disse que deixa o PPS sem mágoas.

Durante o pronunciamento, Othelino falou sobre a divergência que teve com relação à posição do presidente nacional, deputado Roberto Freire, que interveio no Maranhão para modificar uma decisão da maioria do diretório estadual do partido. Disse que, nem por isso, deixa de reconhecer o valor de uma liderança, que tem uma atuação respeitável em âmbito nacional, que está sempre associado às boas causas, porém observou que, dentro do partido, infelizmente, ele se comporta como se fosse dono da sigla.


O deputado disse que a razão que o levou a entrar com uma ação solicitando a justa causa para deixar o partido foi por ter entendido que seus direitos, enquanto filiado e dirigente partidário, já que era secretário geral do partido, foram desrespeitados pelo presidente que, de forma unilateral, segundo o parlamentar, fez prevalecer a sua vontade em detrimento do anseio da maioria do partido.


Além disso, segundo Othelino Neto, está próxima uma eleição que vai ser decisiva para o destino do  Maranhão e como o PPS  ainda não tem uma posição definida com relação às eleições de 2014, ele tem outra razão para não se sentir mais à vontade para continuar na agremiação.

Postagens relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.