Deputados condenam tentativa de cassação do mandato do prefeito de Barreirinhas

A tentativa de cassação do mandato de Léo Costa ganhou repercussão na Assembleia Legislativa
A tentativa de cassação do mandato de Léo Costa ganhou repercussão na Assembleia Legislativa

Os deputados estaduais Othelino Neto (PCdoB), Hélio Soares (PMDB), Eliziane Gama (PPS) e Carlinhos Amorim (PDT) condenaram, na sessão desta quarta-feira (13), o movimento que está por trás da tentativa de cassação do mandato do prefeito de Barreirinhas, Léo Costa, orquestrado pelo ex-deputado e ex-prefeito Albérico Filho. Eles se solidarizaram com o atual gestor e desqualificaram a articulação que visa tomar o mandato do atual gestor no “tapetão”.

Durante pronunciamento na tribuna, Othelino Neto abriu a discussão do assunto e lembrou que Albérico Filho assumiu a Prefeitura, em 2009, cassando o ex-prefeito Miltinho Dias. “Não foi o povo que o elegeu, naquela época. Foi a Justiça Eleitoral”, recordou.

Após recordar o episódio, Othelino disse estar surpreso com a “aliança” entre o ex-deputado Albérico Filho e a “vítima de 2009”, o ex-prefeito Miltinho, que teve o mandato invalidado. Segundo o deputado do PCdoB, os dois agora se juntam para tentar tirar o prefeito Léo Costa da administração municipal, armando uma CPI, onde três vereadores, num universo de 15, decidiram que vão cassar o atual gestor.

“Três vereadores, num universo de 15, querem ir contra a vontade da maioria da população de Barreirinhas. Imagine”, frisou Othelino Neto.

O deputado disse que fora a CPI, Albérico Filho ainda entrou na Justiça contra Leo Costa por abuso de poder político e econômico. “Imaginemos nós, todos aqui conhecem o prefeito Léo Costa, imaginem ele abusando de poder econômico? É um negócio sui generis. Só na cabeça de quem não tem limites e quer chegar de qualquer forma ao poder. Então quero fazer esse registro e dizer que é preciso respeitar a vontade popular”, afirmou.

Deputados repudiam perseguição

Em aparte, o deputado Hélio Soares (PMDB) disse que é estranho que o ex-prefeito Miltinho tenha se aliado com o intuito de cassar Leo Costa, até porque nem deu tempo ainda de acontecer nada. Segundo o parlamentar, a CPI vai terminar saindo como um tiro no pé, pegando, na verdade, o prefeito anterior.

“Acho que o mandato do Léo Costa é legítimo. Tem desenvolvido um trabalho lá com legitimidade, portanto, não têm a menor consistência essas denúncias de abuso de poder econômico, até porque sou testemunha e sei como o Léo fez a campanha dele, sem dinheiro como se diz. Sou testemunha disso aí”, disse Hélio Soares para depois afirmar que essa prática de recorrer à Justiça, pegando bons advogados para inverter as situações, é ultrapassada.

Por meio de aparte, a deputada Eliziane Gama afirmou que é preocupante essa prática de tentar tirar o mandato de alguém que, legitimamente, está ali por uma decisão popular. A parlamentar do PPS disse que tem informação de que já há uma decisão liminar de suspensão dessa CPI, que já é criada de forma direcionada para tentar embaraçar a opinião pública.

O deputado Carlinhos Amorim também fez uso de aparte para se solidarizar ao prefeito Léo Costa de Barreirinhas, que é seu correligionário do PDT. Disse que o prefeito é vítima de uma grande perseguição política. “As razões apresentadas pelos adversários de Léo Costa não justificam a criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito. Portanto, junto-me aos demais companheiros que conhecem o Léo e sabem da sua trajetória, da sua seriedade”, enfatizou.

Postagens relacionadas

3 thoughts on “Deputados condenam tentativa de cassação do mandato do prefeito de Barreirinhas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.