Dilma quer reduzir índices de extrema pobreza no Maranhão

Presidenta lembra que, ao mesmo tempo em que se investe em portos, deve-se pensar nos mais pobres

Presidenta Dilma ao lado de Sarney, Roseana e Gastão
A presença da presidenta Dilma Rousseff em São Luís movimentou as classes política, empresarial e jurídica do Maranhão. Autoridades de todas as esferas do poder acompanharam os três momentos da agenda presidencial na capital maranhense.

Após desembarcar em São Luís na metade da manhã desta segunda-feira (03), a presidenta participou da cerimônia de inauguração do Berço 100, alargamento do Cais Sul e ampliação do Porto do Itaqui.

Durante o discurso, ela chegou a relacionar o potencial de crescimento econômico do Estado com os índices de pobreza e disse que uma de suas metas, através de parcerias, é reduzir no país o número de pessoas que ainda vivem em condição de extrema pobreza, referindo-se também ao Maranhão que ainda concentra uma considerável parcela da população nesta situação.

Presidenta inaugura o Berço 100 do Porto do Itaqui

“Ao mesmo tempo em que investimos em portos, temos que olhar também para as pessoas mais pobres”, disse Dilma ao enumerar os feitos dos programas Bolsa Família e Brasil Carinhoso, trazendo para o evento a discussão sobre a população brasileira que ainda se encontra em condições de extrema pobreza.

Porto estratégico – Em um discurso formal, ela disse ainda que o Governo Federal tem como um de seus planos fazer do Porto do Itaqui um dos mais importantes do mundo, por isso está disposto a investir muito mais no potencial portuário maranhense. No embalo, ela destacou as condições geográficas privilegiadas do porto maranhense e disse que o Brasil, economicamente, precisa desta expansão, assim como o mundo.

“Para um país continental como o nosso, dispor de um porto moderno e eficiente contribui para que, na região do Sudeste, se expandam fronteiras agrícolas, permitindo infraestrutura logística, o que atrai investimentos, renda e empregos”, disse a presidenta.

Durante o discurso, ela saudou o presidente do Senado, José Sarney; a governadora Roseana Sarney; o ministro do Turismo, o maranhense Gastão Vieira; o vice-governador Washington Luís; o prefeito de São Luís, João Castelo; e o presidente do Porto do Itaqui, Luís Carlos Fossati. Justificou ainda a ausência do ministro de Minas Energia, Edson Lobão, que se encontrava em outras atividades em Brasília.

Medalhas – Na parte da tarde, exatamente no horário marcado, às 13h, ela participou da solenidade de entrega das medalhas Manoel Bequimão e Ordem dos Timbiras, no Palácio dos Leões. Presente uma parcela significativa de políticos maranhenses, entre eles o prefeito eleito de São Luís, o deputado federal Edivaldo Holanda Júnior (PTC).

E às 15h, a presidenta saiu do Palácio dos Leões para uma  visita à Rede Sarah de Hospitais de Neuroreabilitação, no    Monte Castelo. Logo após, retornou para Brasília.

Postagens relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.