Disputa pelo Governo do Estado vai ganhando musculatura; sete nomes já estão colocados

A disputa pela sucessão do governador Flávio Dino (PSB), em 2022, deve ser tão disputada quanto as últimas eleições no estado. Vários nomes já estão colocados e, diferente de 2014 e 2018, quando o comunists era o franco favorito, a próxima disputa tende a ser mais acirrada.

Até o momento, sete pré-candidatos já sinalizaram o desejo de concorrer à cadeira do Palácio dos Leões e, em torno de muitas articulações, alguns acordos já estão sendo fechados.

Bem sinalizado nas pesquisas eleitorais, o senador Weverton Rocha (PDT) é o que dispõe de um número maior de partidos em torno de seu projeto, até o momento, DEM, PSL, Cidadania, Republicanos e Progressistas já confirmaram apoio ao pedetista.

O vice-governador, Carlos Brandão (PSDB), deve concorrer à reeleição, caso Flávio Dino realmente se desincompatibilize em abril. O social-democrata busca apoio dos demais partidos que integram a base de sustentação de Flávio Dino.

Nutrindo de boa aceitação nas pesquisas de intenções de voto, o ex-prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior, anunciou filiação ao PSD e deve ser mais um confirmado na disputa com grandes chances de crescer ainda mais, nos próximos meses.

O deputado federal Josimar de Maranhãozinho mantém sua pré-candidatura. No início do mês, o político informou que, além dos 41 prefeitos do PL, ainda iria filiar mais 11, aumentando assim seu poderio. Além do PL, ele controla o Avante e o Patriotas no Maranhão.

Quem disputa para ser o nome do presidente Jair Bolsonaro no Maranhão são o senador Roberto Rocha e o prefeito de São Pedro dos Crentes, Lahercio Bonfim. Mas sem partidos definidos, os políticos aguardam a definição do líder sobre futuro político e sobre qual será sua escolha.

Por último, o secretário de Indústria e Comércio, Simplício Araújo, acredita que consegue o apoio do governador Flávio Dino para sua pré-candidatura. O político vai tocando seu projeto no Solidariedade e aguarda a definição do grupo governista para novembro.

Postagens relacionadas

One thought on “Disputa pelo Governo do Estado vai ganhando musculatura; sete nomes já estão colocados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *