Edmar Cutrim pode ser denunciado ao STJ por envolvimento em suposto tráfico de influência

Presidente do TCE, Edimar Cutrim
Suposto esquema do Tribunal de Contas do Maranhão seria semelhante ao que assassinou o jornalista Décio Sá



O pré-candidato ao Senado Federal e presidente do Tribunal de Contas do Estado (TCE/MA), conselheiro Edmar Cutrim, que recentemente voltou a reunir mais de 30 prefeitos com problema de prestação de contas, em uma chácara no bairro do Araçagy, pode ser denunciado ao Superior Tribunal de Justiça (STJ).

A medida tem como pano de fundo um enredo que envolve a suspeita de participação do poderoso conselheiro maranhense em um esquema montado para garantir contratos para um apadrinhado político, além de apoio financeiro para as eleições de 2014.

De acordo com publicações do Blog do Domingos Costa – que foi censurado pela Justiça, o presidente do TCE/MA está no centro de uma grave denúncia que envolve também o nome do vice-prefeito de Paço do Lumiar, Marconi Lopes Neto, que acumula ainda o salário de secretário de Infraestrutura do município.

O Atual7 apurou que o suposto esquema de corrupção funcionava da seguinte forma: após ter as suas contas julgadas e reprovadas pelo tribunal comandando por Edmar Cutrim, o prefeito era direcionado aos serviços mágicos da ‘Marconi Lopes Advocacia e Consultoria’. Problema rapidamente sanado, o gestor fechava gordos contratos com a empresa do vice de Paço do Lumiar. O caso tem semelhanças próximas ao que levou ao assassinato do jornalista e blogueiro Décio Sá.

CONTINUE LENDO AQUI…

Postagens relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.