Em nova pesquisa, Weverton lidera e Brandão fica em segundo lugar

Mais uma pesquisa de intenção de votos mostra a liderança do senador Weverton Rocha (PDT) na disputa pela cadeira número 01 do Palácio dos Leões, em 2022. O pedetista aparece com 35% das intenções de votos. Em segundo lugar, o vice-governador Carlos Brandão (PSDB) que pontuou com 12%.

Realizada pela Engrácia Garcia Pesquisa de Mercado e Opinião, do Sistema Meio Norte de Comunicação, a pesquisa foi divulgada na noite de terça-feira (28).

Seguem na pontuação o senador Roberto Rocha (PSD) com 7%; Edivaldo Holanda Jr, também do PSD, com 6% das intenções; o deputado federal Josimar de Maranhãozinho (PL) e o prefeito de São Pedro dos Crentes, Lahesio Bonfim (PSL), pontuaram com 1% cada. Brancos e nulos somaram 18%; e não souberam, 20%.

A pesquisa foi realizada no período de 08 a 18 de dezembro, em 74 municípios do Maranhão, com 1200 eleitores. A abordagem foi na modalidade quantitativa e ouviu os entrevistados por telefone. A margem de erro é de 3,0% para mais ou para menos e o intervalo de confiança, de 95,5%.

Os dados da pesquisa confirmam a liderança de Weverton e mostram que ainda não surtiu o efeito desejado do vice-governador Brandão, que foi indicado como escolha pessoal do governador Flávio Dino (PSB).

Brandão foi o escolhido do governador Flávio Dino (PSB) para representar o grupo em 2022. Na reunião do dia 29 de novembro, o comunista deixou claro que tratou-se de uma decisão pessoal. A discussão terá seu desfecho final no final do mês de janeiro de 2022.

Postagens relacionadas

One thought on “Em nova pesquisa, Weverton lidera e Brandão fica em segundo lugar

  1. E do Comunistinha que vive mudando de partido? Hein? Hiena política: Dino.
    Vive na TV dizendo que o Maranhão é o melhor em vacinas de todo Brasil (fala muito isso na BandNews…).

    Está na cara, no jeitão e atitudes desse velho da política.

    E para piorar: puxa-saco do PeTismo! (Vigarismo).

    Desde os governos com ministérios da cultura oba-oba e porralouca, em 13 anos nossa cultura musical piorou muito. Acabaram com o tradicional e a tradição.
    O PT deu vazão para o péssimo Sertanejo Universitário, via gestão Gilberto Gil (PT).

    PT venera a Indústria Cultural. Melhor para dominar.

    Literatura e alta cultura é de que o Brasil necessita a tempo nas nossas escolas e na educação das curuminhas. E de música boa. Esteticamente boa. A frente de tudo a qualidade de 1ª. Estética. O Jogo de Cartas da Educação Infantil: Seria o bom gosto nas escolas. Tal qual Tarkovsky. Ou como o cinema antigo (de qualidade brasileiro). Eis: 1º lugar educação dos mais jovens, para se ter solidez no futuro próximo.

    Necessitamos muito de bons hospitais. E escolas boas para os curumins. Precisamos de alta-cultura. Alta literatura; Kafka, Drummond, Dostoievski, Machado de Assis, Aluísio Azevedo do Maranhão. De arte autônoma. E educação verdadeira nas escolas dos pequenos. O que não houve.

    O Brasil vive consequência de nosso passado político bem atual (2 décadas). Fome, falta de moraria, atraso, breguices, escolas ruins, falta de hospitais: concreto… O resto são frasinhas® poderosas: Eis aí a pura e profunda realidade sociológica e filosófica: A “Copa das Copas®” do PT® em vez de se construir hospitais, construiu-se prédios inúteis! A Copa das Copas®, do PT© e de lula©. Nada se fez em 13 anos para esse mal brasileiro horroroso. Apenas propagandas e propagandas e publicidade. Frasinhas.

    Qual o poder constante da propaganda ininterrupta do PT®? Apenas um frio slogan, o LUGAR DE FALA do Petismo® (tal qual “Danoninho© Vale por Um Bifinho”/Ou: “Skol®: a Cerveja que desce Redondo”/Ainda: “Fiat® Touro: Brutalmente Lindo”). Apenas signos dessubstancializados. Sem corporeidade.

    Aqui a superficialidade do PETISMO®: Signos descorporificados. Sem substância. Não tem nada a ver com um projeto de Nação.
    Propaganda pura.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.