"Estamos todos grampeados!", diz Luís Cardoso



Estamos todos vulneráveis. Não temos mais a menor privacidade. Quando não grampeados pela Polícia Federal, polícia estadual, estamos monitorados pela bandidagem.

Aqui no Maranhão, qualquer Zé sem Calça, compra aparelho que pode interceptar nossos telefones.

No dia 23 de abril de 2012, o jornalista e blogueiro Décio Sá estava monitorado, com seu telefone grampeado. Disse isso ao secretário de Segurança Pública, Aluísio Mendes, no local do crime.

Ontem, eu também estava monitorado. Assim como o jornalista Décio Sá, pela bandidagem.

Aqui no Maranhão, os telefones de desembargadores, juízes, deputados e prefeitos estão grampeados. Até amantes conseguem a aparelhagem do grampo, sem a menor autorização judicial.

E não existe varredura alguma que possa impedir que a minha e a sua vida não fiquem expostas.

Postagens relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.