"Eu não demonizo ninguém", diz Eliziane sobre "elogio" de Sarney

Pré-candidata do PPS disse que só gostou
de Sarney relacioná-la com Marina Silva
Instigada nesta quarta-feira (23) por este blog sobre “elogio” que lhe foi feito pelo senador José Sarney, no artigo “A velha política”, de que teria recusado uma tal “demonização” em torno de seu nome, a deputada e pré-candidata ao governo do Maranhão pelo PPS, Eliziane Gama, que também é evangélica, tentou sair do assunto pela tangente. “Eu não demonizo ninguém”, reagiu a parlamentar.

No comentadíssimo artigo, Sarney jogou todas as pedras possíveis na oposição e tentou sair-se de vítima ao acusar a esquerda de responsabilizá-lo por uma série de coisas negativas que acontecem no Maranhão e tentar passar a ideia de que ele é “inimigo”. Depois dessa argumentação, o senador relacionou Eliziane Gama à ex-senadora Marina Silva e disse que a deputada, que também se considera oposicionista, recusou a “demonização” em torno de seu nome.

Ao blog, Eliziane disse que só gostou mesmo foi de Sarney relacioná-la a Marina Silva, mas escapou pela tangente quando pedi que comentasse a afirmação feita pelo senador.

Com o quadro da sucessão estadual desfavorável ao grupo Sarney, já que o pré-candidato roseanista, Luís Fernando Silva, não vem apresentando densidade eleitoral, Eliziane Gama passou  a ganhar espaço demasiado na mídia do Sistema Mirante e destaque intenso entre os blogueiros alinhados ao clã. A deputada passou a circular até  nas colunas políticas nacionais, como a do jornalista Felipe Patury da revista Época. 

O grupo insufla uma candidatura de Eliziane Gama, achando que ela tiraria votos do pré-candidato do PCdoB e presidente da Empresa Brasileira de Turismo (Embratur), Flávio Dino, para tentar favorecer o quadro ao pré-candidato sarneysista. Porém sentindo o peso da “carga”, a deputada do PPS vem tentando desvincular a sua imagem do clã.

Postagens relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.