Flávio Dino critica “guerra das vacinas” entre Bolsonaro e Dória

Em suas redes sociais, o governador Flávio Dino (PCdoB) criticou a “guerra das vacinas” entre o presidente Jair Bolsonaro e o governador de São Paulo, João Dória.

Segundo Dino, Bolsonaro “está possuído por uma espécie de ódio a Dória”, o que justificaria o fato de ele se negar a comprar a vacina chinesa, produzida em parceria com o Instituto Butantan, do governo de São Paulo.

“Não queremos uma nova guerra na Federação. Mas com certeza os governadores irão ao Congresso Nacional e ao Poder Judiciário para garantir o acesso da população a todas as vacinas que forem eficazes e seguras. É urgente que haja responsabilidade, diálogo e coordenação nacional. Saúde é um bem maior que disputas ideológicas ou eleitorais”, declarou o governador.

Na última terça-feira (20), o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, anunciou um possível acordo com o estado de São Paulo para comprar 46 milhões de doses da Coronavac, a vacina da farmacêutica chinesa Sinovac que será produzida no Brasil pelo Instituto Butantan. A afirmação foi feita em reunião com Dória e mais 23 governadores, inclusive Flávio Dino. Contrariando a decisão, o presidente Bolsonaro afirmou nesta quarta-feira (21) que a vacina não será comprada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *