Flávio Dino determina que supermercados terão que trabalhar com metade da capacidade e consumidores só entrarão de máscara

Supermercados, mercados, quitandas e congêneres terão 48 horas a contar desta quarta-feira (15) para adaptação as medidas publicadas no decreto.

Em entrevista virtual na manhã desta quarta-feira (15), o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), anunciou novas medidas restritivas para conter o aumento no número de casos do novo coronavírus no Maranhão.

Uma das medidas determina que supermercados terão que trabalhar com apenas metade de sua capacidade e consumidores só poderão entrar nos estabelecimentos de máscara. “Há um estudo científico, ressaltando que os supermercados são locais de grande propagação do vírus. Estamos vendo as pessoas usando o supermercado como se fosse um substituto de um shopping center. Não é! O supermercado está aberto porque é um serviço essencial”, disse Flávio Dino.

De acordo com o decreto do Governo do Estado, os supermercados, mercados, quitandas e congêneres deverão limitar o ingresso de pessoas à metade de sua habitual capacidade física. O decreto determina também que a entrada de consumidores só será permitida usando máscaras e após higienização das mãos com água e sabão ou álcool em gel.

Os estabelecimentos deverão ainda reduzir pela metade o uso de carrinhos, cestas e as vagas a serem ocupadas nos estacionamentos. Supermercados, mercados, quitandas e congêneres terão 48 horas a contar desta quarta-feira (15) para adaptação as medidas publicadas no decreto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *