Fórum da Pessoa com Deficiência cobra do poder público garantia de direitos no Maranhão

Representantes do Fórum e o deputado Othelino Neto discutiram saídas para garantir direitos da pessoa com deficiência no Maranhão
Representantes do Fórum e o deputado Othelino Neto discutiram saídas para garantir direitos da pessoa com deficiência no Maranhão

Representantes do Fórum Maranhense de Entidades de Pessoas com Deficiência e Patologia, reunidos neste final de semana, no instituto São José do Operário, na Cidade Operária, cobraram do poder público políticas e ações práticas que garantam os seus direitos no Estado. Emissários de diversas regiões expuseram relatos reais das dificuldades, preconceitos e violência sofrida no dia-a-dia e clamaram por soluções urgentes.

Na mesa de debates, o presidente da Frente Parlamentar Estadual em Defesa dos Direitos de Acessibilidade e de Cidadania, deputado Othelino Neto (PCdoB), lamentou a omissão do poder público na garantia dos direitos essenciais, de acessibilidade e de cidadania e se colocou à disposição para o enfrentamento da luta. O parlamentar disse que o Fórum pode e deve encaminhar as demandas para a Assembleia Legislativa.

Uma das demandas apresentadas foi a necessidade de uma audiência pública com o secretário estadual de Saúde, Ricardo Murad, para tratar da questão do atendimento à pessoa com deficiência na rede pública do Maranhão. Houve muitas denúncias de dificuldade de acessibilidade e de prestação de serviços. Segundo Othelino, a Frente Parlamentar se dispõe a convidar o auxiliar para o debate e, se ele não vier, será convocado.

Entre os diversos representantes do Fórum estavam o presidente do Conselho Estadual da Pessoa com Deficiência, Dilson Bessa; o coordenador da região dos Cocais, Paulo Carneiro, o coordenador da área do Médio Sertão, Leosvan Vítor, e o presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência, André Azevedo.

 Maranhão tem mais de um milhão e meio de pessoas com deficiência 

Eles são muitos no Maranhão e lutam para garantir direitos
Eles são muitos no Maranhão e lutam para garantir direitos

Somente na área Itaqui Bacanga, em São Luís, existem cinco mil pessoas com deficiência vivendo em condições de plena pobreza, passando por dificuldades e enfrentando discriminação e violência.

De acordo com as entidades presentes, existem no Maranhão mais de um milhão e meio de pessoas com deficiência (1.624.000). Desse total, 256 mil estão em São Luís.

Dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) indicam que existem no Brasil aproximadamente 45 milhões de pessoas com alguma deficiência, o que representa 23,91% da população do país.

Segundo Dilson Bessa, chegam todos os dias ao Disque Denúncia inúmeros casos de violência, inclusive sexual, abandono e massacre contra a pessoa com deficiência.

Postagens relacionadas

7 thoughts on “Fórum da Pessoa com Deficiência cobra do poder público garantia de direitos no Maranhão

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.