"Fui forçado a sair do PT", desabafa Bira do Pindaré

Ex-petista disse que foi forçado a procurar outro caminho,
 já que o PT o “convidou” para sair por conta da política sarneysista
Atualizado
 
O deputado estadual Bira do Pindaré (agora PSB) usou o grande expediente da sessão desta terça-feira (01) para anunciar, oficialmente, a saída do Partido dos Trabalhadores (PT), sigla histórica no Maranhão, mas que hoje é, indiretamente, comandada pelo grupo Sarney. “Não me sobrou escolha. Fui forçado a sair e procurar outro caminho”, desabafou o ex-petista.

Dissidente e resistente à política sarneysista, Bira do Pindaré foi “convidado” a sair do partido pelo próprio vice-governador Washington Luís que, em diversas declarações, mandou o recado para aqueles que não se alinham ao grupo Sarney no Maranhão. Fora isso, estava sendo vetado nos programas partidários de TV.

Apesar dos pesares, Bira disse que é muito grato ao PT e que não se arrepende de nada, mas durante o discurso ele lamentou a descaracterização do partido que nasceu, no Maranhão, como uma sigla de esquerda e tomou outros rumos a partir do momento em que se aligou ao grupo Sarney.

“Reconheço que, apesar das crises éticas, ideológicas e políticas, o PT ainda tem imenso potencial e pode, enquanto instituição, rever as suas práticas e retomar o seu caminho. Desejo sorte aos que ficam”, disse o agora ex-petista.

Postagens relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.