Hemetério Weba queria dar título de cidadão maranhense a Eike Batista

CCJ rejeita concessão de título pelo fato do empresário não residir no Maranhão, mas sugere medalha do mérito


Hemetério queria título; CCJ  só aprova medalha
Se dependesse do deputado Hemetério Weba (PV) o megaempresário Eike Batista, um dos homens mais ricos do Brasil e do mundo, receberia título de cidadão maranhense no plenário da Assembleia Legislativa. Mas a Comissão de Constituição e Justiça, presidida por Edilázio Júnior (PV), assinalou a impossibilidade pelo fato do homenageado não residir no Maranhão.

A CCJ sugeriu a substituição do título pela Medalha do Mérito Legislativo “Manoel Bequimão”, que é concedida a cidadãos que contribuíram com o desenvolvimento do Maranhão.

A proposta foi protocolada por Hemetério Weba. Deve ir a  plenário nos próximos dias e certamente deverá ser aprovada.

Hemetério Weba alega que Eike Batista, nascido em Minas Gerais e criado no Rio de Janeiro, é um grande empresário, que atua em várias áreas com destaque para os setores de mineração e de petróleo, inclusive com altos investimentos no Maranhão.

Postagens relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.