Holandinha afirma que manterá neutralidade para o Senado

O ex-prefeito de são Luís, Edivaldo Holanda Junior (PSD), concedeu entrevista a uma emissora de tv local, nesta quinta-feira (4), onde foi questionado sobre os rumos de sua campanha na corrida eleitoral. Ele classificou de “fake news da política” falas dando conta de sua desistência da disputa ao governo. Ele afirmou ainda que permanecerá neutro quanto ao apoio de um nome ao Senado.

Holandinha disse que confia na sua trajetória política para se fazer mais conhecido no interior do estado e alavancar seu nome na corrida ao Palácio dos Leões.

Edivaldo Holanda Junior teve sua candidatura ao governo do Estado homologada na convenção do partido, no último sábado. Ele vem adotando um discurso mais neutro e com uma campanha menos expansiva, o que pode ter pesado para o atual quarto lugar nas pesquisas.

Na entrevista, Holandinha explicou que preferiu aguardar a confirmação da candidatura e, a partir daí, organizar as estratégias para a campanha de fato.

Lembrou que sua filiação ai PSD foi um convite do presidente nacional da legenda, Gilberto Kassab, e rebateu especulações que vinham sendo colocadas de que ele desistiria da disputa ao governo.

“As fake news foram surgindo no meio político, por parte de quem não queria a nossa candidatura ao governo. Alguns diziam que eu seria candidato a deputado federal, a vice-governador, senador, mas, graças a Deus, nossa candidatura foi confirmada e estamos aguardando o dia 16 chegar para podermos fazer nossa campanha nas ruas”, frisou.

Ele ressaltou seus 18 anos de vida pública e a experiência de ter sido vereador e prefeito de São Luís e também deputado federal. “Tenho uma trajetória política. Fui prefeito de São Luís durante oito anos e tive aprovação de mais de 70% da gestão com muitos legados importantes para a cidade. E, enquanto deputado federal, tive a oportunidade de percorrer todo o Maranhão”, pontuou.

Sobre o Senado, confirmou que irá se manter neutro e não vai declarar nome a apoiar. Porém, o PSD se volta para apoio ao senador Roberto Rocha (PTB), que tenta reeleição. Edivaldo destacou que houve respeito da legenda pela sua decisão. “É uma situação que está sendo colocada de maneira tranquila, com muito respeito, e o importante é que respeitaram também a minha decisão, minha posição que já estava tomada. O partido seguiu uma direção e nós optamos pela neutralidade, pensando em focar apenas na discussão do Governo do Estado e é dessa maneira que vamos seguir, com naturalidade focando apenas nos problemas do Estado”, enfatizou.

Ele concluiu apontando como mote de sua campanha a geração de empregos, o debate dos problemas do Maranhão, a manutenção do que está dando certo e a conversa com as pessoas. “É assim que vamos conduzir a nossa campanha, com tranquilidade, conversando com as pessoas, de maneira propositiva e discutindo as questões do Estado”, concluiu Edvaldo Holanda Júnior.

Postagens relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.