Jornal da Globo destaca noite de medo e tentativa de ataque a delegacia em São Luís

Jornal da Globo, mais uma vez, abriu a edição com destaque negativo para o Maranhão
Jornal da Globo, mais uma vez, abriu a edição com destaque negativo para o Maranhão

O jornal da Globo iniciou o noticiário, na madrugada desta quarta-feira (22), retratando “mais uma noite de medo” em São Luís com tiroteio e nova tentativa de ataque à Delegacia da Liberdade. A emissora relacionou os episódios do final da noite de terça-feira (21) com a reação das facções criminosas por conta da transferência de presos perigosos de Pedrinhas para presídios federais.

Cinco pessoas foram presas por tentativa de ataques à delegacia. Segundo  informações da Polícia, a ação seria uma retaliação à transferência de presos de Pedrinhas para o presídio de segurança máxima do Mato Grosso do Sul.

Durante a abordagem, os suspeitos reagiram e trocaram tiros com a polícia. Léo Fabricio Santos Ferreira, conhecido como “Arroz da Liberdade”, foi alvejado, e levado para o Hospital Municipal Djalma Marques, o Socorrão I.

Mais um detento foi encontrado morto

O Jornal da Globo destacou ainda que mais um preso maranhense foi encontrado morto no interior do Complexo Penitenciário de Pedrinhas, em São Luís (MA). O corpo foi localizado, na manhã de terça-feira (21), na Central de Custódia de Presos de Justiça (CCPJ), mesma unidade onde, na última quinta-feira (16), policiais militares impediram uma rebelião

Em nota, a Secretaria de Justiça e Administração Penitenciária (Sejap) informou que uma análise preliminar aponta que ele morreu por enforcamento, provavelmente provocado com o uso de uma “teresa” – corda feita com o entrelaçamento de diversos panos ou tecidos desfiados.

Segundo o jornal da Globo, a governadora Roseana Sarney não quis se pronunciar sobre os dois episódios.

Postagens relacionadas

25 thoughts on “Jornal da Globo destaca noite de medo e tentativa de ataque a delegacia em São Luís

  1. Gostaríamos que houvesse uma correção na informação do Jornal Nacional. Está sendo dado como se tivesse sido, o cantar do Hino Nacional por inteiro, em Fortaleza. Esse fato se deu, pela primeira vez, em Belém do Pará. A banda parou de tocar o hino, e o povo cantou firme e forte, como se estivesse sido ensaiado. VIBRANTE!
    -OBSERVAÇÃO: NÃO CONSEGUIMOS ACESSAR O http://WWW.G1.COM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.