Luciano comenta desistência de Schnneyder e cobra Henrique Júnior

O ex-prefeito Luciano Leitoa comentou em entrevista ao radialista Jorge Simplício, na manhã desta terça-feira (11), a saída do Comandante Schnneyder da disputa à prefeitura de Timon e o apoio ao deputado estadual Rafael (PSB). Para o líder político, não houve nenhuma surpresa.

“Isso já era previsível, apesar dele ter feito durante todo um período uma afirmação de que seria candidato de qualquer jeito. Eu já sabia que ele não seria candidato. A gente conhece um homem pelas suas posições e pela sua postura”, disse Luciano.

O ex-prefeito recordou os ataques mútuos entre Rafael e Schnneyder e pontuou que a união de agora é “o que há de mais velho na política”, em contraponto à imagem de novidade e mudança que o comandante um dia tentou passar.

“O eleitor de Timon não é bobo. O Schnneyder, nas últimas eleições para prefeito teve 34 mil votos. Dois anos depois, para deputado estadual, teve 9 mil votos. E ele sabia que, nestas eleições, ele teria uma votação bem inferior”, afirmou.

Luciano ainda cobrou uma explicação de Henrique Júnior (PL), que, até o momento, não teria esclarecido o porquê da aliança com Schnneyder não ter dado certo e levantou a possibilidade do ex-vereador também abdicar da pré-candidatura para juntar-se ao palanque de Rafael.

Postagens relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *