Mas afinal, quem será o candidato a vice de Luís Fernando?

Pesado nas pesquisas, Luís Fernando ainda terá que "carregar" fardo do PT
Pesado nas pesquisas, Luís Fernando ainda terá que “carregar” fardo do PT

A mídia sarneysista bate tanto na tecla de quem será o candidato a vice-governador na chapa do pré-candidato ao governo do Maranhão pelo PCdoB, Flávio Dino, que esquece de especular sobre o fraco time de opções que o PT, partido que deve se manter na aliança com o grupo Sarney, tem a oferecer para formar chapa ao lado do peemedebista Luís Fernando Silva.

O mais cotado para a vaga de vice na chapa de Luís Fernando, caso a aliança PMDB/PT seja mantida mesmo (hoje a probabilidade é grande para que isso aconteça), é o atual presidente estadual do Partido dos Trabalhadores, Raimundo Monteiro, aliado mais próximo do agora conselheiro do Tribunal de Contas (TCE), Washington Oliveira. A densidade eleitoral do “pupilo” de WO é mínima e pouco acrescentaria ao pré-candidato sarneysista que, por si só, já é pesado nas pesquisas e tem dificuldade de decolar.

Outros nomes

Outros nomes com menor chance, mas porém cotados, são os do atual secretário estadual do Trabalho, José Antonio Heluy, e do superintendente do Incra, Zé Inácio Rodrigues. Os dois também de baixíssima densidade eleitoral.

Vale citar também que o deputado Zé Carlos da Caixa chegou a ser cotado para o posto de vice de Luís Fernando, mas perdeu a indicação com a briga interna pelo Processo de Eleição Direta (PED), quando tentou viabilizar um segundo turno para favorecer o segundo colocado na disputa, Henrique Souza.

Outro nome que chegou a ser cotado para o posto de vice, na chapa com o grupo Sarney, foi o do secretário estadual de Relações Institucionais, Rodrigo Comerciário, que rompeu com Washington Oliveira e se tornou “carta fora do baralho”.

Opções de dar sono

Como se vê, o leque de opções de vice do que restou do PT, hoje totalmente dominado pelo grupo Sarney, para Luís Fernando é de dar sono. Todos com pouco a somar com uma pré-candidatura que também ainda caminha a passos muito lentos nas pesquisas de opinião já realizadas.

Enquanto Flávio Dino tem dificuldade de definir o candidato a vice pelo volume de opções de partidos como o PDT, o SDD e o PSDB, por exemplo, Luís Fernando Silva vai ter que engolir um fardo mais pesado do que ele próprio, isso se realmente for mesmo o secretário de Infraestrutura o ungido para a disputa que se avizinha!

Postagens relacionadas

9 thoughts on “Mas afinal, quem será o candidato a vice de Luís Fernando?

  1. Belo texto, linda! Adorei o seu encadeamento de raciocínio. Você tem um bom texto quando o tema se refere a sucessão estadual. Muito parecido com o texto do John Cutrim. Em breve irei na Assembleia Legislativa lhe cumprimentar pessoalmente.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.