Pereirinha proíbe entrada de manifestantes na Câmara, alegando ameaças

Pereirinha mostrou panfleto que estaria o ameaçando
O presidente da Câmara Municipal de São Luís, Isaías Pereirinha (PSL), foi para a tribuna, na manhã desta segunda-feira (26), denunciar uma campanha difamatória contra a sua pessoa, incluindo ameaças de uma nova ocupação ao Legislativo e da sua própria residência, além da distribuição de milhares de panfletos ofensivos à sua pessoa. Em função disso, ele proibiu a entrada de qualquer um dos manifestantes identificados pela segurança da Casa.

Durante o pronunciamento, o dirigente do Legislativo ludovicense fez a leitura de um panfleto apócrifo fazendo convite para uma manifestação no dia 07 de setembro na Praça Deodoro, “que também orquestra uma nova invasão da Câmara Municipal e apedrejamento de minha residência”, completa ele.


“Quero comunicar a todos os vereadores e a imprensa em geral que estou responsabilizando essas pessoas por qualquer ato de vandalismo contra esta Casa, contra a minha pessoa, contra qualquer membro deste parlamento”, afirmou Pereirinha para acrescentar: “também venho informar que já fiz comunicado ao secretário de Segurança, Aluízio Mendes”. O presidente da Câmara Municipal chegou a considerar o ato que está sendo planejado contra o Legislativo com “o supra sumo do absurdo”.

Pereirinha foi enfático ao assegurar que “quem está orquestrando um absurdo como esse são pessoas desequilibradas e até com passagem duvidosa. E são esses que são bem recebidos aqui nesta Casa, e por trás ficam fazendo outra reunião com objetivos escusos”. 

Continuando, Pereirinha disse que não vai permitir que façam da Câmara de São Luís o que fizeram no Rio de Janeiro, que invadiram o Legislativo, promoveram agressões e praticaram atos de vandalismo entre outras atrocidades.

Postagens relacionadas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.