Polícia e Justiça voltam a realizar reintegração de posse em Monção

Propriedade foi invadida novamente em Monção
A Justiça e a Polícia Militar realizaram, nesta terça-feira (27), mais uma reintegração de posse da propriedade do ex-candidato a prefeito do município, Jesiel Araújo, invadida, pela segunda vez, provavelmente a mando do prefeito João de Fátima Pereira, o “Queiroz”, na semana passada. A vítima ingressou, na Justiça, com nova Ação de Integração de Posse para reaver o imóvel que teria sido ocupado, novamente, por pessoas ligadas ao chefe do Executivo.

“Quando a Polícia saiu do local onde foi feita a invasão, pela primeira vez, novamente, com fortes suspeitas de estímulo político, foi invadida a residência do professor Jesiel na semana passada. E o mais estranho é que os invasores ficaram próximo do terreno e o tempo todo foram abastecidos de comida, bebida e advogados para dar assistência”, relatou o deputado.


Segundo Othelino Neto, os cidadãos e cidadãs de Monção estão incomodados com essa turbulência. E o mais grave, de acordo com o parlamentar, é que quem deveria estar zelando pela ordem no município e tranquilidade pode estar estimulando aquela ação violenta contra um adversário, extrapolando as diferenças políticas.

Logo após o pronunciamento de Othelino, o deputado Eduardo Braide (PMN) defendeu uma investigação policial para descobrir realmente o que é que está acontecendo em relação a essa situação em Monção. O parlamentar disse que conversou com o prefeito Queiroz e ouviu dele que nada teria a ver com as invasões.

Entenda o caso – A propriedade foi invadida, pela primeira vez, no dia três de agosto, por pessoas ligadas ao prefeito Queiroz, entre seguranças, servidores contratados e cargos comissionados do município, que entraram armados, derrubaram o muro e, de forma violenta, ocuparam  o local e estimularam a ocupação, inclusive, da residência da vítima, onde mora com a esposa, com a filha e  familiares.


A Polícia foi chamada para o local, mas o Cabo PM Matos, que estava representando o comando policial do Município, recusou-se a dar segurança, alegando que havia ordens superiores para não intervir ali. Com a celeuma, Jesiel ingressou, no dia sete de agosto, com Ação de Integração de Posse junto à Comarca de Monção para reaver a propriedade que foi invadida por pessoas ligadas ao prefeito “Queiroz”.


A perseguição contra Jesiel se intensificou desde que a oposição, no município, passou a denunciar inúmeros desmandos administrativos como o caso da fraude no Bolsa Família, benefício que é ou foi recebido pelas filhas do prefeito Queiroz que também são ou foram nomeadas  como cargos comissionados na Prefeitura. Além de tudo, uma das filhas ainda recebe o Seguro Defeso indevidamente.

Postagens relacionadas

One thought on “Polícia e Justiça voltam a realizar reintegração de posse em Monção

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *